Representações da Guerra da Tchetchênia, em O Filho da Mãe, de Bernardo Carvalho

Paulo César S. de Oliveira

Resumo


Este artigo investiga a questão da representação da guerra da Tchetchênia no romance O filho da mãe, de Bernardo Carvalho, privilegiando as relações entre ficção e história. Na leitura desse romance, damos sequência a nossas pesquisas acerca da narrativa contemporânea e, por meio da obra de Carvalho, iremos mostrar de que forma o discurso literário vem se impondo como importante fonte de reflexão acerca dos fenômenos culturais e políticos da contemporaneidade, dentre os quais destacaremos, nesse trabalho, a problemática da guerra.

Palavras-chave


História; Ficção; Guerra; Representações

Texto completo:

PDF

Referências


ANDERSON, Benedict. Imagined communities: reflections on the origin and spread of nationalism. London: New York: Verso, 2006.

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. São Paulo: Editora da UNESP & Hucitec, 1988.

BARTHES, Roland. Aula. 4. ed. São Paulo: Cultrix, 1987.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BURKE, Peter, org. A escrita da história: novas perspectivas. 3. ed. São Paulo: Unesp, 2001.

BURKE, Peter, org. Abertura: a nova história, seu passado e seu futuro. Peter Burke, (Org.). A escrita da história: novas perspectivas. 3. ed. São Paulo: Unesp, 2001, 7-37.

CARVALHO, Bernardo. O filho da mãe. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

CONRAD, Joseph. Heart of darkness. London: Penguin, 1994.

EAGLETON, Terry. Nationalism: irony and commitment. Terry Eagleton, Fredric Jameson & Edward Said. 5. ed. Nationalism, colonialism and literature. Minneapolis: U of Minnesota P, 2001. 23-39.

JAKOBSON, Roman. A geração que esbanjou seus poetas. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

HELENA, Lucia. “A literatura tem poder?” Lucia Helena e Anélia Pietrani, orgs.Literatura e poder. Rio de Janeiro: Contra Capa & CNPq, 2006. 9-15.

JAMESON, Fredric. “Modernism and imperialism.” Terry Eagleton, Fredric Jameson & Edward Said. 5. ed. Nationalism, colonialism and literature. Minneapolis: U of Minnesota P, 2001. 41-66.

LIMA, Luiz Costa. História. Ficção. Literatura. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

LIMA, Luiz Costa. “Bernardo Carvalho e a questão do ficcional.” Intervenções. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2002, 273-283.

MAINGUENEAU, Dominique. O contexto da obra literária: enunciação, escritor, sociedade. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

OLIVEIRA, Paulo César Silva de. “Literatura, crítica e saber na esfera multiculturalista.” Revista Brasileira de Literatura Comparada 2.11 (2007): 59-76.

OLIVEIRA, Paulo César Silva de. “Estados da Teoria Literária: memória, identidade, sociedade.” E-scrita (Rio de Janeiro) 3 (2010): 47-65. Disponível em http://www.uniabeu.edu.br/publica/index.php/RE/article/viewFile/45/pdf_27.

OLIVEIRA, Paulo César Silva de. “No aqui e agora da ficção brasileira: uma leitura de O filho da mãe, de Bernardo Carvalho.” Revista Uniabeu (Rio de Janeiro) 5 (2010): 57-69. Disponível em http://www.uniabeu.edu.br/publica/index.php/RU/article/viewFile/59/119.

ROSENFIELD, Denis L. Do mal: para introduzir em filosofia o conceito do mal. Porto Alegre: L&PM, 1988.

SAID, Edward. Humanismo e crítica democrática. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

SHARPE, Jim. “A história vista de baixo.” Peter Burke, org. A escrita da história: novas perspectivas. 3. ed. São Paulo: Unesp, 2001. 39-62.

WHITE, Hayden. El texto histórico como artefacto literario y otros escritos. Barcelona: Ediciones Paidós Ibérica, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2011v21p101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco