Políticas públicas educacionais e avaliações docentes: considerações acerca de Brasil e Chile (1990 – 2010)

Bruna Carolina Marino Rodrigues, Maria Renata da Cruz Duran, Belmira Amélia de Barros Oliveira Bueno

Resumo


No presente artigo, a avaliação docente estabelecida a partir da década de 1990 no Chile e no Brasil está em foco. Quanto à estrutura do artigo, obedece à seguinte ordem: primeiro, iremos apresentar um panorama das políticas públicas de formação docente na América Latina dos últimos 30 anos. Segundo, iremos abordar as recomendações comuns elaboradas por organismos internacionais. Terceiro, iremos descrever os sistemas de avaliação dos docentes de rede pública no Brasil e no Chile. Por fim, iremos comparar esses sistemas do ponto de vista de suas benesses para a formação docente continuada. Como resultados, sugerimos uma revisão das diretrizes latino-americanas de avaliação do trabalho docente com uso de tecnologias de informação e comunicação.

Palavras-chave


Políticas públicas; Formação docente. Educação na América Latina; Avaliação docente; Chile e Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2015v36n2p81

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar