Análise da produção científica brasileira em perícia contábil: mapeamento de 27 anos de pesquisa

Pedro Paulo Garcia da Rosa, Ducineli Régis Botelho

Resumo


A pesquisa objetiva analisar a produção científica brasileira em perícia contábil, sob o enfoque da Lei de Lotka, no período entre 1989 e 2015. Foi realizada uma pesquisa documental na plataforma eletrônica WEBQUALIS, do portal CAPES. Foram identificados 38 artigos publicados em 15 periódicos que atenderam aos critérios estabelecidos na pesquisa. Como ferramenta para análise da produção científica foi utilizada a lei bibliométrica de Lotka. Percebeu-se que apenas 10,53% dos artigos foram produzidos por autoria individual, os 89,47% restantes foram produzidos por coautorias, não havendo indicação se existia autor principal nas publicações, sugerindo a confirmação e a aplicação dessa Lei à pesquisa. Quanto à produção de artigos, houve um aumento significativo no período do ano 2006 a 2015, representando 89,47%, do total dos estudos identificados. Sugerem-se estudos mais aprofundados sobre o crescimento do fenômeno das coautorias e seu enquadramento nas leis bibliométricas para fins de análise. Propõem-se, também, estudos sobre a aplicação das demais leis da bibliometria nos artigos sobre perícia contábil, para serem observados os demais aspectos da produção científica nessa área, bem como, ainda, em função da existência de poucos trabalhos de pesquisa em perícia contábil, estudos para apresentar os motivos dessa ocorrência.

Palavras-chave


Bibliometria; Lei de Lokta; Produção Científica; Perícia Contábil; Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARADO, R. U.; OLIVEIRA, M. A. Produtividade dos autores na antropologia brasileira. DataGramaZero: Revista de Ciência da Informação, João Pessoa, v. 2, n. 6, 2001. Disponível em: https://bit.ly/2LBpv8Z. Acesso em: 6 fev. 2019.

ARAÚJO, C. A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 11-32, 2006. Disponível em: https://bit.ly/2zFIZH5. Acesso em: 30 jan. 2019.

ARAÚJO, R. F.; ALVARENGA, L. A. Bibliometria na pesquisa científica da pós-graduação brasileira de 1987 a 2007. Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Curitiba, v. 16, n. 31, 2011. Disponível em: https://bit.ly/3fSwlF3. Acesso em: 24 jan. 2019.

BRANDIMIILER, P. A. Perícia judicial em acidentes e doenças do trabalho. São Paulo: SENAC, 1996.

CAPES. Avaliação. Plataforma sucupira. Disponível em: https://www.capes.gov.br/avaliacao/plataforma-sucupira. Acesso em: 15 fev. 2019.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

FERRARI, A. T. Metodologia e técnica da pesquisa social. 2. ed. Campinas: IPPACC, 1971. v. 1.

GUEDES, V. L. S; BORSCHIVER, S. Bibliometria: uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informação, de comunicação e de avaliação científica e tecnológica. In: CINFORM: ENCONTRO NACIONAL DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 6., 2005, Salvador. Anais [...]. Salvador: UFBA, 2005. p. 1-18. Disponível em: https://bit.ly/2Z7YAK4.pdf. Acesso em: 15 fev. 2019.

GUIMARÃES, R. P. A auditoria e a perícia como instrumentos no combate aos crimes contra a ordem tributária. Conteúdo Jurídico, Brasília, 2014. Disponível em: https://bit.ly/367MB0k. Acesso em: 15 fev. 2019.

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2007.

LIMA, R. C. M. Bibliometria: análise quantitativa da literatura como instrumento de administração em sistemas de informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 15, n. 2, 1986. Disponível em: https://bit.ly/3bE8S76. Acesso em: 15 fev. 2019.

MELLO, I. R.; BARBOSA, K. M. F.; DANTAS, J. A.; BOTELHO, D. R. 25 anos de publicação em auditoria: análise bibliométrica sob o ponto de vista da Lei de Lotka, Lei de Zipf e ponto de transição (T) de Goffman. Revista de Estudos Contábeis, Londrina, v. 8, n. 15, 2017. Disponível em: https://bit.ly/2Z6wJKl. Acesso em: 15 fev. 2019.

NIYAMA, J. K.; SILVA, C. A. T. Teoria da contabilidade. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

OLIVEIRA, A. B. S.; CECONELLO, A. R.; BARBOSA, C. F.; CÉLICE, E. S.; KOUNROSAN, M. C.; DIGIORGI, W. A. B. Métodos e técnicas de pesquisa em contabilidade. São Paulo: Saraiva, 2003.

RICCIO, E. L. N.; MENDONÇA NETO, O. R.; SAKATA, M. C. G. Movimentos de teorias em campos interdisciplinares: a inserção de Michel Foucault na contabilidade. Revista Administração Contemporânea, Curitiba, v. 11, n. 2, 2007. Disponível em: https://bit.ly/2TeKGlH. Acesso em: 15 fev. 2019.

SILVA, B. B.; MOREIRA, W. S.; OLIVEIRA, J. G.; SOEIRO, T. M. Produção acadêmica sobre perícia contábil nos periódicos nacionais de contabilidade: uma análise do último decênio. Revista de Contabilidade da UFBA, Vale do Canela, v. 12, n. 2, 2018. Disponível em: https://bit.ly/3e3NXML. Acesso em: 15 fev. 2019.

SOUZA, J. C.; KOWALSKI, F. D.; BEUREN, I. M. A filosofia em campos interdisciplinares: a inserção de Thomas S. Kuhn na contabilidade. In: SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO - SEGeT, 3., 2015, Resende. Anais [...]. Resende: AEDB, 2015. p. 1-12. Disponível em: https://bit.ly/3dSxKtz. Acesso em: 15 fev. 2019.

TAVEIRA, L. D. B.; MEDEIROS, A. W.; CAMARA, R. P. B.; MARTINS, J. D. M. Uma análise bibliométrica dos artigos científicos em perícia contábil publicados entre os anos de 1999 a 2012. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, Rio de Janeiro, v. 18, n. 2, 2013. Disponível em: https://bit.ly/2zNEz0w. Acesso em: 15 fev. 2019.

THEOPHILO, C. R.; IUDÍCIBUS, S. Uma Análise crítico-epistemológica da produção científica em contabilidade no Brasil. Contabilidade, Gestão e Governança, Brasília, v. 8, n. 2, 2005. Disponível em: https://bit.ly/2zLd2Ng. Acesso em: 15 fev. 2019.

TRIVINOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VANTI, N. A. P. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, Brasília, v. 31, n. 2, 2002. Disponível em: https://bit.ly/3dP9qsu. Acesso em: 15 fev. 2019.

ZANCHET, A.; MARQUES, C.; MARTINS, G. A. Epistemologia das abordagens metodológicas na pesquisa contábil: do normativismo ao positivismo. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 35., 2011, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: ENANDAD, 2011. p. 1-17. Disponível em: https://bit.ly/2y99X9B. Acesso em: 15 fev. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2020v41n1p109

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar