A integração da Gestão do Design a um Processo de Desenvolvimento de Software de maturidade nível G: uma experiência acadêmica na Fábrica de Software GAIA

Alexandre Jorge De Bellis Miranda, Rodolfo Miranda de Barros, Mário Lemes Proença

Resumo


Buscando a melhoria do processo de gerência de requisitos, este artigo apresenta um modelo de integração da Gestão do Design ao processo de desenvolvimento utilizado na fábrica de Software GAIA. O modelo apresenta técnicas e atividades que podem ser integradas ao processo de desenvolvimento de modo a melhorá-lo e com isso obter melhores resultados no processo GAIA. Este artigo ainda abre o campo para novos estudos no que tange a Gestão do Design apoiando o desenvolvimento de softwares.

Palavras-chave


MPS.Br; Processo de Desenvolvimento de Softwares; Gestão do Design

Texto completo:

PDF

Referências


AGNER, L.; SILVA, F. L. Uma introdução à arquitetura da informação: conceitos e usabilidade. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM DESIGN, 2., 2003, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPED, 2003.

ARAÚJO, E. E. R.; MEIRA, S. R. L. Inserção competitiva do Brasil no mercado internacional de software. Campinas: Softex, 2005. Disponível em: http://www.softex.br/media/Insercaocompetitiva-do-Brasil-nomercado-internacional-de-software.pdf. Acesso em: 17 fev. 2011.

ASSOCIAÇÃO PARA PROMOÇÃO DA EXCELÊNCIA DO SOFTWARE BRASILEIRO. SOFTEX. MPS.BR: guia geral: 2011. Disponível em: http://www.softex.br/media/Insercaocompetitiva-do-Brasil-nomercado-internacional-de-software.pdf. Acesso em: 19 abr. 2011.

ATHAYDE, Y. Design da informação: interfaces e interatividade em projetos de ambientes de aprendizagem via web. Belo Horizonte: Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, 2005.

BARBOSA, S. D. J.; SILVA, B. S. Interação humano-computador. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

BAXTER, M. Projeto de produto: guia prático para o design de novos produtos. 2. ed. São Paulo: Edgard Blücher, 1998.

BERNARDINO, C. Design interativo em processos ágeis de desenvolvimento de software. 2005. Monografia (Conclusão de Curso em Ciência da Computação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife. p. 46.

BONSIEPE, G.; KELLNER, P.; POESSNECKER, H. Metodologia experimental, desenho industrial. Brasília: CNPq/Coordenação Editorial, 1984.

BORJA DE MOZOTA, B. Design Management. Paris: Éditions d’Organization, 2002.

CONSTANTINE, L. Process agility and software usability toward lightweight usage-centered design. Jun. 2001. Disponivel em: http://www.foruse.com/articles/agiledesign.pdf. Acesso em: 17 fev. 2011.

CICLO CAPD. Modelo de Gestão. 2007. Disponível em: top/modelo/index.html. Acesso em: 10 ago. 2010.

CYBIS, W. Engenharia de usabilidade: uma abordagem ergonômica. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, Laboratório de Utilizabilidade de Informática, 2003.

CYBIS, W.; BETIOL, A. H.; FAUST, R. Ergonomia e usabilidade: conhecimentos, métodos e aplicações. 2. ed. São Paulo: Novatec, 2010.

D’AJUZ, M. C. L. Modelo de gestão: diferencial de competitividade ou uma grande incógnita? 2003. Disponível em: http://www.perspectivas.com.br/art71.htm. Acesso em: 17 abr. 2011.

DE LA HARPE, H. Creative intelligence: the designers creativity handbook. 2008. Thesis (Ph.D. History of Arts) - North-West University, Potche.

DEMARCHI, A. P. P.; REGO, R. A. Marketing e design: ferramentas de integração organizacional nas empresas. 2010. Disponível em: http://webmail.faac.unesp.br/~paula/Paula. Acesso em: 17 ago. 2011.

DENIS, R. C. Uma introdução à história do design. São Paulo: Edgard Blücher, 2000.

DUL, J.; WEERDMEESTER, B. Ergonomia prática. 2. ed. São Paulo: Edgard Blücher, 2004. EWING, C.; MAGNUSON, E.; SCHANG, S. Information architecture proposed curriculum. University of Texas at Austin: UTIAG, 2001. Disponível em: http://www.gslis.utexas.edu/~iag/ resources/ia-curriculum-final.PD. Acesso em: ago. 2011.

FERNANDES, J. H. C. Qual a prática do desenvolvimento de software? Ciência e Cultura da SBPC, São Paulo, v. 55, n. 2. abr./jun. 2003.

FIGUEIREDO, L. F.; GOLIN, G. O design da informação na gestão urbana. Florianópolis: Depto. de Engenharia Civil, 2008. FUGGETTA, A. Software process: a roadmap. In: FINKELSTEIN, A. (Ed.). The Future of Software Engineering. New York: ACM Press, 2000.

GIMENO, J. M. I. La gestión del diseño en la empresa. Madri: McGraw Hill, 2000.

GOMES FILHO, J. Ergonomia do objeto: sistema técnico de leitura ergonômica. São Paulo: Escrituras, 2003.

GORB, P. Design management. Nova York: Van Nostrand Reinhold, 1990.

HIRATSUKA, T. P. Contribuições da ergonomia e do design na concepção de interfaces multimídia. 1996. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 9241-11:1998: ergonomic requirements for office work with visual display terminals (VDTs) - Part 11: Guidance on usability. Geneva, 1998.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 13407:1999: human-centred design processes for interactive systems. Geneva, 1999.

JORDAN, P. W. An introduction to usability. London: Taylor & Francis, 1998.

LYNCH, P. J.; HORTON, S. Web style guide: basic design principles for creating web sites. New Haven: Yale University Press, 2002.

MARTINS, R. F. F. A gestão de design como estratégia organizacional: um modelo de integração do design em organizações. 2004. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal Santa Catarina, Florianópolis.

MEURER, H.; SZABLUK, D. Projeto E: aspectos metodológicos para o desenvolvimento de projetos dígito-virtuais. Ação Ergonômica, Rio de Janeiro, v. 5, n. 2, p. 1-9, 2010.

MINUZZI, R.; PEREIRA, A.; MERINO, E. Teoria e prática na gestão do design. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM DESIGN, 2., 2003, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: AEND-BR, 2003. Disponível em: http://webmail.faac.unesp.br/~paula/Paula/teoria.pdf. Acesso em: 23 fev. 2011.

MERINO, E.; CARVALHO, L. R.; MERINO, G. Guia de orientação para o desenvolvimento de embalagens: uma proposta de sistematização orientativa. Revista D.: Design, Educação, Sociedade e Sustentabilidade, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 1-17, 2009.

MILLEN, D. Rapid ethnography: time deepening strategies for HCI field. Proceedings of the conference on Designing interactive systems processes practices methods and techniques, New York, v. 280, p. 280-286, 2000.

MORAES, A. Prefácio. Revista de Ergodesign e Usabilidade, Rio de janeiro, ano 1, n. 1, 2002.

PINHEIRO, M.; SPITZ, R. O design de interação em ambientes de ubiquidade computacional. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE DESIGN DA INFORMAÇÃO, 3., Curitiba. Anais... Curitiba: UnicenP, 2007. CD-ROM.

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Project management book of knowledge - PMBOK® guide. 4. ed. Pennsylvania, 2008.

QUARANTE, D. Éléments de Design Industriel. 3. ed. Paris: Polytechica, 2001. ROCHA. A. R. C.; MALDONADO, J. C.; WEBER, K. C. Qualidade de software. São Paulo: PrenticeHall, 2001.

SANTOS, R. L. G. Abordagem heurística para avaliação da usabilidade de interfaces. 2000. Dissertação (Mestrado em Design) – Programa de Pós Graduação em Design, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

SEFFAH, A. Human-centered software engineering: designing for and with humans. In: CANADIAN UNDERGRADUATE SOFTWARE ENGINEERING CONFERENCE, 2002, Montreal. Anais... Disponível em: http://www.cusec.ca/archives/cusec2002/keynoteSeffah.ppt. Acesso em: 19 maio 2011.

SCHULMANN, D. O desenho industrial. Campinas: Papirus, 1994.

SOMMERVILLE, I. Engenharia de software. 6. ed. São Paulo: Pearson, 2005.

TEIXEIRA, M. M. Curso de especialização em análise e projeto de sistemas. São Luís: Centro Tecnológico Departamento de Informática, Universidade Federal do Maranhão, 1999.

WOLF, B. O design management como fator de sucesso comercial. Florianópolis: FIESC/IEL, 1998.

WURMAN, R. S. Information architects. Zurich: Graphis, 1996.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-2207.2011v2n2p16

Direitos autorais 2011 Projetica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Projética

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2236-2207

projetica@uel.br

 

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença 
Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.