A acessibilidade dos deficientes visuais com o vestuário por meio das etiquetas têxteis

Andressa Santos Turcatto, Icléia Silveira, Sandra Regina Rech

Resumo


Este estudo disserta a respeito da interação dos deficientes visuais com o vestuário por meio das etiquetas têxteis, que comunicam informações essenciais dos produtos de moda. Quanto aos procedimentos metodológicos a pesquisa é exploratória, de natureza quantitativa e descritiva. A pesquisa de campo foi realizada com empresas de Santa Catarina, com o objetivo de identificar as empresas catarinenses que desenvolvem artigos para os deficientes visuais, seus desafios e potencialidades.

Palavras-chave


Etiquetas Têxteis; Deficiência Visual; Acessibilidade; Autonomia

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 9241-11: requisitos ergonômicos para o trabalho com dispositivos de interação visual - parte 11: orientações sobre usabilidade. Rio de Janeiro: ABNT, 2011

BRASIL. Lei Nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou commobilidade reduzida, e dá outras providências. Brasília, DF: Câmara dos Deputados, 2000. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2000/lei-10098-19-dezembro-2000-377651-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso 25 ago. 2017.

FREITAS, Renata Oliveira Teixeira de. A superfície, o tato e as ações comunicacionais no design de superfície. APORTES, São Paulo, n. 20, p. 19-28, maio/ jun. 2016.

IBGE. Estatísticas. População. Censo 2010. Disponível em: http://www.ibge. gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/default.shtm. Acesso 25 ago. 2017.

LOPES JÚNIOR, Sandro Laerth Maciel; JALES, Guilherme Carneiro; MENEZES, José Wally Mendonça. Utilização de QR Code® como ferramenta de inclusão para deficientes visuais. In: CONGRESSO NORTE NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO - CONNEPI, 7., 2012, Palma, Tocantins. Anais [...]. Palma: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, 2012. p. 1-6.

MODA acessível: C&A desenvolve etiquetas em braille. 2016. Disponível em: http://adnews.com.br/negocios/moda-acessivel-c-desenvolve-etiquetas- -em-braile.html. Acesso: 25 set. 2017

PREECE, Jennifer; ROGERS, Yvone; SHARP, Helen. Design de interação: além da interação homem-computador. São Paulo: Editora Bookman, 2005.

SANT’ANNA, Mara Rúbia. Teoria da moda: sociedade, imagem e consumo. 2. ed. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2009.

SILVA, Juliana Sabino da; CORDEIRO, Taís Virgínia Fidélis; SILVA, Wanessa Relvas da. “Wearing what”: ferramenta e auxílio à compra de vestimentas para deficientes visuais. 2013. Projeto de Graduação (Bacharelado em Sistemas de Informação) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, RJ, Rio de Janeiro, 2013.

SURIS, Bruna da Silveira; MEURER, Heli; WOLFF, Fabiane. Análise sistemática das publicações em tecnologia assistiva, acessibilidade e design universal: panorama da produção bibliográfica da revista estudos em design. Human Factors in Design, Washington, DC, v. 5, p. 17-30, ago. /dez. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-2207.2020v11n1suplp195

Direitos autorais 2020 Projetica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Projética

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2236-2207

projetica@uel.br

 

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença 
Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.