Absorção e níveis críticos de fósforo na parte aérea da mamoneira cultivada em diferentes classes de solos

José Félix Brito, Leonardo Theodoro Büll, Napoleão Esberard Beltrão, João Paulo Gonsiorkiewicz Rigon, Valdinei Sofiatti

Abstract


Solos que apresenta alto grau de intemperismo, com maior fração do P inorgânico ligada a óxidos de Fe e Al, apresentam baixa disponibilidade de P para as plantas. Assim, o nível crítico de um elemento na planta refere-se ao teor, abaixo do qual a taxa de crescimento ou a produção vegetal diminui, demonstrando a necessidade de adubação complementar. Nesse sentido, foi conduzido um experimento em casa de vegetação na Embrapa Algodão, com o objetivo de avaliar a resposta da mamoneira a cinco doses de P em quatro tipos de solo com diferentes características de adsorção, e estimar os níveis críticos foliares P. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x5, sendo quatro tipos de solo e cinco doses de P com quatro repetições. Para o TCo, houve incremento no crescimento em altura, sendo a dose de 229,6 mg dm-3 responsável pela máxima altura da planta (74,3 cm). O maior diâmetro caulinar (17,58 mm) foi observado no CXve com aplicação de 229,6 mg dm-3 de P, verificando-se decréscimo quando se utilizou doses superiores. O crescimento em área foliar foi menor no RY (4724,8 cm2) sendo obtida com a dose de 280,2 mg dm-3. De forma geral os níveis críticos de P na parte aérea da planta não variaram muito dentre os solos estudados. O nível crítico de P na massa seca da parte aérea da mamoneira foi maior (4,61 g kg-1) no TCo, estando esse resultado diretamente relacionado com o baixo teor de argila desse solo.


Keywords


Disponibilidade; Plantas; Fósforo; Mamona.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n1p239

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433 / 1679-0359
E-mail:  semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional