Anfíbios em uma Região de transição entre o Cerrado e a Mata Atlântica, região centro-oeste do Estado de São Paulo, Brasil

Daniel Contieri Rolim

Resumo


Estudos sobre diversidade e história natural de anfíbios são de extrema importância para o conhecimento sobre os padrões de distribuição geográfica e biologia das espécies delineando os fatores que influenciam nessa distribuição, o que contribui para a elaboração de projetos de conservação mais realistas e efetivos. Este estudo visou identificar a riqueza, abundância, distribuição espacial e temporal das espécies de anfíbios da região de Bauru, estado de São Paulo, Brasil, e comparar a composição de espécies com outras regiões de Cerrado e Mata Atlântica do estado de São Paulo. Oito localidades foram amostradas entre os anos de 2009 e 2012. Foram registradas 37 espécies de anfíbios, as quais representam 15,61% das espécies do estado de São Paulo. Em comparação com outras regiões do estado, Bauru se assemelha à Região Noroeste do estado e à Estação Ecológica de Assis na composição de espécies. A comunidade de anfíbios da região estudada é regulada pelas condições morfoclimáticas, heterogeneidade ambiental e estado de conservação dos recursos naturais, que refletem diretamente na composição, na abundância e nos padrões de distribuição espacial e temporal das espécies de anfíbios presentes na região. A riqueza de anfíbios da região de Bauru é significativa para o estado de São Paulo e contribui com a manutenção de ambientes com condições para a ocorrência de Proceratophrys moratoi, considerada em risco de extinção. Este estudo contribui com o preenchimento de lacunas no conhecimento de anfíbios do estado de São Paulo.

Palavras-chave


Anuros; História natural; Diversidade; Conservação

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Ab’sáber AN.A terra paulista.Boletim Paulista de Geografia. 1956 Jul;23:5-38.

Ab’Sáber NA. São Paulo: o chão, o clima e as águas. In: Freitas MJV, Pimentel O, editores. São Paulo: espírito, povo, instituições. São Paulo: Pioneira; 1968. p. 13-27.

Almeida SC. Ecologia de Lithobatescatesbeianus (SHAW, 1802) e relações com os anfíbios da região de Botucatu, SP (Amphibia, Anura). [tese]. Botucatu (SP): Universidade Estadual Paulista; 2010.

Araujo CO, Alameida-Santos SM. Herpetofauna de um remanescente de cerrado no estado de São Paulo, sudeste do Brasil. Biota Neotrop. 2011 Jul;11(3):47-62. doi:10.1590/S1676-06032011000300003.

Araujo CO, Almeida-Santos SM. Composição, riqueza e abundância de anuros em um remanescente de Cerrado e Mata Atlântica no estado de São Paulo. Biota Neotrop. 2013 Mar;13(1):265-75. doi.org/10.1590/S1676-06032013000100026.

Araujo CO, Condez TH, Sawaya RJS.Anfíbios Anuros do Parque Estadual das Furnas do Bom Jesus, sudeste do Brasil, e suas relações com outras taxocenoses no Brasil. Biota Neotrop. 2009Apr;9(2):77-98. doi:10.1590/S1676-06032009000200007.

Araujo CO, Corrêa DT, Santos SMA. Anuros da Estação Ecológica de Santa Bárbara, um remanescente de formações abertas de Cerrado no estado de São Paulo. Biota Neotrop. 2013 Sep;13(3):230-40. doi.org/10.1590/S1676-06032013000300026.

Araujo CO. Hepetofauna da Estação Ecológica de Bauru, um fragmento de Mata Atlântica no Estado de São Paulo. Revista do Instituto Florestal. 2017Jun;29:71-89. doi: 10.24278/2178-5031.201729105.

Barcha SF, Arid FM.Estudo da evapotranspiração na região Norte Ocidental do Estado de São Paulo. RevCiêncFacCiênc Letras Votuporanga.1971 1:97-122.

Benício RA, Silva FR. Amphibians of Vassununga State Park, one of the last remnants of semideciduous Atlantic Forest and Cerrado in northeastern São Paulo state, Brazil. Biota Neotrop.2017Mar;17(1): e20160197. doi: 10.1590/1676-0611-bn-2016-0197.

Bernarde PS, Kokubum MNC. Anurofauna do município de Guararapes, estado de São Paulo, Brasil (Amphibia:Anura). Acta Biol.Leopoldensia. 1999 Jun;21(1):89-97.

Bitencourt MD, Mendonça RR. Viabilidade de conservação dos remanescentes de cerrado no estado de São Paulo. São Paulo: Annablume; 2004.

Brasileiro CA, Martins IA, Jim J. Amphibia, Anura, Cycloramphidae, Odontophrynusmoratoi: Distributionextensionandadvertisementcall. CheckList2008 Oct;4(4):382-5. doi:10.15560/4.4.382

Brasileiro CA, Sawaya RJ, Kiefer MC, Martins M. Amphibians of an open cerrado fragment in southeastern Brazil. Biota Neotrop.2005 Jan;5(2):93-109. doi: 10.1590/S1676-06032005000300006.

Brassaloti RA, Rossa-Feres DC, Bertoluci J. Anurofauna da Floresta Estacional Semidecidual da Estação Ecológica dos Caetetus, sudeste do Brasil. Biota Neotrop. 2010 Feb;10(1):275-91. doi:10.1590/S1676-06032010000100024.

Colwell RK.EstimateS: statistical estimation of species richness and shared species from samples. Version 9.1.0. [Internet]. 2016 [cited 2020 jul 18] Available at http://viceroy.eeb.uconn.edu/estimates/.

Costa WP, Almeida SC, Jim J. Anurofauna em uma área na Depressão Periférica no centro-oeste do estado de São Paulo, Brasil. Biota Neotrop.2013 Jun;13(2):163-74.doi: 10.1590/S1676-06032013000200015.

Cruz CAG, Caramaschi U. Proceratophrysmoratoi:The IUCN Red List of Threatened Species 2004: e.T57192A11585663. [Internet]. 2004. [cited 2020 jul 18] Available at: https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2004.RLTS.T57192A11585663.en.

Duellman WE, Trueb L. Biology of Amphibians. New York: McGraw-Hill Book Company; 1994.

Frost DR,American Museum of Natural History. Amphibian Species of the World: an Online Reference. [Internet]. 2020. [cited 2020 jul 18] Available at:https://amphibiansoftheworld.amnh.org/index.php.

Fundação Florestal. Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental Corumbataí, Botucatu e Tejupá – Perímetro Botucatu. [Internet]. São Paulo: Fundação Florestal; 2011 [citado 2020 jul 18]. Disponível em: http://arquivos.ambiente.sp.gov.br/fundacaoflorestal/2016/03/Volume-1-Diagn%C3%B3stico.pdf

Haddad CFB, Prado CPA. Reproductive modes in frogs and their unexpected diversity in the Atlantic forest of Brazil. BioScience. 2005 Mar;55(3):207-17. doi: 10.1641/0006-3568(2005)055[0207:RMIFAT]2.0.CO;2.

Haddad CFB, Toledo LF, Cynthia PAP, Loebmann D, Gasparini JL, Sazima I. Guia dos Anfíbios da Mata Atlântica: diversidade e distribuição. São Paulo: Anolisbooks; 2013.

Hammer O, Harper DAT, Ryan PD. PAST: Paleontological Statistics Software Package for education and data analysis. Palaeontol Electronica 2001 May;4(1):1-9.

Heyer WR, Donnely MA, Mcdiamid RW, Hayek LC, Foster MS. Measuring and Monitoring Biological Diversity - Standart Methods for Amphibians. Washington: SmithsonianInstitution Press; 1994.

Hortal J. Borges PAV, Gaspar C. Evaluating the performance of species richness estimators: sensitivity to sample grain size. Journal of Animal Ecology 2006 Jan;75:274-87. doi: 10.1111/j.1365-2656.2006.01048.x

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. As Listas das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção vigentes (Portarias MMA nº 444/2014 e nº 445/2014).[Internet]. 2014. [citado 2020 jul 18].Disponível em: http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/fauna-brasileira/lista-de-especies.html

Instituto de Pesquisas Meteorológicas Estação meteorológica de Bauru, São Paulo, Brazil.[Internet]. São Paulo: Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”; 2017 [citado 2017 jun 19]. Disponível em:http://www.ipmet.unesp.br/index2.php?menu_esq1=&abre=ipmet_html/estacao/historico.php

Jim J. Aspectos ecológicos dos anfíbios registrados na região de Botucatu, São Paulo. [tese]. São Paulo (SP): Universidade de São Paulo; 1980.

Jim J. Distribuição altitudinal e estudo de longa duração de anfíbios da região de Botucatu, estado de São Paulo. [tese de Livre-Docência]. Botucatu (SP): Universidade Estadual Paulista; 2002.

Klink CA, Machado RB. Conservation of the Brazilian cerrado. Conserv Biol. 2005 Jun;19(3):707-13. doi:10.1111/j.1523-1739.2005.00702.x.

Legendre P, Legendre L. Numerical Ecology.Oxford: Elsevier Science; 1998.

Lopes PC. Distribuição e abundância de anfíbios e répteis neotropicais em paisagem silvicultural em São Paulo, Brasil. [dissertação]. Piracicaba (SP): Universidade de São Paulo; 2010.

Maffei F, Nascimento BTM, Moya GM, Donatelli RJ. Anurans of the Agudos and Jaú municipalities, state of São Paulo, Southeastern Brazil. Check List. 2015 Apr;11(3):1645. doi: 10.15560/11.3.1645.

Maffei F, Ubaid FK, Jim J. Anurofauna em área de cerrado aberto no município de Borebi, estado de São Paulo, Sudeste do Brasil: uso do habitat, abundância e variação sazonal. Biota Neotrop.2011 Jun;11(2):221-33. doi:10.1590/S1676-06032011000200023

Maffei F. Diversidade e uso do habitat de comunidades de anfíbios anuros em Lençóis Paulista, Estado de São Paulo. [dissertação]. Botucatu (SP): Universidade Estadual Paulista; 2010.

Martins LB, Giaretta AA.Advertisement Calls of Two Species of Proceratophrys (Anura: Odontophrynidae) from Minas Gerais, Brazil, with Comments on their Distribution, Taxonomy and Conservation Status. South Am J Herpetol. 2012 Dec;7(3):203-12. doi: 10.2994/057.007.0302.

Peel MC., Finlayson BL. Mcmahont TA. Updated world map of the Köppen-Geiger climate classification. Hydrol Earth Syst Sci.2007 Oct;11:1633-44. doi:10.5194/hess-11-1633-2007.

Prado VHM, Silva FR, Dias NYN, Pires JSR, Rossa-Feres DC. Anura, Estação Ecológica de Jatai, São Paulo state, southeasternBrazil. CheckList. 2009 Aug;5(3):495-502.

Provete DB, Garey MV, Silva FR, Rossa-Feres DC. Anurofauna do noroeste paulista: lista de espécies e chave de identificação para adultos. Biota Neotrop. 2011 Apr;11(2):377-91. doi:10.1590/S1676-06032001000200036.

Ratter JA, Ribeiro JF, Bridgewater S. The Brazilian cerrado vegetation and threats to its biodiversity. Ann Bot. 1997 Sep;80(3):223-30. doi:10.1006/anbo.1997.0469.

Ribeiro MC, Metzger JP, Martensen AC, Ponzoni FJ, Hirota MM. The Brazilian Atlantic Forest: how much is left, and how is the remaining forest distributed? Implications for conservation. BiolConserv. 2009 Jun;142(6):1141-53. doi: 10.1016/j.biocon.2009.02.021.

Rolim DC, Almeida, SC. DisappearanceofProceratophrysmoratoi in its typelocalitybyanthropogenicenvironmentalchanges. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde. 2017 Jul;38(2):119-28. doi: 10.5433/1679-0367.2017v38n2p119

Rolim DC. Bioecologia de Odontophrynusmoratoi (Amphibia, Anura, Cycloramphidae). [dissertação]. Botucatu (SP): Universidade Estadual Paulista;2009.

Rolim DC. Martinez RAM, Almeida SC, Ubaid FK, Maffei F, Jim J. Amphibia, Anura, Cycloramphidae, Proceratophrysmoratoi (Jim and Caramaschi, 1980): Distribution extension and new altitudinal record in state of São Paulo, Brazil. Check List.2010 Nov;6(4):576-8. doi: 10.15560/6.4.576.

Rossa-Feres DC, Sawaya RJ, Faivovich J, Giovanelli JGR, Brasileiro CA, Schiesari L, et al. Anfíbios do Estado de São Paulo, Brasil: Conhecimento Atual e Perspectivas. Biota Neotrop. 2011 Jan;11(Supl.1):47-66. doi:10.1590/S1676-06032011000500004.

Sabbag AF, Zina J. Anurofauna de uma mata ciliar no município de São Carlos, estado de São Paulo, Brasil. Biota Neotrop. 2011 Oct;11(3):179-88. doi: 10.1590/S1676-06032011000300015.

Santos TG, Rossa-Feres DC, Casatti L. 2007. Diversidade e distribuição espaço-temporal de anuros em região com pronunciada estação seca no sudeste do Brasil. Iheringia Ser. Zool.2007 Mar;97(1):37-49. doi:10.1590/S0037-47212007000100007.

Santos TG, Vasconcelos TS, Rossa-Feres DC, Haddad CFB. Anurans of a seasonally dry tropical Forest: Morro do Diabo State Park, São Paulo state, Brazil. J. Nat. Hist.2009 Jan;43:973-93. doi:10.1080/00222930802702498.

São Paulo (SP). Decreto Estadual nº 63.853 de 27 de novembro de 2018. Declara as espécies da fauna silvestre no Estado de São Paulo regionalmente extintas, as ameaçadas de extinção, as quase ameaçadas e as com dados insuficientes para avaliação, e dá providências correlatas. [Internet]. 2018 [citado 2020 jul 18]. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/2018/ decreto-63853-27.11.2018.html

Segalla MV, Caramaschi U, Cruz CAG, Grant T, Haddad CFB, Garcia PCA, et al. Brazilian amphibians: list of species. Herpetol Bras. 2016 Jul;5(2):34-6.

Silva FR, Prado VHM, Rossa-Feres DC. Amphibia, Anura, Hylidae, Dendropsophusmelanargyreus(Cope, 1887): Distribution extension, new state record and geographic distribution map. CheckList 2010 Aug;6(3):402-4. doi:10.15560/6.3.402.

Siqueira MF, Durigan G. Modelagem da distribuição geográfica de espécies lenhosas de cerrado no Estado de São Paulo. Rev Bras Bot.2007. Apr;30(2):233-43. doi:10.1590/S0100-84042007000200008.

Valdujo PH, Silvano DL, Colli G, Martins M. Anuran species composition and distribution patterns in Brazilian Cerrado, a Neotropical Hotspot. South Am J Herpetol. 2012 Aug;7(2):63-78. doi: 10.2994/057.007.0209.

Vasconcelos TS, Rossa-Feres DC. Diversidade, distribuição espacial e temporal de anfíbios anuros (Amphibia, Anura) na região noroeste do estado de São Paulo, Brasil. Biota Neotrop. 2005 Aug;5(2):137-50. doi:10.1590/S1676-06032005000300010.

Vasconcelos TS, Santos TG, Haddad CFB, Rossa-Feres DC. Climatic variables and altitude as predictors of anuran species richness and number of reproductive modes in Brazil. J. Trop. Ecol.2010 Jul;26(4):423-32. doi:10.1017/S0266467410000167

Zina J, Ennser J, Pinheiro SCP, Haddad CFB, Toledo LF. Taxocenose de anuros de uma mata semidecídua do interior do Estado de São Paulo e comparações com outras taxocenoses do Estado, sudeste do Brasil.Biota Neotrop.2007 May;7(2):49-57. doi:10.1590/S1676-06032007000200005.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2021v42n2p201

Direitos autorais 2021 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367