A arte das palavras: Mário Faustino em diálogos teóricos

Daniel Castello Branco Ciarlini

Resumo


Nascido em Teresina, no Piauí, cedo Mário Faustino ingressou, ainda jovem, no jornalismo brasileiro, sobretudo como crítico de poesia no Jornal do Brasil, no Rio de Janeiro. Sua coluna, “Poesia-Experiência”, publicada nos anos de 1950 no Suplemento Dominical, foi palco de reflexões acerca dos problemas norteadores da linguagem poética em suas mais variadas acepções. Este artigo aborda, em especial, o texto “Que é poesia?”, cujos argumentos em torno da linguagem literária, desdobrada em duas maneiras de composição (a poética e a prosaica), dialogam com outros importantes autores do meio teórico, contemporâneos ou extemporâneos à sua reflexão. Os diálogos aqui propostos, ora convergentes ora divergentes, seguem a intuição e o poder de síntese conceitual do piauiense, que conseguiu resumir em poucas páginas alguns dos problemas que, há décadas, ocupam os estudos de literatura, ainda sem resolução.


Palavras-chave


Linguagem poética; Mário Faustino; Teoria literária

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Poética. Aristóteles; Horácio; Longino. A poética clássica. Trad. Jaime Bruna. 12. ed. São Paulo: Cultrix, 2005, pp. 17-52.

BOURDIEU, Pierre. As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. 2. ed. Trad. Maria Lucia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

BOUSOÑO, Carlos. Teoría de la expresión. poética. 4. ed. Madrid: Gredos, 1966.

BURCKHARDT, Jacob. Reflexiones sobre la historia universal. Trad. Wencelsao Roces. México: Fondo de Cultura Económica, 1961.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade: estudos de teoria e história literária. 11. ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2010.

CHKLOVSKI, V. A arte como procedimento. Dionísio de Oliveira Toledo, org. Teoria da literatura: formalistas russos. Trad. Ana Mariza Ribeiro Filipouski et al. Porto Alegre: Globo, 1973, pp. 39-56.

COUTINHO, Afrânio. Regionalismo. A literatura no Brasil: era modernista. São Paulo: Global, 2004, vol. 5, pp. 337-408.

EAGLETON, Terry. Teoria da literatura: uma introdução. 6. ed. Trad. João Azenha Jr. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FAUSTINO, Mário. Que é poesia? Poesia-Experiência. São Paulo: Perspectiva, 1977, pp. 59-69.

FRYE, Northrop. A imaginação educada. Trad. Adriel Teixeira et al. Campinas: Vide, 2017.

GENETTE, Gerard. Palimpsestos: a literatura de segunda mão. Trad. Luciene Guimaraes e Maria Antônia Ramos Coutinho. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da UFMG, 2006.

HAMBURGER, Michael. A verdade da poesia. A verdade da poesia: tensões na poesia modernista desde Baudelaire. Trad. Alípio Correia de Franca Neto. São Paulo: Cosac Naify, 2007, pp. 35-61.

JAKOBSON, Roman. Do realismo artístico. Dionísio de Oliveira Toledo, org. Teoria da literatura: formalistas russos. Trad. Ana Mariza Ribeiro Filipouskiet al. Porto Alegre: 1973, pp. 119-127.

JENNY, Laurent. A estratégia da forma. Laurent Jenny et al. Intertextualidades. Coimbra: Livraria Almedina, 1979, pp. 5-45.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. O nascimento da tragédia, ou helenismo e pessimismo. Trad. J. Guinsburg. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

SCHILLER, Friedrich. A educação estética do homem numa série de cartas. Trad. Roberto Schwarz e Márcio Suzuki. São Paulo: Iluminuras, 2002.

STEINER, George. Extraterritorial: a literatura e a revolução da linguagem. Trad. Júlio Castañon Guimarães. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

TINIANOV, Iuri. O problema da linguagem poética II: o sentido da palavra poética. Trad. Maria José Azevedo Pereira e Caterina Barone. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1975.

TODOROV, Tzvetan. As categorias da narrativa. Roland Barthes et al. Análise estrutural da narrativa. Trad. Maria Zélia Barbosa Pinto. Petrópolis: Vozes, 2011, pp. 218-264.

TROTSKY, Leon. Literatura e revolução. Trad. Moniz Bandeira. Rio de Janeiro: Zahar, 1969.

VALÉRY, Paul. Variedades. Trad. Maiza Martins de Siqueira. São Paulo: Iluminuras, 1991.

ZILBERMAN, Regina. Estética da recepção e história da literatura. São Paulo: Ática, 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2020v38p41

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco