Processamento Anafórico e Leitura: revisão sistemática e ponderações para ensinar e aprender a ler

Bruna Alexandra Franzen, Ana Cláudia Souza

Resumo


Este artigo investiga a relação entre processamento anafórico e leitura em perspectiva psicolinguística, visando conhecer e analisar estudos brasileiros que relacionam esses dois eixos e propor ponderações acerca de implicações pedagógicas ao ensino da leitura. Trata-se, pois, de pesquisa bibliográfica, desenvolvida pelo método de revisão sistemática e pelo estudo da literatura acerca do processamento e da compreensão em leitura e do seu ensino. As pesquisas analisadas no estudo de revisão são experimentais e seus resultados demonstram diferenças de custos de processamento geradas por distintas construções anafóricas. Quanto às implicações pedagógicas, as ponderações respaldam-se nos seguintes princípios: 1) leitura se ensina; 2) o estímulo a que o/a leitor/a acessa visando à compreensão é o texto escrito; 3) a natureza e a constituição do texto têm implicações diretas tanto no processamento quanto no seu resultado; 4) o texto escrito se constitui por meio de uma trama da qual a correferenciação é parte importante; 5) a resolução de anáforas, portanto, é fundamental à compreensão dos textos e deve ser explícita e sistematicamente ensinada, não se tratando, assim, de análise do texto pelo texto em sala de aula, mas de sua análise na relação com o/a leitor/a em atividade de leitura objetivando à compreensão.

Palavras-chave


Processamento anafórico; Ensino e aprendizagem de leitura; Revisão sistemática

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


ALLIENDE, Felipe; CONDEMARÍN, Mabel. A leitura: teoria, avaliação e desenvolvimento. Trad. de Ernani Rosa. 8. ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.

ALVERMANN, Donna E.; UNRAU, Norman J.; RUDDELL, Robert B. Theoretical Models and Processes of Reading. 6. ed. Newark, DE: International Reading Association, 2013.

ARAÚJO, Elioenai Macena de. Processamento correferencial das expressões “ele(a) mesmo(a)” e “ele(a) próprio(a) em português brasileiro. Orientadora: Rosana Costa de Oliveira. Dissertação (Mestrado) - Curso de Linguística, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017, 88f.

BEZERRA, Gitanna Brito. O processamento de argumentos e adjuntos em estruturas sintáticas sem ambiguidade e em estruturas com correferência. Orientador: Márcio Martins Leitão. Dissertação (Mestrado) - Curso de Linguística, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2013, 181f.

BEZERRA, Gitanna Brito; LEITÃO, Márcio Martins. O processamento de argumentos e adjuntos em construções sem ambiguidade estrutural. Veredas, v. 17, n. 2, 2013, p. 60-82.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Ciência e Tecnologia. Diretrizes metodológicas: elaboração de revisão sistemática e metanálise de ensaios clínicos randomizados/ Ministério da Saúde, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2012.

CAVALCANTE, Liliane Carvalho Félix. Compreensão leitora de elementos anafóricos e de humor em narrativas: um design experimental. Orientador: Jan Edson Rodrigues Leite. Tese (Doutorado) - Linguística, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017, 212p.

CHOMSKY, Noam. Lectures on government and binding. Dodrecht: Foris, 1981.

CHOMSKY, Noam. Knowledge of language, its nature, origin, and use. New York: Praeger, 1986.

CORREIA, Débora Vasconcelos. Relações entre memória procedimental e linguagem em pessoas que gaguejam: um estudo com base no processamento da correferência anafórica em português brasileiro. Orientador: José Ferrari Neto. Dissertação (Mestrado) - Curso de Linguística, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014, 80f.

CORREIA, Débora Vasconcelos; FERRARI-NETO, José; LEITÃO, Márcio Martins. Processamento correferencial de nomes e pronomes do português brasileiro em pessoas portadoras de gagueira. Letras de Hoje, v. 48, n. 1, p. 59-67, 2013.

CUNHA-LIMA, Maria Luiza. Indefinido, anáfora e a construção textual da referência. Orientadora: Ingedore Grunfeld Villaça Koch. Tese (Doutorado) - Curso de Linguística, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004, 231f.

DE-LA-TORRE-UGARTE-GUANILO, Mônica Cecília; TAKAHASHI, Renata Ferreira; BERTOLOZZI, Maria Rita. Revisão sistemática: noções gerais. Rev Esc Enferm USP, vol. 45, n.5, p. 1260-1266, 2011.

FLOOD, James (ed.). Understanding reading comprehension. Newark, Delaware: International Reading Association, 1984.

GAGNÉ, Ellen D.; YEKOVICH, Carol Walker; YEKOVICH, Frank R. The cognitive psychology of school learning. New York, USA: Harper Collins, 1993.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GONDIM, Eva Vilma Aires Cabral. Investigação teórico metodológica sobre a penalidade do nome repetido em português brasileiro. Orientador: Márcio Martins Leitão. Dissertação (Mestrado) – Curso de Linguística, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017, 100p.

HEINIG, Otilia Lizete de Oliveira Martins. O papel do professor no processo da construção de sentido na leitura. In: SOUZA, Ana Cláudia de; SEIMETZ-RODRIGUES, Cristiane; FINGER-KRATOCHVIL, Claudia; BARETTA, Luciane; BACK, Angela Cristina Di Palma (org.). Diálogos linguísticos para a leitura e a escrita. Florianópolis: Insular, 2019. p. 107-129.

HALLIDAY, Michael A. R.; HASAN, Ruqaiya. Cohesion in English. London: Longman, 1976.

HANKAMER, Jorge; SAG, Ivan A. Deep and Surface Anaphora. Linguistic Inquiry, v. 7, n.3, p. 391-428, 1976.

HENRIQUE, Judithe Genuíno. A influência da reflexividade verbal no processamento anafórico. Orientadora: Rosana Costa de Oliveira. Dissertação (Mestrado) - Curso de Linguística, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016, 89f.

HIGGINS, Julian P. T.; GREEN, Sally. Cochrane handbook for systematic reviews of interventions. West Sussex: John Wiley & Sons, Ltd., 2008.

KAISER, Elsi. Experimental Paradigms in Psycholinguistics. In: PODESVA, Robert J.; SHARMA, Devyani (ed.). Research Methods in Linguistics. Cambridge: Cambridge University Press, 2013. p.135-168.

KAMIL, Michael L.; PEARSON, P. David; MOJE, Elizabeth Birr; AFFLERBACH, Peter P. Handbook of Reading Research – vol. IV. Nova Iorque: Routledge, 2011.

KENEDY, Eduardo. O problema do analfabetismo. In: MAIA, Marcus (org.). Psicolinguística e educação. Campinas, São Paulo: Mercado de Letras, 2018. 81-102.

KINTSCH, Walter. Comprehension: a paradigm for cognition. Cambridge: Cambridge University Press, 1998.

KINTSCH, Walter; RAWSON, Katherine. A. Compreensão. In: SNOWLING, M. J.; HULME, C. (org.). A ciência da leitura. Tradução de Ronaldo Cataldo Costa. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 227-244.

KOCH, Ingedore G. Villaça. Desvendando os segredos do texto. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender: os sentidos do texto. 3 ed. São Paulo: Contexto, 2015.

LEITÃO, Márcio Martins. Processamento co-referencial de nomes e pronomes em português brasileiro. Linguística, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, 2005, p. 235-258.

LEITÃO, Márcio Martins. Animacidade e paralelismo estrutural no processamento da correferência. Revista Linguística, v. 6, n. 1, 2010, p. 44-57.

LEITÃO, Márcio Martins; SIMÕES, Antônia Barros Gibson. A influência da distância no processamento correferencial de pronomes e nomes repetidos no português brasileiro. Veredas, v. 15, 2011, p. 262-272.

LEZAMA, Carlos Gelormini. Processing repeated names, overt pronouns and null reference in Spanish. Orientador: Amit Almor. Dissertação (Mestrado em Linguística). University of South Carolina, Columbia, 2008.

MAIA, Marcus. Computação estrutural e de conjunto na leitura de períodos: um estudo de rastreamento ocular. In: MAIA, Marcus (org.). Psicolinguística e educação. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2018. p. 103-132.

MAIA, Jefferson de Carvalho. O processamento de expressões correferenciais em português. Orientadora: Maria Luiza Cunha Lima. Dissertação (Mestrado) - Curso de Estudos Linguísticos, Faculdade de Letras, Universidade Federal da Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013, 120p.

MARCONI, Maria de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MCGUINNESS, Daiane. O ensino da leitura: o que a ciência nos diz sobre como ensinar a ler. Tradução de Luzia Araújo. Porto Alegra: Artmed, 2006.

MILHORANCE, Ludmila Pimenta Salles. Resolução da anáfora no contexto do sluicing: o caso do português brasileiro. Orientadora: Cilene Aparecida Nunes Rodrigues. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014, 99f.

MORAIS, José. Alfabetizar para a democracia. Porto Alegre: Penso, 2014.

NEVES, Iara Conceição Bitencourt; SOUZA, Jusamara Vieira; SCHÄFFER, Neiva Otero; GUEDES, Paulo Coimbra; KLUSENER, Renita. Ler e escrever: compromisso de todas as áreas. 9. ed. Porto Alegre: UFRGS, 2011.

NO?BREGA-THERRIEN, Silvia Maria; THERRIEN, Jacques. Os trabalhos científicos e o estado da questão: reflexo?es teo?rico-metodolo?gicas. 2004. Disponi?vel em: . Acesso em: 31 dez. 2018.

OAKHILL, Jane; CAIN, Kate; ELBRO, Carsten. Compreensão de leitura: teoria e prática. Trad. Adail Sobral. São Paulo: Hogrefe, 2017.

PERFETTI, Charles A.; LANDI, Nicole; OAKHILL, Jane. A aquisição da habilidade de compreensão da leitura. In: SNOWLING, M. J.; HULME, C. (org.). A ciência da leitura. Tradução de Ronaldo Cataldo Costa. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 245-265.

PINTO, Maria da Graça Castro. Uma breve abordagem à leitura e à escrita na perspectiva da Psicolinguística. In: SOUZA, Ana Cláudia de; SEIMETZ-RODRIGUES, Cristiane; FINGER-KRATOCHVIL, Claudia; BARETTA, Luciane; BACK, Angela Cristina Di Palma (org.). Diálogos linguísticos para a leitura e a escrita. Florianópolis: Insular, 2019. p. 85-106.

QUEIROZ, Karla Lima de. Processamento da correferência: pronomes lexicais, nomes repetidos, hiperônimos e hipônimos como formas de retomadas anafórica inter-sentencial do sujeito em Português Brasileiro. Orientador: Márcio Martins Leitão. Dissertação (Mestrado) - Curso de Linguística, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2009, 61f.

RAMOS, Altina; FARIA, Paulo M.; FARIA, Ádila. Revisão sistemática de literatura.: contributo para a inovação na investigação em Ciências da Educação. Revista Diálogo Educacional, v. 14, n.41, 2014, p.17-36.

RAMOS-VOSGERAU, Dilmeiri Sant’Anna; ROMANOWSKI, Joana Paulin. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Revista Diálogo Educacional, v. 14, n. 41, 2014, p.165-189.

RUDDELL, Robert B; RUDDELL, Martha Rapp; SINGER, Harry (ed.). Theoretical models and processes of reading. 4. ed. Newark, Delaware: International Reading Association, 1994.

RUDDELL, Robert B.; UNRAU, Norman J. Reading as a Motivated Meaning-Construction Process: The Reader, the Text, and the Teacher. In: ALVERMANN, Donna E.; UNRAU, Norman J.; RUDDELL, R. B. (ed.). Theoretical models and processes of reading. 6. ed. Newark, Delaware: International Reading Association, 2013. p. 1015-1068.

SAMPAIO, Rosana Ferreira; MANCINI, Marisa Cotta. Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Rev. bras. fisioter., São Carlos, v. 11, n. 1, p. 83-89, jan./fev. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbfis/v11n1/12.pdf. Acesso em: 17 jan. 2020.

SAG, Ivan; HANKAMER, Jorge. Toward a theory of anaphoric processing. Linguistics and Philosophy, v. 7, p. 325-345, 1984.

SCHÜTZE, Carson; SPROUSE, Jon. Judgment data. In: PODESVA, Robert J.; SHARMA, Devyani. (Ed.). Research Methods in Linguistics. Cambridge: Cambridge University Press, 2013. p. 27-50.

SCLIAR-CABRAL, Leonor. Inter-relação entre o biológico e o cultural: psicolinguística e educação. In: MAIA, Marcus (org.). Psicolinguística e educação. Campinas, São Paulo: Mercado de Letras, 2018. p. 25-55.

SEIMETZ-RODRIGUES, Cristiane; SOUZA, Ana Cláudia de. Ensino da leitura a surdos: o conhecimento do objeto de ensino e suas implicações para a prática pedagógica. Linguagem & Ensino, v. 19, n. 1, p. 55-79, 2016.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 24.ed. São Paulo: Cortez, 2017.

SIMÕES, Antônia Barros Gibson. A influência da coesão e da coerência no processamento correferencial de pronomes e nomes repetidos em português brasileiro. Orientador: Márcio Martins Leitão. Dissertação (Mestrado) - Curso de Linguística, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014, 104f.

SNOWLING, Margareth J.; HULME, Charles (org.). A ciência da leitura. Tradução de Ronaldo Cataldo Costa. Porto Alegre: Penso, 2013.

SOARES, Magda. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: Contexto, 2016.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Tradução de Cláudia Schilling. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SOUZA, Ana Cláudia de. Leitura, metáfora e memória de trabalho: três eixos imbricados. Orientadora: Loni Grimm-Cabral. Coorientador: Cassio Rodrigues. 2004. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004, 231f.

SOUZA, Ana Cláudia de; BACK, Angela Cristina Di Palma; FINGER-KRATOCHVIL, Claudia. Projeto Ler & educar: formação continuada de professores da rede pública de SC. 2012. Programa Observatório da Educação, Edital no. 049/212/CAPES.

SOUZA, Ana Cláudia de; FRANZEN, Bruna Alexandra; SCHILICHTING, Thais de Souza. Método na pesquisa psicolinguística sobre leitura: técnicas de coleta de dados. Fórum Linguístico, v.16, n.2, p.3849-3860, abr/jun 2019.

SOUZA, Ana Cláudia de; GARCIA, Wladimir Antônio da Costa. A produção de sentidos e o leitor: os caminhos da memória. Florianópolis: NUP-CED, 2012.

SOUZA, Ana Cláudia de; JUNKES, Letícia. Aspectos da formação (psico)linguística do/a professor/a alfabetizador/a: o conhecimento do sistema fonológico e o ensinar a ensinar a ler. In: BACK, Angela Cristina Di Palma; CECHINEL, André; JESUS, Talita Duarte de (org.). Educação, linguagem e memória: outras histórias. Criciúma, SC: Ediunesc, no prelo.

SOUZA, Ana Cláudia de; SEIMETZ-RODRIGUES, Cristiane; WEIRICH, Helena Cristina. Ensinar a estudar ensinando a ler: potências dos roteiros de leitura. In: SOUZA, Ana Cláudia de; SEIMETZ-RODRIGUES, Cristiane; FINGER-KRATOCHVIL, Claudia; BARETTA, Luciane; BACK, Angela Cristina Di Palma (org.). Diálogos linguísticos para a leitura e a escrita. Florianópolis: Insular, 2019. p. 164-200.

TEIXEIRA, Elisângela Nogueira. Preferências sintáticas e semânticas no processamento da correferência anafórica: evidências de movimentação ocular. Orientadora: Maria Elias Soares. Tese (Doutorado) - Curso de Linguística, Departamento de Letras Vernáculas, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013, 185p.

TEIXEIRA, Elisângela Nogueira; FONSECA, Maria Cristina Micelli; SOARES, Maria Elias. Resolução do pronome nulo em Português Brasileiro: Evidência de movimentação ocular. Veredas, v. 18, n. 1, p. 281-301, 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2020v23n1p9

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876