Entre a luta e o assassino, razões para sobreviver

Anderson Possani Gongora

Resumo


Partindo da leitura de dois contos de Sérgio Sant’Anna, “A luta” e o “Assassino”, o artigo se propõe a examinar a violência em suas diversas modalidades criminais através de uma contextualização do corpus selecionado para análise, onde a presença da temática pode ser vista como fator de (i)racionalidade.

Palavras-chave


Literatura contemporânea; Sérgio Sant’Anna; Violência

Texto completo:

PDF

Referências


LINS, Ronaldo Lima. Violência e Literatura. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.

MARTTA, Margareth Kuhn. Violência e Angústia. Caxias do sul: Educs, 2004.

SANT’ANNA, Sérgio. Contos e novelas Reunidos. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

SOARES, Luiz Eduardo. “Uma interpretação do Brasil para contextualizar a violência. “Linguagens da violência. Org. Carlos Alberto Messeder Pereira, et al. Rio de Janeiro: Rocco, 2000. 23-46.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2009v15p45

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco