Avaliação motora de crianças através do TGMD-3

Maria Eduarda de Oliveira Duarte, Luana Andrade Rogeri, Juliana Bayeux Dascal

Resumo


O presente trabalho trata-se de um estudo realizado com 17 crianças com faixa etária entre 4 e 5 anos, todas matriculadas no Centro de Educação Infantil – campus da Universidade Estadual de Londrina (CEI-UEL), tendo como objetivo avaliar o desempenho motor dessas crianças através do TGMD-3, antes e após uma intervenção motora, realizada no CEI-UEL. A intervenção foi composta de 29 sessões de 60 minutos em que eram trabalhadas diferentes habilidades motoras, após a qual foi aplicado novamente o TGMD-3 para avaliar se a intervenção havia influenciado positivamente o desempenho das crianças da amostra. Nossos resultados mostraram que para a variável somatória das habilidades de locomoção e habilidades com bola foi apresentado um aumento na comparação do pré-teste para o pós-teste, porém somente nas habilidades de locomoção foi encontrada significância na melhora. Quanto ao percentil, nas habilidades com bola foi encontrado um desempenho inferior no pós-teste, mas sem que houvesse diferença significativa entre os resultados; já para as habilidades de locomoção foi encontrada uma melhora no pós-teste do percentil, mas sem diferença significativa em comparação ao pré-teste. Com relação ao escore não foi encontrada diferença significativa para as habilidades, porém nas habilidades de locomoção houve desempenho superior no pós-teste e nas habilidades com bola houve desempenho inferior. Como conclusão, podemos inferir que a intervenção motora foi positiva para a melhora do desempenho das crianças, mas não para todas as variáveis analisadas, demonstrando que a intervenção motora pode ser uma ferramenta benéfica para o desempenho motor de crianças.

Palavras-chave


Infância; Intervenção motora; Habilidade motora

Texto completo:

PDF

Referências


Altunsöz IH, Goodway JD. Skiping to motor competence: the influence of project successful kinesthetic instruction for preschoolers on motor competence of disadvantaged preschoolers. Physical Education and Sport Pedagogy. 2016;21(4):366-85.

Bardid F, Lenoir M, Huyben F, De Martelaer K, Seghers J, Goodway JD, et al. The effectiveness of a community-based fundamental motor skill intervention in children aged 3–8 years: Results of the “Multimove for Kids” project. J Sci Med Sport. 2017;20(2):184–9.

Braga RK, Krebs RJ, Valentini NC, Tkac CM. A influência de um programa de intervenção motora no desempenho das habilidades locomotoras de crianças com idade entre 6 e 7 anos. Rev da Educ Física/UEM. 2009;20(2):171–81.

Cohen J. Statistical power analysis for the behavioral sciences. 2 nd ed. New York: Academic Press; 1988.

Cooper H, Hedges LV, Valentine JC. Handbook of research synthesis and meta-analysis. 2nd ed. New York; 2009.

da Silva Sousa FC, Bandeira PFR, Valentini NC, da Silva Ramalho MH, Carvalhal MIM. Impacto de um programa social esportivo nas habilidades motoras de crianças de 7 a 10 anos de idade. Motricidade. 2016;12(1):69-75.

Dias IMG. Análise do teste TGMD-2 em crianças com deficiência mental. [trabalho de conclusão de curso]. Campinas:Universidade Estadual de Campinas; 2008.

Fotrousi F, Bagherly J, Ghasemi A. The compensatory impact of mini-basketball skills on the progress of fundamental movements in children. Procedia - Soc Behav Sci [Internet]. 2012 [cited 2021 Nov 12];46:5206–10. Available from: https://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S1877042812021465




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2022v43n1p87

Direitos autorais 2022 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
EISSN: 1679-0367