O cuidado materno violento: reflexões psicanalíticas sobre a Síndrome de Munchausen por Procuração

Miriam Tachibana, Guilherme Dantas Ferreira

Resumo


A Síndrome de Munchausen por Procuração caracteriza-se pela simulação ou produção de sintomas no corpo da criança, o que faz com que ela seja submetida a tratamentos médicos desnecessários. Como geralmente a perpetradora é a mãe, a síndrome tem sido associada à violência intrafamiliar. Com o objetivo de aprofundar a compreensão psicológica dos envolvidos neste quadro peculiar, foi realizada uma análise do documentário “Mamãe morta e querida”, à luz das contribuições do psicanalista Donald Winnicott, Fazendo uso do método psicanalítico, os pesquisadores consideraram interpretativamente as manifestações das pessoas entrevistadas no documentário, organizando reflexões sobre os familiares e profissionais e sobre a dupla mãe-filha em dois eixos temáticos. Com base neles, discutiu-se: 1) que a mãe perpetradora desperta profunda revolta nos familiares e profissionais, o que lhes impede de considerar algo além da maldade materna; 2) que a relação entre mãe-filha parece ser marcada pela incapacidade de diferenciação, o que deveria ser o foco de cuidado com a dupla, em vez das doenças falsas apresentadas. Espera-se que este estudo contribua para que os profissionais da saúde tenham condições de intervir com uma postura mais inclusiva.

Palavras-chave


Síndrome de Munchausen por Procuração; Maternidade; Família; Violência Intrafamiliar

Texto completo:

PDF

Referências


AIELLO-FERNANDES, R.; AMBROSIO, F. F.; AIELLO-VAISBERG, T. M. J. O método psicanalítico como abordagem qualitativa: considerações preliminares. In: JORNADA APOIAR, 10., 2012, São Paulo, SP. Anais eletrônicos [...]. São Paulo: IPUSP, 2012. Disponível em: https://bit.ly/3gBM3nA. Acesso em: 27 jan. 2020.

AIELLO-VAISBERG, T. M. J.; ASSIS, N. D. P. de. O uso da literatura científica na pesquisa qualitativa com método psicanalítico. In: JORNADA APOIAR, 15., 2017, São Paulo. Anais eletrônicos [...]. São Paulo: IPUSP, 2017. p. 539-553. Disponível em: https://bit.ly/2OaLipn. Acesso em: 21 maio 2020.

ANDERSON, A.; FELDMAN, R. M.; BRYCE, J. Munchausen by Proxy: a qualitative investigation into online perceptions of medical child abuse. Journal of Forensic Sciences, Colorado, v. 63, n. 3, p. 771-775, 2018. Disponível em: https://bit.ly/3gMryEZ. Acesso em: 19 jan. 2020.

ANTONI, C. de; BATISTA, F. A. Violência familiar: análise de fatores de risco e proteção. Revista da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, v. 14, n. 2, p. 26-35, 2014. Disponível em: https://bit.ly/2ZSClXh. Acesso em: 21 maio 2020.

BADINTER, E. Um amor conquistado: o mito do amor materno. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980.

BARROS, A. J. S.; ROSA, R. G.; TELLES, L. E. de B.; TABORDA, J. G. V. Attempted serial neonaticides: case report and a brief review of the literature. Journal of Forensic Sciences, Colorado, v. 61, n. 1, p. 280-283, 2016. Disponível em: https://bit.ly/2ZbMHCo. Acesso em: 19 jan. 2020.

BERTTRAN, D. E.; SANTOS, C. V. M. dos; GOMES, I. C. As falhas ambientais e o processo de amadurecimento emocional: uma análise ilustrativa a partir de uma produção fílmica. Semina, Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 36, n. 1, p. 37-50, 2015.

BRAGA, M. da S. Um estudo teórico sobre a Síndrome de Munchausen por Procuração. 2007. Monografia (Especialização em Psicologia clínica) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

BROWN, A. N.; GONZALEZ, G. R.; WIESTER, R. T.; KELLEY, M. C.; FELDMAN, K. W. Care taker blogs in caregiver fabricated illness in a child: a window on the caretaker’s thinking? Child Abuse & Neglect, Elmsford, v. 38, p. 488-497, 2014. Disponível em: https://bit.ly/2AHRYbp. Acesso em: 21 maio 2020.

CALDAS, N.; NETO, S.C.; OLIVEIRA, C.R.; LEAL, M.C.; MORAES, S. Transtornos factícios por procuração. Discussão de um caso. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, São Paulo, v. 67, n. 5, p. 733-736, 2001. Disponível em: https://bit.ly/2W3tSzp. Acesso em: 20 jan. 2020.

CASALE, A. D.; FERRACUTI, S.; RAPINESI, C.; SERATA, D.; SIMONETTI, A.; CALORO, M.; ROMA, P.; SAVOJA, V.; KOTZALIDIS, G. D.; SANI, G.; TATARELLI, R.; GIRARDI, P. Factidious disorder comorbid with bipolar I disorder: a case report. Forensic Science International, Lausanne, v. 219, p. 37-40, 2012. Disponível em: https://bit.ly/321JZRK. Acesso em: 20 jan. 2020.

CHINALIA, M. J. S. Mulheres na prisão: estudo psicanalítico de um documentário brasileiro. 2012. Dissertação (Mestrado em Psicologia como ciência e profissão) – Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, SP, 2012.

CORBETT, E. “Contos sem fadas”: mães e filhos em situação de violência doméstica. 2014. Tese (Doutorado em Psicologia como Ciência e Profissão) – Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, SP, 2014.

FIELD, J. P. Caring to death: the murder of patients by nurses. International Journal of Nursing Practice, Londres, v. 16, p.301-309, 2010. Disponível em: https://bit.ly/3ffPFvp. Acesso em: 19 jan. 2020.

FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2004.

FREITAS, A. D. G. de; LEITE, N. R. P. Linguagem fílmica: uma metáfora de comunicação para análise dos discursos nas organizações. Revista Administração, São Paulo, v. 50, n. 1, p. 89-104, 2015. Disponível em: https://bit.ly/2O6SyCI. Acesso em: 20 jan. 2020.

GRANATO, T. M. M.; AIELLO-VAISBERG, T. M. J. Narrativas interativas sobre o cuidado materno e seus sentidos afetivos-emocionais. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 25, n. 1, p. 17-35, 2013. Disponível em: https://bit.ly/3iK4ybt. Acesso em: 20 maio 2020.

GUELLER, A. S. de. Falhas na operação transitivista materna na síndrome de Münchhausen por procuração. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 276-284, 2009. Disponível em: https://bit.ly/2BTwqJA. Acesso em: 19 jan. 2020.

GUELLER, A. S. de. Entre a mãe ideal e a Medicina ideal: síndrome de Münchhausen transferida, um transtorno factício. Latin American Journal of Fundamental Psychopathology on Line, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 56-68, 2002. Disponível em: https://bit.ly/3gEIfly. Acesso em: 19 jan. 2020.

LAPLANCHE, J.; PONTALIS, J. B. Vocabulaire de la psychanalyse. Paris: Editions Presses Universitaires de France, 1967.

LIMA, A. X. de S. “Mães más”: um olhar sobre o abandono. 2011. Dissertação (Mestrado em Política Social) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2011.

MANTAN, M.; DHINGRA, D.; GUPTA, A.; SETHI, G. R. Acute kidney injury in a child: a case of Munchausen syndrome by Proxy. Saudi Journal of Kidney Diseases and Transplantation, Riyadh, v. 26, n. 6, p. 1279-1281, 2015. Disponível em: https://bit.ly/3e7QyVq. Acesso em: 19 jan. 2020.

MEADOW, R. Different interpretations of Munchausen syndrome by proxy. Child Abuse & Neglect, Elmsford, v. 26, n. 5, p. 501-508, 2002. Disponível em: https://bit.ly/3iLVWRK. Acesso em: 19 jan. 2020.

MIURA, P. O. Contribuição winnicottiana à terapêutica dos traumas de violência intrafamiliar: intervenção institucional. Psicologia Revista, São Paulo, v. 23, n. 2, p. 181-193, 2014. Disponível em: https://bit.ly/2W2AcXW. Acesso em: 21 maio 2020.

MIURA, P. O.; NETO, A. N.; PAIXÃO, R.; REDONDO, A. J. L. A constituição do self a partir das relações familiares abusivas: um enfoque winnicottiano. Psicologia Revista, São Paulo, v. 20, n. 1, p. 43-66, 2011. Disponível em: https://bit.ly/38IPzcZ. Acesso em: 21 maio 2020.

MOREIRA, M. I. C.; SOUSA, S. M. G. Violência intrafamiliar contra crianças e adolescentes: do espaço provado à cena pública. O Social em Questão, Rio de Janeiro, v. 15, n. 28, p. 13-26, 2012. Disponível em: https://bit.ly/3eeZyI8. Acesso em: 21 maio 2020.

NARANG, T.; KANWAR, A. J.; KUMARAN, M. S.; SINGH, S. M. Munchausen by proxy in a family. Indian Journal of Dermatology, Veneroly and Leprology, Kolkata, v. 78, n. 6, p. 748-750, 2012. Disponível em: https://bit.ly/38FF9Lm. Acesso em: 20 jan. 2020.

OLIC, T. B. Família acolhedora: contribuições de Winnicott sobre a importância do ambiente familiar para o desenvolvimento infantil. 2019. Dissertação (Mestrado em Psicologia clínica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP, 2019.

ONOCKO-CAMPOS, R. Comportamento antissocial nos jovens como sequela da privação: contribuições da clínica winnicottiana para as políticas públicas. Interface, Botucatu, v. 22, n. 7, p. 1091-1098, 2018. Disponível em: https://bit.ly/2CkcYp8. Acesso 21 maio 2020.

PASSARINI, G. M. R.; COLACICCO, M. A. M.; TARDIVO, L. S.de L. P. C. O self violado: a comunicação possível em psicoterapia de um menino vítima de violência doméstica. In: JORNADA APOIAR, 11., 2013, São Paulo, SP. Anais eletrônicos [...]. São Paulo: IPUSP, 2013. Disponível em: https://bit.ly/38KA58G . Acesso em: 21 maio 2020.

PENAFRIA, M. Análise de filmes: conceitos e metodologia(s). In: CONGRESSO SOPCOM, 4., 2009, Lisboa, PT. Anais eletrônicos [...]. Lisboa: SOPCOM, 2009. Disponível em: https://bit.ly/2ObvEdu. Acesso em: 20 jan. 2020.

PINTO JUNIOR, A. A.; SILVA, S. M. da. O adolescente em conflito com a lei e a tendência antissocial: compreensão e intervenção à luz da Psicanálise winnicottiana. Revista Brasileira Adolescência e Conflitualidade, São Paulo, n. 17, p. 82-89, 2018. Disponível em: https://bit.ly/31VPRvY. Acesso em: 21 maio 2020.

RAMOS, N.; SERAFIM, J. F. Cinema documentário, pesquisa e método: desafios para os estudos interdisciplinares. Contracampo, Rio de Janeiro, v. 2, p. 163-178, 2007. Disponível em: https://bit.ly/3ebHwXh. Acesso em: 20 jan. 2020.

ROSSI, A.; CARR, E. L. Mommy Dead and Dearest. United States of America: HBO, 2017. Documentary.

SAAD, G. Munchausen by proxy: the dark side of parental investment theory? Medical Hypotheses, Birmingham, n. 75, p. 479-481, 2010. Disponível em https://bit.ly/2Zi2zDH. Acesso em: 19 jan. 2020.

SANTOS, R. L. dos. Sob outras lentes: considerações sobre a construção de narrativas e interpretações históricas através de documentários. Revista Sociais e Humanas, Santa Maria, v. 31, n. 1, p. 155-167, 2017. Disponível em: https://bit.ly/3gIVRfD. Acesso em: 20 jan. 2020.

SEI, M. B. Arteterapia com famílias e psicanálise winnicottiana: uma proposta de intervenção em instituição de atendimento à violência familiar. 2009. Tese (Doutorado em Psicologia clínica) – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2009.

SILVA, H. M. Síndrome de Munchausen por procuração e o pediatra: contribuições da Psicanálise. 2014. Dissertação (Mestrado em Psicologia clínica) – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2014.

SILVA, H. M.; PRISZKULNIK, L. Síndrome de Munchausen por procuração, a Psicologia e a Psicanálise: conhecer para suspeitar. Psicología, Conocimiento y Sociedad, Montevideo, v. 3, n. 2, p. 155-170, 2013. Disponível em: https://bit.ly/2ZVPa2T. Acesso em: 19 jan. 2020.

SOUSA FILHO, D. de; KANOMATA, E. Y; FELDMAN, R. J.; NETO, A. M. Síndrome de Munchausen e Síndrome de Munchausen por procuração: uma revisão narrativa. Einstein, São Paulo, v. 15, n. 4, p. 516-521, 2017. Disponível em: https://bit.ly/307BXo7 Acesso em: 19 jan. 2020.

TACHIBANA, M.; AMBROSIO, F. F.; BEAUNE, D.; AIELLO-VAISBERG, T. M. J. O imaginário coletivo da equipe de enfermagem sobre a interrupção da gestação. Ágora, Rio de Janeiro, v. 17, n. 2, p. 285-297, 2014. Disponível em: https://bit.ly/3gBNvq2. Acesso em: 27 jan. 2020.

TIMO, A. L. R.; RIBEIRO, P. de C. Contratransferência: surgimento e evolução do conceito em teóricos das relações objetais. Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, Belo Horizonte, v. 10, n. 2, p. 275-293, 2017. Disponível em: https://bit.ly/2VZlAbB. Acesso em: 21 maio 2020.

WINNICOTT, D. W. A contribuição da psicanálise à obstetrícia. In: WINNICOTT, D. W. (org.). Os bebês e suas mães. São Paulo: Martins Fontes, 1957. p. 61-71.

WINNICOTT, D. W. Ansiedade associada à insegurança. In: WINNICOTT, D.W. (org.). Textos selecionados: da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1952. p. 205-210.

WINNICOTT, D. W. Da dependência à independência no desenvolvimento do indivíduo. In: WINNICOTT, D. W. (org.). O ambiente e os processos de maturação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1963. p. 79-87.

WINNICOTT, D. W. Desenvolvimento emocional primitivo. In: WINNICOTT, D. W. (org.). Textos selecionados: da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1945. p. 269-285.

WINNICOTT, D. W. Preocupação materna primária. In: WINNICOTT, D. W. (org.). Textos selecionados: da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1956. p. 399-405.

ZENONI, A. Quando o filho realiza o objeto (a respeito da chamada síndrome de Münchausen por procuração). Psicologia em Revista, Belo Horizonte, v. 8, n. 12, p. 65-71, 2002. Disponível em: https://bit.ly/2AIClAy. Acesso em: 19 jan. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2020v41n2p229

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar