Azevedo Amaral e a crítica ao regime liberal-democrático no Brasil

João Lima de Carvalho

Resumo


O objetivo deste trabalho será apresentar, através de uma seleção de trechos da obra de Azevedo Amaral, sua visão do processo político na República Velha até a Revolução de 30, e, desta, até o Estado Novo. A preocupação é mostrar de que forma o autor interpreta, no período, a relação das instituições democrático-liberais com a realidade brasileira e, à luz desta interpretação, apresenta sua proposta de uma organização política alternativa. Mais precisamente, trata-se de, centrando-se de forma privilegiada no tema da participação política, apresentar alguns dos dilemas da cidadania política naquele período da nossa história.

Palavras-chave


Cidadania; Participação; Eleição; Ordem autoritária; Ordem liberal; Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


CARVALHO, José Murilo de. Os Bestializados. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

GOMES, Ângela Maria de Castro. A Representação de Classes na Constituinte de 1934. In: GOMES, Ângela Maria de Castro (coord.) Regionalismo e Centralização Política. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980. p. 427-491.

LAMOUNIER, Bolívar. Representação política: a importância de certos formalismos. In: LAMOUNIER, Bolívar; WEFFORT, Francisco C; BENEVIDES, Maria Victória (org.). Direito, Cidadania e Participação. São Paulo: T. A . Queiróz, 1981. p. 230-257.

MEDEIROS, Jarbas. Ideologia Autoritária no Brasil. 1930-1945. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 1978. p. 53-154.

CENTRO DE PESQUISA E DOCUMENTAÇÃO DE HISTÓRIA CONTEMPORÂNEA DO BRASIL. A Revolução de 30. In: seminário realizado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) da Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro: set. 1980. Brasília: Editora da Universidade de Brasília: 1983.

SCHWARTZMAN, Simon. Bases do Autoritarismo Brasileiro. Rio de Janeiro: Campus, 1982.

SOUZA, Maria do Carmo Campello de. A Democracia populista, 1945-1964: bases e limites. In: ROUQUIÉ, A. Como Renascem as Democracias. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 73-103.

TRINDADE, Hélgio. Bases da democracia brasileira: lógica liberal e práxis autoritária (1822-1945). In: ROUQUIÊ, A. Como Renascem as Democracias. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 46-72.

VIANA, Luiz Werneek. O Problema da Cidadania na Hora da Transição Democrática. In DADOS. Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro: Campus, v. 26, n. 3, p. 243-264, 1983.

WEFFORT, Francisco C. Incertezas da Transição na América Latina. Lua Nova. Revista de Cultura e Política, São Paulo: Marco Zero-Cedec, n. 16, mar. 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.1997v2n1p35

Direitos autorais 1997 João Lima de Carvalho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International