Cultura, Política e Identidade: apropriação ativa da linguagem na formação de novos sujeitos de mudança na zona rural

Adriana Tenório Cordeiro, Sérgio Carvalho Benício de Mello

Resumo


Este trabalho busca na narrativa de uma ONG, atuante na zona rural de Pernambuco, uma interlocução entre cultura e política, e discute o modo como a identificação que constitui campos culturais transforma-se num campo de ação proativa em que novos sujeitos de mudança emergem. O “cultural” obtém força política quando uma formação cultural entra em contradição com lógicas políticas ou econômicas que tentam efuncionalizá-la para exploração ou dominação. Os elementos culturais, por si sós não, possuem conotações políticas necessárias são articulados num discurso alternativo, em oposição a uma estrutura dominante repressiva. A relação identidade-localismo é rearticulada em prol da mudança social, e a ênfase da ação se define em função de questões de relevância global.


Palavras-chave


Cultura; Política; Identidade; Localismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2009v30n1p3

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar