Bases da atual ausência de sentido ético na ciência

Angélica Lyra de Araújo

Resumo


Esta comunicação de pesquisa apresenta uma discussão sobre como e por que a ciência e a ética encontram-se separadas atualmente. Trataremos acerca da formação de uma racionalidade científica que se pretendeu neutra eticamente, e conseqüências socioculturais dessa postura das ciências modernas. Nosso estudo pauta-se nas análises desenvolvidas pela Teoria Crítica sobre razão e modernidade, principalmente no conceito de instrumentalização. Nesta mesma perspectiva, faremos também algumas considerações sobre a questão da ideologia presente nas ciências, isto é, sobre a manipulação das ciências em defesa de interesses econômico-políticos da classe hegemônica. Instrumentalização e uso ideológico serão evidenciados como processos que geraram a ausência de sentido ético nas ciências, tornando-as uma ameaça a todos os seres vivos do planeta, fenômeno que indica a necessidade premente da reflexão ética sobre os poderes e limites das ciências.


Palavras-chave


Ciência; Razão moderna; Instrumentalização; Ideologia; Ética.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W.; HORKHEIMER, Max. La Sociedad. Leciones de Sociología. Buenos Aires: Editorial Proteo, 1971.

ADORNO, Theodor W. Educação após Auschwitz. In: COHN, Gabriel. et a!. Adorno. Ática: São Paulo, 1986. p.33-45.

ADORNO, Theodor W. Os pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1999. BARCELLONA, Pietro. O egoísmo maduro e a insensatez. São Paulo; Ícone, 1995.

BERNAL, D. J. La Libertad De La Necesidad. México: Universidad Nacional Autonoma de México, 1958.

ENGELHARDT JR, H. Tristram. Fundamentos da Bioética. São Paulo: Edições Loyola, 1998.

ENGELS, Friedrich; MARX Karl. O Manifesto do Partido Comunista. Petrópolis: Vozes, 1989.

FREUD, Sigmund. EI Porvenir de uma ilusion. In: ___. Obras Completas. Madrid: Editorial Biblioteca Nueva Madrid, 1948. p.1227-1299.

HABERMAS, JÜnger. Horkheimer y Adorno: el entreJazamiento di mito e Ilustración. In: ___o El Discurso Filosófico de la Modernidad. Doce Lecciones. Altea: Taurus Ediciones, 1989. p.135-195.

HABERMAS, JÜnger. Do argumento contra la clonación de seres humanos. Tres réplicas. In:___ . La Constelación Posnacional: Ensayos Políticos. Paidós: Biblioteca deI Presente, 1998. p.207-221.

HORKHElMER, Max. Sociedad en Transición: Estúdios de Filosofia Social. Barcelona: Ediciones Península, 1976.

HORKHElMER, Max. La Critica de La Razón Instrumental: De conferencias y notas desde el final de la guerra. Buenos Aires, SUR, 1977.

IANNI, Octavio. A Sociologia e o Mundo Moderno. Tempo Social: Revista de Sociologia, São Paulo, n.l, p.7-27, 1979.

Karl Marx. São Paulo: Ática, 1988. KlRSCHER, Gilbert. Orienlarsi, Filosofare con Eric Weil. Prassi: Instituto Italiano per gli Studi filosofici. Come orientarsi nel mondo. Quatroventi, 1989.

MAAR, Wolfgang Leo. Educação Crítica, Formação Cultural e Emancipação Política na Escola de Frankfurt. In: PUCCI, Bruno et aI. Teoria Crítica e Educação: A questão da formação cultural na Escola de Frankfurt. São Paulo: Vozes, 1984, p. 59-8 I.

MARX, Karl. Capitulo VI Inédito de O Capital: resultados do processo de produção imediata. São Paulo: Moraes, 1969.

RÊGO, Walquíria D. Leão; BASTOS, Elide Rugai. A moralidade do compromisso. In: _ _ o Intelectuais e Política: a moralidade do compromisso. São Paulo: Olho dágua, 1999. p.7-4J.

SANTOS, Edivan, P. Neoliberalismo na Crise da Modernidade. 1998. Monografia (Especialização em Filosofia) – Fundação Educacional de Brusque, ESES, Santa catarina.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2003v8n2p193

Direitos autorais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International