“Um Jantar Muito Original”, de Alexander Search: a Ficção Pessoana entre Mistério, Horror e Fantástico

Flavio García

Resumo


Alexander Search, heterônimo precoce e de curta existência no universo da heteronímia pessoana, escreveu poemas e o conto “Um jantar muito original” – datado de 1907 –, em língua inglesa, sob influências do período em que o escritor, ainda jovem, viveu na África do Sul. Foram produto de sua admiração pela literatura anglófona Oitocentista e pela obra de Edgar Allan Poe. O conto apresenta elementos de mistério, horror e do fantástico, podendo ser lido nos (sem) limites das vertentes da literatura fantástica Novecentista, principalmente sob as visões mais contemporâneas da crítica, posteriores a Todorov (Introdução à Literatura Fantástica, 1970).


Palavras-chave


Ficção pessoana; Mistério, Horror; Fantástico

Texto completo:

PDF

Referências


ALAZRAKI, Jaime. “¿Qué es lo neofantástico?” David Roas, org. Teorías de lo Fantástico. Madrid: Arco/Libros, 2001. 265-282.

BESSIÈRE, Irène. “El relato fantástico: forma mixta de caso y adivinanza”. David Roas, org. Teorías de lo Fantástico. Madrid: Arco/Libros, 2001. 83-104.

BRÉCHON, Robert. Estranho Estrangeiro – uma Biografia de Fernando Pessoa. Lisboa: Quetzal, 1996.

COELHO, Nelly Novaes. “Fernando Pessoa, a dialética de ser-em-poesia”. Maria Aliete Galhoz, org. Fernando Pessoa – Obra Poética. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1983. xiiixliii.

FURTADO, Filipe. A Construção do Fantástico na Narrativa. Lisboa: Horizonte, 1980.

GALHOZ, Maria Aliete. O Eu Profundo e os outros Eus. 3ed. Petrópolis: José Aguilar, 1974.

MOISÉS, Massaud. A Literatura Portuguesa. 21ed. São Paulo: Cultrix, 1985.

PESSOA, Fernando. “Um jantar muito original”. Um jantar muito original, seguido de A porta - Fernando Pessoa sob o heterônimo de Alexander Search. 2ed. Lisboa: Relógio d’água, 2008. 11-34.

PESSOA, Fernando. Pessoa Inédito. Lisboa: Livros Horizonte, 1993.

PRADA OROPEZA, Renato. “El discurso fantástico contemporáneo: tensión semântica y efecto estético”. Semiosis (México) 2.3 (enero-junio 2006): 53-76.

PESSOA, Fernando. “A nova poesia portuguesa sociologicamente considerada”. A Águia, 2. série (Porto)1.4 (abr. 1912): 101-107.

ROAS, David. Hacia una teoría sobre el miedo y lo fantástico. Semiosis (México) 2.3 (enero-junio 2006): 95-116.

ROAS, David. El nacimiento de lo fantástico. In: De la maravilla al horror – Los Inicios de lo Fantástico em la Cultura Española (1750-1860). Pontevedra: Mirabel, 2006a. 59-69.

SOUSA, Maria Leonor Machado de. Fernando Pessoa e a Literatura de Ficção. Lisboa: Novaera, 1978.

SOUSA, Maria Leonor Machado de. “Posfácio” a Um jantar muito original, seguido de A porta – Fernando Pessoa sob o heterônimo de Alexander Search. 2ed. Lisboa: Relógio d’água, 2008. 51-52.

TODOROV, Tzvetan. Introdução à Literatura Fantástica. 2ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2013v26p32

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco