Determinação de baixa inclusão de FCOB em dietas de poedeiras por isótopos estáveis

Luciene Aparecida Madeira, Juliana Célia Denadai, Carlos Ducatti, Antonio Celso Pezzato, Priscila Cavalca de Araujo, Maria Márcia Pereira Sartori, Carla Cachoni Pizzolante, José Roberto Sartori

Abstract


O objetivo foi verificar se a baixa inclusão de outros ingredientes, como farelo de trigo, glúten de milho e levedura na dieta de poedeiras, pode interferir na rastreabilidade da farinha de carne e ossos bovinos (FCOB) em ovos e suas frações (albúmen e gema). Foram utilizadas 256 galinhas poedeiras distribuídas em oito tratamentos, no qual, foram compostos de uma dieta MST a base de milho, farelo de soja e farelo de trigo e as demais dietas foram acrescidos de glúten e/ou (FCOB) e/ ou levedura. Para análise da razão isotópica (13C/12C e 15N/14N), nos 28º e 56º dias foram tomados aleatoriamente 16 ovos por tratamento (quatro por repetição), onde oito ovos (dois por repetição) serviram para colheitas de amostras de gema e albúmen e os outros oito (dois por repetição) para ovo total. Pode-se concluir que, a detecção de 2,0% de FCOB no ovo e suas frações é possível, porém, os tratamentos com inclusão de glúten e levedura não foram diferentes dos tratamentos com inclusão da FCOB. Portanto, a inclusão de 3,0% de glúten e ou levedura na ração, não permite a diferenciação dos valores isotópicos de ?13C e ?15N do ovo e suas frações destes grupos dos que possuem 2,0% FCOB.


Keywords


Carbono-13; Glúten de milho; Levedura; Nitrogênio-15.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n2p1155

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433 / 1679-0359
E-mail:  semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional