Identificação e caracterização dos stakeholders do ramo alimentício: um estudo de caso na cidade de Cascavel - PR

Denize Cavichioli, Keila Priscila dos Santos, Aládio Zanchet

Resumo


Este estudo teve como objetivo identificar e classificar os stakeholders mais relevantes do ramo de restaurantes na cidade de Cascavel - PR. A pesquisa desenvolveu-se a partir de uma abordagem qualitativa, caracterizada através dos procedimentos como estudo de caso e quanto aos objetivos como descritiva. Aplicou-se entrevistas semiestruturadas com representantes de três stakeholders da cidade, o sindicato com nome fictício de Sindirestaurantes, o curso de Gastronomia da faculdade com o nome fictício de Educalimentos e um restaurante de porte médio, com o nome fictício de Delícia de Cozinha e Cia Ltda. Identificou-se que os stakeholders do setor alimentício da cidade de Cascavel - PR compreendem os restaurantes, clientes, fornecedores, funcionários, governo, Sindirestaurantes, curso de Gastronomia da faculdade com o nome fictício de Educalimentos, cozinheiros e outros lojistas para aqueles restaurantes que estão localizados em centros comerciais, shoppings e outros lugares em que os restaurantes atraiam clientes para a região. O presente artigo discutiu a aplicação da Teoria dos Stakeholders no ramo de restaurantes e contextualizou entidades que de alguma forma estão relacionadas a este, contribuindo assim para o avanço dessa teoria.

Palavras-chave


Stakeholders; Teoria dos Stakeholders; Restaurantes.

Texto completo:

PDF

Referências


CINTRA, R. F.; VIEIRA; S. F. A.; GONÇALVES, L. P.; COSTA, B. K. Turismo local de Londrina-PR: análise a partir da Teoria do Stakeholder. Contextus: Revista Contemporânea de Economia e Gestão, Fortaleza, CE, v. 13, n. 2, p. 149-175, 2015.

CINTRA, R. F. Stakeholders e setor turístico brasileiro: uma investigação na cidade de Londrina/PR. 2013. 166 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2013.

COSTA, B. K.; VIEIRA, S. F. A.; BOAVENTURA, J. M. G.; AÑEZ, M. E. M. A influência dos stakeholders na estratégia de órgãos públicos: o caso da diretoria de turismo de Guarulhos/SP. RGO: Revista Gestão Organizacional, Chapecó, SC, v. 5, n. 1, p. 28-41, 2012.

FREEMAN, E. R.; HARRISON, J. S.; WICKS, A. C.; PARMAR, B. L.; DE COLLE, S. Stakeholder theory: the state of the art. New York: Cambridge University Press, 2010.

FREEMAN, E. R. Strategic management: a stakeholder approach. Boston: Pitman Publishing, 1984.

FREEMAN, E. R.; MCVEA, J. A stakeholder approach to strategic management. Oxford: Blackwell Publishing, 2001.

FRIEDMAN, A. L.; MILES, S. Stakeholder: theory and practice. Oxford: University Press, 2006.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1989.

GUIZI, A. A.; SANTOS, A. F. L. dos; WADA, E. K. Hotelaria e Stakeholders: competitividade em eventos corporativos – estudo de caso sobre a rede Bourbon de Hotéis e Resorts. In: SEMINÁRIO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM TURISMO, 11., 2014, Fortaleza. Anais […]. Fortaleza: UECE, 2014. Trab. n. 1458, pdf. 52.

HARRISON, J. S.; BOSSE, D. A. How much is too much? The limits to generous treatment of stakeholders. Business Horizons, Bloomington, Ind., v. 56, n. 3, p. 313-322, 2013.

HARRISON, J. S.; FREEMAN, E. R.; ABREU, M. C. S. de. Stakeholder theory as an ethical approach to effective management: applying the theory to multiple contexts. Review of Business Management, São Paulo, SP, v. 17, n. 55, p. 859-860, 2015.

MITCHELL, R. K.; AGLE, B. R.; WOOD, D. J. Toward a theory of Stakeholder identification and salience: defining the principle of who and what really counts. Academy of Management Review, Ada, Ohio, US, v. 22, n. 4, p. 853-886, Oct. 1997.

RAUPP, F. M. BEUREN, I. M. Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In: BEUREN, I. M. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2012. p. 76-96.

REED, M. S.; GRAVES, A.; DANDY, N.; POSTHUMUS, H.; HUBACEK, K.; MORRIS, J.; STRINGER, L. C. Who’s in and why? A typology of stakeholder analysis methods for natural resource management. Journal of Environmental Management, v. 90, n. 1, p. 1933-1949, 2009.

RETOLAZA, J. L.; ROQUEÑI, M. R.; SAN JOSE, L. An innovative approach to Stakeholder theory: application in Spanish transnational corporations. Review of Business Management, v. 17, n. 55, p. 1007-1020, 2015.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2020v41n2p189

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar