Variáveis de qualidade de vida no trabalho como construto de análise do pilar social da sustentabilidade organizacional: um estudo das práticas nas 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil

Márcia Sierdovski, Silvio Roberto Stefano, Sandra Mara de Andrade

Resumo


A sustentabilidade organizacional é um tema que está em voga nos discursos das organizações. Uma organização precisa comprometer-se com as variáveis que envolvem o pilar social da sustentabilidade organizacional, pilar esse que ainda está em construção dentro das organizações. Em decorrência dessa carência, o objetivo principal da pesquisa buscou analisar as práticas de gestão da qualidade de vida no trabalho como construto de análise do pilar social da sustentabilidade organizacional nas 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil. A pesquisa se caracterizou como descritiva e analítica, com abordagem quantitativa, e a coleta de dados por meio de questionários enviados para os colaboradores. Os resultados apontaram que todas as variáveis analisadas na QVT como elementos integrantes da análise do pilar social da sustentabilidade se apresentaram positivas quanto aos seus coeficientes de correlação. A prática que mais se destacou foi que a empresa utilizou critérios justos para promoção e carreira.

Palavras-chave


Pilar social; Práticas de gestão de pessoas; Melhores empresas para trabalhar no Brasil

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2318-9223.2020v8n1p24

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


AS SUBMISSÕES PARA ESTE PERIÓDICO FORAM DESCONTINUADAS. DETALHES NA CAPA: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/ros/index

ISSN: 2318-9223

 

QUALIS-CAPES: B5 - ADMINISTRAÇÃO, CONTÁBEIS E TURISMO

Indicadores e diretórios: