Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Semina: Ciências Sociais e Humanas é uma publicação semestral de divulgação científica e tecnológica vinculada à Universidade Estadual de Londrina. Publica artigos ligados à grande área das Ciências Sociais e Humanas, preferencialmente de autores externos à Universidade Estadual de Londrina.

A revista busca abordagens originais sobre questões contemporâneas através do estímulo ao diálogo interdisciplinar entre as mais diversas áreas das humanidades.

 

Políticas de Seção

Apresentação

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê

Publicar trabalhos relaçionados ao um tema específico referente a chamada em aberto.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Insira aqui a política desta seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos de revisões

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Traduções

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Expediente

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê - Mundo(s) do trabalho, Modo(s) de trabalhar

Editores
  • Eneida Santiago
  • Maíra Bonafé Sei
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê - Desamparo e desencanto na Literatura Portuguesa: Revisitações da Memória e da História

O Dossiê pretende reunir artigos sobre a seguinte temática: DESAMPARO E DESENCANTO NA LITERATURA PORTUGUESA: REVISITAÇÕES DA MEMÓRIA E DA HISTÓRIA.

A responsabilidade desse Dossiê será de Maria Aparecida da Costa (UERN) e Gerson Luiz Roani (UFV).

Prazo máximo de submissão: 30 de novembro de 2020.

O desamparo e o desencantamento diante dos acontecimentos e tribulações que a experiência com a história impõe ao ser humano resultam em atitudes ou sintomas recorrentes na Literatura Portuguesa, desde as suas origens até a hipercontemporaneidade. Nessa perspectiva, a memória manifesta-se como agente fundamental da emergência dessa experiência na prosa, na poesia e no teatro português. Tais modalidades literárias são meios privilegiados de resgate memorialístico, de representação crítica, de desconstrução de imaginários idealizados, mas também exercícios escriturais de projeção da esperança. O dossiê pretende receber artigos que exploram tal viés investigativo, focalizado a Literatura Portuguesa desde as suas raízes, passando pela consolidação imperial, até a atualidade – marcada, segundo Eduardo Lourenço, n’O labirinto da saudade, por uma espécie de ideia “orientada ou subdeterminada consciente ou inconscientemente pela preocupação obsessiva de descobrir quem somos e o que somos como portugueses, uma arrumação tão legítima como a que consiste em organizá-la como caso particular (e em geral pouco relevante) da literatura ocidental”. Diante disso, o volume 41 da Revista SEMINA propõe receber artigos que explorem a ocorrência ou recorrências desta temática cara à produção literária portuguesa, ou seja, a interlocução entre memória e história.

Editores
  • Maria Aparecida da Costa
  • Gerson Luiz Roani
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os originais serão submetidos à apreciação de membros do Conselho Editorial da revista, de acordo com a especificidade do tema e da especialização do membro do conselho. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação do(a) autor(a). O processo de seleção de artigos para publicação envolve a avaliação de membros do Conselho Editorial, de membros da Comissão Editorial e de pareceres de especialistas “ad hoc”.

Os artigos serão avaliados por pelo menos dois Assessores ad hoc (referees) pelo método duplo cego. Os artigos decorrentes de pesquisas com seres humanos ou animais devem encaminhar, juntamente com o artigo no momento da submissão, o parecer de aprovação da pesquisa pelo Comitê de Ética.

 

Periodicidade

V.1, n.1 (abr. 1978)

Publicação Semestral.

Continuação parcial de: Semina (ISSN0101-3742) que subdividiu-se em Semina: Semina: Ciências Sociais e Humanas, Semina: Ciências Agrárias; Semina: Ciências Exatas e Tecnológicas; Semina: Ciências Biológicas.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, sem custo para o autor ou para o leitor, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Preceitos éticos

Os preceitos éticos da pesquisa que envolve seres humanos ou de experimentação animal deverão ser respeitados. A publicação de artigos que trazem resultados de pesquisas envolvendo seres humanos está condicionada ao cumprimento dos princípios éticos contidos na Declaração de Helsinki (1964, reformulada em 1975, 1983, 1989, 1996, 2000 e 2008), da Associação Médica Mundial.

Deverá ser observado o atendimento à legislação específicas do país que a pesquisa foi realizada. Cópia do documento de aprovação por um comitê de ética de pesquisa deverá ser anexada como documento suplementar no processo de submissão.

 

Plágio

Plágio acadêmicoCode of Conduc and Best Practice Guidelines for Journal Editors Committee on Publication Ethics (COPE)/ Responsabilidade dos autores. Copiar um estudo ou parte dele, de outro autor ou mesmo de publicação própria, constitui-se em fraude inaceitável e desonestidade. Ideias e palavras de outros(s), não devem ser utilizadas sem a identificação da fonte de informação.