O que dizem os documentos oficiais sobre o manual do professor de coleções didáticas de língua inglesa?

Cristina Mott Fernandez

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar os editais do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) de 2011 e 2014, os quais apresentam os critérios para a análise de coleções didáticas destinadas aos alunos do segundo ciclo do ensino fundamental. As coleções a que se referem os documentos são compostas de livro do aluno (LA) e do seu respectivo manual do professor, (doravante MP). O foco deste artigo é constituído pelos critérios destinados mais especificamente ao MP, visto que busco identificar as prescrições estabelecidas para a produção de MPs de livros didáticos em geral e de línguas estrangeiras (LE), em particular, nos editais mencionados. A análise foi realizada com base nos pressupostos teóricos e metodológicos do Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART, 1999). Foi possível verificar que os editais enfatizam o valor da análise das coleções didáticas realizada pela equipe analista, a qual visa a incentivar a produção de materiais cada vez mais adequados às necessidades da educação pública brasileira. Esta pretende garantir que os LDs apresentem informações corretas, adequadas e atualizadas e, assim, contribuam para o trabalho do professor, oferecendo oportunidades de desenvolver ativamente habilidades envolvidas no processo de ensino e aprendizagem.

Palavras-chave


Programa Nacional do Livro Didático; Coleções didáticas; Manual do professor; Língua inglesa.

Texto completo:

pdf


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2014v35n1p7

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar