A poesia negra na literatura afro-brasileira: exercícios de definição e algumas possibilidades de investigação

Álvaro Hattnher

Resumo


Este trabalho procura estabelecer pontos para uma discussão das principais características da produção literária afro-brasileira, com especial atenção às proposições teóricas de Damasceno (1988) e Bernd (1988). Divergindo ligeiramente dessas autoras, propõe-se a noção de que a literatura negra é aquela escrita por autores negros, com a visão de mundo e a experiência de sujeitos históricos que se reconhecem e se afirmam como negros. Nesse sentido, a eficácia estética da literatura negra estaria diretamente relacionada às formas de percepção do mundo e aos valores de uma experiência negra.

Palavras-chave


Literatura afro-brasileira; Poesia negra; Diáspora; Experiência

Texto completo:

PDF

Referências


BASTIDE, R. 1983. “A poesia afro-brasileira”. Estudos afro-brasileiros. São Paulo: Perspectiva. p. 3-110.

BASTIDE, R. 1987. Negritude e literatura na América Latina. Porto Alegre: Mercado Aberto.

BASTIDE, R. Introdução à literatura negra. São Paulo: Brasiliense, 1988.

BROOKSHAW, D. 1978. Quatro poetas negros brasileiros. Estudos Afro-Asiáticos 2: 30-43.

BROOKSHAW, D. 1983. Raça e cor na literatura brasileira. Trad. Marta Kirst. Porto Alegre: Mercado Aberto.

CAMARGO, O. org. 1986. A razão da chama: antologia de poetas negros brasileiros. São Paulo: Edições GRD.

CAMARGO, O. org. 1987. O negro escrito. São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura.

CARNEIRO, E. 1988. Antologia do negro brasileiro. Rio de Janeiro: Tecnoprint.

COBB, M. K. 1978 Harlem, Haiti, Havana: A Comparative Critical Study of Langston Hughes, Jacques Roumain, Nicolas Guillen. Washington, DC.: Three Continents.

DAMASCENO, B. G. 1988. Poesia negra no Modernismo brasileiro. Campinas: Pontes.

HATTNHER, A. L. 1999. Uma ponte sobre o Atlântico: poesia de autores negros angolanos, brasileiros e norte-americanos em uma perspectiva comparativa triangular. Tese, Universidade de São Paulo.

HATTNHER, A. L. 2002. “Contrapontos da negritude: vozes afro-brasileiras e afro-americanas em diálogo”. Transit Circle 1: 130-150.

MOURA, C. 1988. Sociologia do negro brasileiro. São Paulo: Ática.

MOURA, C. 1994. Dialética radical do Brasil negro. São Paulo: Editora Anita.

NUNES, C. 1972. “A poesia negra no Modernismo brasileiro”. Cultura 5: 118-123.

RIBEIRO, E., M. Barbosa & S. Fátima, orgs. 1996. Cadernos negros 19: poemas afrobrasileiros. São Paulo: Quilombhoje.

TRINDADE, S. 1961. Cantares ao meu povo. São Paulo: Fulgor




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2009v17p78

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco