Materialidade e serviços ambientais: o caso de uma empresa florestal

Cristiana Lara Cunha, Patrícia Taeko Kaetsu, Gleriani Torres Ferreira

Resumo


A análise da materialidade, como parte dos relatórios de sustentabilidade, apoia as empresas na priorização de reporte dos temas que produzem impactos econômicos, ambientais e sociais significativos ou que influenciam as avaliações e decisões de stakeholders. O relacionamento da empresa com suas partes interessadas é, assim, essencial para trazer inputs que fomentem e fortaleçam o diálogo. No entanto, há o desafio de definir e, consequentemente, implementar a materialidade de algumas questões ambientais. O objetivo deste artigo, assim, é analisar os temas materiais presentes nos relatórios de sustentabilidade empresarial e sua relação com os serviços ambientais decorrentes das operações. Para isso, uma empresa florestal e certificada, cujo manejo é considerado sustentável, serviu como estudo de caso. Dados secundários embasaram as conclusões de que a materialidade de uma empresa, no que tange os seus impactos ambientais difusos na sociedade, não deve se limitar ao que é estabelecido pelos stakeholders diretos de uma organização. Assim, parâmetros internacionais de definição dos serviços ecossistêmicos servem como uma fonte referência para nortear a materialidade empresarial.

Palavras-chave


Materialidade; Relatórios de sustentabilidade; Serviços ambientais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2318-9223.2020v8n1p108

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


AS SUBMISSÕES PARA ESTE PERIÓDICO FORAM DESCONTINUADAS. DETALHES NA CAPA: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/ros/index

ISSN: 2318-9223

 

QUALIS-CAPES: B5 - ADMINISTRAÇÃO, CONTÁBEIS E TURISMO

Indicadores e diretórios: