Design e Educação: uma estratégia para a escrita manual cursiva na era dos nativos digitais

Juliana Oliveira Guimarães, Sérgio Antônio Silva

Resumo


Este artigo tem por objetivo investigar como o design pode contribuir com o ensino da escrita manual cursiva para os nativos digitais. Trata-se de um estudo teórico delineado por uma pesquisa bibliográfica. Apresenta a importância do ensino dessa escrita e a perspectiva do design como estratégia para se trabalhar em conjunto com professores. Ao final, foi possível constatar que o design, através de sua característica interdisciplinar, pode auxiliar professores alfabetizadores por meio de atividades de design promovidas pela Educação através do Design (EdaDe), possibilitando a busca por soluções que poderão auxiliar o processo de ensino da escrita manual cursiva dos nativos digitais em alfabetização. Dessa forma, espera-se que ao longo dos anos letivos, consiga-se manter o interesse dos alunos em valorizar uma escrita pessoal e manual

Palavras-chave


Design; Interdisciplinaridade; Escrita

Texto completo:

PDF

Referências


BAPTISTA, Adriana; VIANA, Fernanda Leopoldina; BARBEIRO, Luís Filipe. O ensino da escrita: dimensões gráfica e ortográfica. Biblioteca Nacional de Portugal, 2011. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/31557/ 1/ensino_escrita%20dimens%C3%B5es%20gr%C3%A1fica%20e%20ortogr%C3%A1fica.pdf. Acesso em: 6 ago. 2015.

BORDENOUSKY FILHO, Renato et al. Pró EdaDe programa de educação através do Design. In: EDUCERE: Congresso Nacional de Educação, 5., 2005, Curitiba. Disponível em: http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2005/anaisEvento/documentos/ com/TCCI093.pdf. Acesso em: 6 ago. 2015.

BROWN, Tim. Design Thinking: uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. 11. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

CARVALHO, Ricardo. Estados americanos abolem escrita à mão nas escolas. Carta Capital, 25 jul. 2011. Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/ novos-tempo. Acesso em: 30 de out.

COUTINHO, Solange Galvão; LOPES, Maria Teresa. Design para a educação: uma possível contribuição para o ensino fundamental brasileiro. In: BRAGA, Marcos da Costa (org.). O papel social do Design Gráfico. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2011. p. 137-162.

FANTIN, Monica; RIVOLTELLA, Pier Cesare. Crianças na Era Digital: desafios da comunicação e da educação. Revista de Estudos Universitária, Sorocaba, v. 36, n. 1, n. 7, p. 89-104, 2010. Disponível em: http://www.nica.ufsc.br/index.php/publicacoes/ fantin/doc_download/4-criancasna-era-digital-desafios-da-comunicacao-e-da-educacao. Acesso em: 7 out. 2015.

FETTER, Sandro; LIMA, Edna Lúcia da Cunha; LIMA, Guilherme Cunha. O Ensino da Escrita Manual no Brasil: dos modelos caligráficos à escrita pessoal no Século XXI. 2010. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/fetter-sandro-lima-edna-lima-guilherme-o-ensino-da-escritamanual-no-brasil.pdf. Acesso em: 16 abr. 2015.

FOUNTOURA, Antônio Martiniano. EdaDe: A educação de crianças e jovens através do Design. 2002. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

FONTOURA, Antônio Martiniano. A interdisciplinaridade e o ensino do design. Projetica, Londrina, v.2, n.2, p. 86-95, dez., 2011. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/projetica/article/view/8855. Acesso em: 24 mar. 2016.

GOMES, Eduardo de Castro. A escrita na História da humanidade. Dialógica: Revista eletrônica da Faced, Amazonas, v.1, n. 3, 10, 2007. Disponível em: http://dialogica.ufam.edu.br/PDF/no3/Eduardo_Aspectos_da_escrita_na_Historia_da_humanidade.pdf. Acesso em: 12 ago. 2015.

HENRIQUES, Fernanda; MARGADONA, Laís Akemi; GADOTTI, Marcela. Analógicos X Digitais: uma batalha sem vencedores. In: PEREIRA, Ana Beatriz et al. Ensaios de Design: práticas interdisciplinares. Bauru, SP: Canal 6, 2014. p. 206-222. Disponível em: http://canal6.com.br/ensaios/. Acesso em: 30 out. 2015.

HIGOUNET, Charles. História concisa da escrita. São Paulo: Editora Parábola, 2004.

HOCARDES, Carlos M. A evolução da escrita: história ilustrada. Rio de Janeiro: Editora Senac, 2004.

JEAN, Georges. A escrita memória dos homens. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008.

KERSEY, Alyssa; JAMES, Karin H. Brain activation patterns resulting from learning letter forms through active self-production and passive observation in young children. Frontiers in Psychology: Cognitive Science, Lausanne, Switzerland, v 4, article 547, p. 1-15, 2013.

LEMOS, Silvana. Nativos digitais x aprendizagens: um desafio para a escola. Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 35, n.3, p. 38-47, 2009.

MANDEL, Ladislas. Escritas, espelhos dos homens e das sociedades. São Paulo: Edições Rosari, 2007.

MCLUHAN, Marshall. A galáxia de Gutenberg. São Paulo: Ed. Nacional, Editora da USP, 1972. Disponível em: http://docslide.com.br/documents/marshall-mcluhan-a-galaxia-de-gutenberg.html. Acesso em: 5 set. 2016.

MORIN, Edgar. Os Sete saberes necessários à educação do futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2000.

NASCIMENTO, Michelle Ribeiro Lessa do. A inserção das tecnologias nas escolas e a cultura escolar. 2012. 63 f. Monografia (Licenciatura em Pedagogia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Formação de Professores, São Gonçalo, 2012.

OLIVEIRA, Alexandre Santos de; TEIXEIRA, Narle Siva; MACIEL, Francimar Rogrigues. Design, educação, criatividade e as possibilidades de mediação dos processos de ensino e aprendizagem. Revista Design em Foco, Salvador, v.3, n. 2, p. 117-128, 2006.

PEREIRA, Alice T. Cybis et al. Educação Através do Design: uma aproximação entre a teoria e a prática. 2010. Disponível em: http://www.avaad.ufsc.br/moodle/prelogin/ publicarartigos/142.pdf. Acesso em: 7 out. 2015.

PEREIRA, Patrícia. Escolas da Finlândia trocam letra cursiva por tablets. Folha de São Paulo, 19 jul. 2015. Disponível em: http://www1.folha.uol. com.br/educacao/2015/ 07/1657687-escolas-da-finlandia-trocamletra-cursiva-por-tablets.shtml>. Acesso em: 21 set. 2015.

QUEIROZ, Rita de C. R. de. A informação escrita: do manuscrito ao texto virtual. In: CINFORM – ENCONTRO NACIONAL DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 6., 2005, Salvador. Disponível em: http://www.ufrgs.br/limc/escritacoletiva/pdf/a_info_escrita.pdf. Acesso em: 12 out. 2015.

SOARES, Magda. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 81, p. 143-160, 2002. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 7 de out. 2015.

VERAS, Marcelo (Org.). Inovação e métodos de ensino para nativos digitais. São Paulo: Atlas, 2011.

VIDAL, Diana Gonçalves; GVIRTZ, Silvina. O ensino da escrita e a conformação da modernidade escolar Brasil e Argentina, 1880-1940. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 21., Caxambu, 1998. Disponível em: http://anped.org.br/rbe/rbedigital/ RBDE08/RBDE08_04_DIANA_E_SILVINA.pdf. Acesso em: 9 set. 2015




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-2207.2017v8n1p45

Direitos autorais 2017 Projetica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Projética

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2236-2207

projetica@uel.br

 

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença 
Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.