O Acorde-Weber: uma análise sobre a identidade teórica de Max Weber

José D’Assunção Barros

Resumo


Este artigo tem por objetivo desenvolver algumas considerações acerca das relações entre Objetividade e Subjetividade na Sociologia de Max Weber e em seu pensamento historiográfico. Para guiar nossas reflexões a respeito deste sociólogo-historiador, estaremos usando a metáfora do ‘acorde teórico’ – uma metáfora emprestada à Música – de modo a pensar a interação entre alguns elementos que constituem a ‘identidade teórica’ de Max Weber. A principal obra de Weber que estaremos analisando será A Objetividade do conhecimento nas Ciências Sociais (1904), através da qual será possível desenvolver algumas considerações sobre a questão examinada.


Palavras-chave


Max Weber, Objetividade, Subjetividade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2010v31n2p179

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar