Quem são os diplomados a distância em regiões não-metropolitanas do Brasil? Um estudo de caso do curso de administração a distância da Universidade Federal de Santa Catarina

Karin Vieira da Silva, João Peixoto, Anderson Sasaki Vasques Pacheco

Resumo


O presente estudo tem como objetivo analisar o perfil dos diplomados em regiões não-metropolitanas do Brasil. Para a concretização desse objetivo, utilizou-se o recorte do curso a distância de graduação em administração da Universidade Federal de Santa Catarina, nas cidades do interior do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Quanto aos procedimentos metodológicos, essa pesquisa pode ser classificada como um levantamento e utilizou dados quantitativos. Para a recolha de dados utilizou-se o questionário como ferramenta e a análise foi feita por meio da descrição de dados estatísticos. Como principais resultados, verificou-se que os alunos possuem um perfil distinto dos estudantes de cursos presenciais, sendo formado por pessoas com uma condição familiar e profissional mais avançada. Outra questão a ser ressaltada é que os alunos não possuíam ensino superior antes de entrar no curso a distância oferecido pela UFSC. Esses dados dão indicativos de que a educação a distância cumpre, neste contexto, a função de atender um público que, por diferentes motivos, não consegue aceder ao ensino superior presencial, e pode, desta forma, contribuir para o desenvolvimento de regiões interioranas do país.

Palavras-chave


Perfil dos egressos; Educação a distância; Universidade aberta.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2017v38n1p81

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar