Direito humano à alimentação adequada e responsabilidade internacional

Juliane Caravieri Martins Gambá, Zélia Maria Cardoso Montal

Resumo


Toda pessoa tem direito a um padrão de vida que lhe assegure saúde e bem-estar, sendo responsabilidade do Estado e da sociedade, inclusive em nível internacional, assegurar a todos, sem distinção de qualquer natureza, o acesso a uma alimentação adequada, nutritiva e saudável. A Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948), os Pactos Internacionais de Direitos (1966), as Cartas Constitucionais de diversos países e os documentos internacionais elaborados pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), criada em 1945, lideram esforços internacionais para o combate e a erradicação da fome, evidenciando a importância do direito humano à alimentação adequada e a responsabilidade internacional na implementação de políticas públicas para a geração de alimentos.


Palavras-chave


Alimentação; Vida; Dignidade; Direitos humanos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2009v30n1p53

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar