Contribuições do narcisismo para a modificação da teoria do masoquismo

Eloy Sampaio, Eva Maria Migliavacca

Resumo


O narcisismo é um dos conceitos mais importantes da teoria freudiana. Desde o seu surgimento, em 1910, esse fator esteve presente nos escritos do autor e impactou consideravelmente a psicanálise, contribuindo para a passagem da primeira para a segunda tópica, assim como o estabelecimento da segunda teoria pulsional. Ao analisarmos o desenvolvimento histórico do narcisismo, é possível observar que ele teve um período de franco desenvolvimento até 1923. No entanto, após a chamada “virada dos anos 20”, ele progressivamente deixou de comparecer nos escritos, ainda que seja possível localizarmos algumas menções nas últimas obras de Freud. É justamente esse cenário que o presente artigo objetiva discutir, ou seja, tentar entender quais são os destinos conferidos ao narcisismo após 1920. Propõe-se que um de seus desdobramentos é a sua contribuição para a modificação da teoria do masoquismo. Assim, o narcisismo continuaria presente na obra de Freud através das suas ressonâncias na abordagem de outros fenômenos.

Palavras-chave


Narcisismo; Pulsão; Masoquismo

Texto completo:

pdf


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2015v36n1p51

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar