Benchmarking no setor de hospedagem: a utilização da ferramenta pelas pousadas de Penedo

Claudia Marchioti Nicolau dos Reis, Marcos José Araújo dos Santos, Guilherme Teixeira Portugal

Resumo


As ferramentas da Contabilidade Gerencial assessoram os administradores das organizações nos processos decisórios, corrigindo os rumos das entidades ou sinalizando novas oportunidades. Dentre as ferramentas, destaca-se o benchmarking que é entendido como o processo sistemático conduzido por uma empresa para utilização de boas e melhores práticas reconhecidas no contexto de um segmento corporativo. O objetivo deste estudo é investigar como as pousadas localizadas em Penedo - Rio de Janeiro utilizam o benchmarking na gestão dos negócios. Trata-se de um estudo descritivo, de campo e qualitativo, com a aplicação de uma entrevista semiestruturada. Os resultados obtidos evidenciam que as pousadas utilizam o benchmarking de forma empírica, sem controle e de modo não sistemático. A relevância do estudo consiste em abordar uma prática gerencial no âmbito das micro e pequenas empresas, uma vez que benchmarking é um dos principais artefatos gerenciais utilizados pelas empresas de grande porte.


Palavras-chave


Contabilidade Gerencial. Benchmarking. Turismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTHONY, R. N.; GOVINDARAJAN, V. Sistemas de controle gerencial. São Paulo: McGraw-Hill, 2008.

ARAUJO, L. C. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2000.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AGÊNCIAS DE VIAGENS. Banco de Boas Práticas do Programa Benchmarking em Turismo 2010. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2012.

BERRY, A. J., BROADBENT, J., OTLEY, D. Management Control: theories, issues and performance. 2 ed. New York: Palgrave Macmillan, 2005.

BEUREN, I. M.; GRANDE, J. F. Mudanças de práticas de contabilidade gerencial identificadas com aplicação da análise de discurso crítica no RA de empresa. In: CONGRESSO ANPCONT, 3., 2009, São Paulo. Anais eletrônicos... São Paulo: ANPCONT, 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2013.

BOXWELL, R. J. Vantagem competitiva através do benchmarking. São Paulo: Makron Books, 1996.

BRASIL. Ministério do Turismo. Excelência em Turismo: Aprendendo com as melhores práticas internacionais. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2012.

______.______. Embratur: Instituto Brasileiro de Turismo. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2012.

______.______. Vivências Brasil. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2012.

CAMP, R. C. Benchmarking: identificando, analisando e adaptando as melhores práticas que levam à maximização da performance empresarial - o caminho da qualidade total. São Paulo: Pioneira, 1993.

______. Benchmarking dos processos de negócios: descobrindo e implementando as melhores práticas. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1996.

CARVALHO, K.L.; SARAIVA JÚNIOR, A. F.; FREZATTI, F. A contribuição das teorias do ciclo de vida organizacional para a pesquisa em contabilidade gerencial. Revista de Administração Mackenzie, São Paulo, v. 11, n. 4, p. 98-130, 2010.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em administração: Um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

GARRISON, R. H.; NOREEN, E. W.; BREWER, P. C. Managerial accounting. 11. ed. New York:McGraw Hill, 2006.

GUERREIRO, R.; CORNACHIONE JÚNIOR, E. B.; SOUTES, D.O. Empresas que se destacam pela qualidade das informações a seus usuários externos também se destacam pela utilização de artefatos modernos de contabilidade gerencial? Revista de Contabilidade e Finanças - USP, São Paulo, v. 22, n. 55, p. 88-113, 2011.

HANSEN, D. R.; MOWEN, M. M. Cost management. 2. ed. Ohio: South-Western College Publications, 1997.

INTERNATIONAL FEDERATION OF ACCOUNTANTS (IFAC). International management accounting practice statement: management accounting concepts, mar. 1998.

LEIBFRIED, K. H. J.; McNAIR, C. J. Benchmarking: uma ferramenta para a melhoria contínua - série de soluções de desempenho da Coopers e Lybrand. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

MARTINS, M. M. C.; PROTIL, R. M.; OLIVEIRA, S. L. D. Utilização do benchmarking na gestão estratégica das cooperativas agroindustriais paranaenses. Revista de Contabilidade e Organizações, Ribeirão Preto, v. 4, n.10, p. 128-151, set./dez. 2010.

SOBRAL, F.; PECI A. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2008.

SOUTES, D.O. Uma investigação do uso de artefatos da contabilidade gerencial por empresas brasileiras. 2006. 116 f. Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

______ ; ZEN, M. J. C. M. Estágios evolutivos da contabilidade gerencial em empresas brasileiras. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 5, 2005, São Paulo. Anais eletrônicos... São Paulo: USP, 2005. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2013.

TEIXEIRA A. J. C. et al. A utilização de ferramentas de contabilidade gerencial nas empresas do Estado do Espírito Santo. Brazilian Business Review, Vitória, v. 8, n.3, p.108-127, jul./set.2011.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 9 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

ZAIRI, M.; LEONARD, P. Benchmarking prático: o guia completo. São Paulo: Atlas, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Estudos Contábeis
ISSN: 2237-0099