O estado nacional-socialista na ótica de Norbert Frei

Marco Pais Neves dos Santos

Resumo


Este artigo tem como perspetiva enquadrante a II Guerra Mundial, o maior e mais sangrento conflito da história da humanidade, e trata a conceção do Estado Nacional-Socialista produzida por Norbert Frei, um dos mais influentes historiadores da atualidade, na sua obra: O Estado de Hitler: o poder nacional-socialista de 1933 a 1945. Tem como objeto a forma como Norbert Frei concebe a história alemã, entre os anos de 1933-1945, e o seu olhar crítico sobre o Estado Nacional-Socialista, analisando-o não só do ponto de vista do crime ideológico, do darwinismo social, mas também através da história política e social, inclusive, questionando a participação e aceitação pela sociedade alemã da governação de Hitler, revelando que, apesar de ser um historiador natural da Alemanha, nunca esteve refém do passado e sempre procurou abrir o debate, contrariando a dificuldade de muitos alemães em recordarem o nazismo, para quem “a culpa alemã” de compactuar com o regime, sobretudo no holocausto, os levou a ocultarem durante algumas décadas o seu passado recente, inclusive nos circuitos intelectuais.


Palavras-chave


Norbert Frei; Hitler; Nacional-Socialismo; III Reich; Segunda Guerra Mundial

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2012v33n1p103

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar