Recuperação ambiental em assentamentos rurais no pontal do Paranapanema: uma análise da trajetória do programa pontal verde

José Luiz Fernandes Cerveira Filho

Resumo


A Fundação Itesp vem requisitando parte das terras públicas no Pontal do Paranapanema - SP, no intuito de possibilitar a criação de assentamentos rurais. Parte desses assentamentos encontram-se em intenso estado de devastação ambiental, com elevada taxa anual de perda de solo, o que tem refletido negativamente em seu desenvolvimento. Diante disso, em 1998, o órgão governamental formulou o "Programa Pontal Verde", objetivando promover a melhoria das condições ambientais na região do Pontal do Paranapanema, compatibilizando-as com o desenvolvimento socioeconômico das famílias assentadas. O objetivo desta pesquisa é fazer uma análise sobre a etapa inicial do "Programa Pontal Verde", avaliando as negociações ocorridas entre os vários atores sociais participantes. Para tanto, analisará as formas de ocupação ocorridas na região, observando a íntima relação existente entre o capital privado e a política governamental. Também serão discutidas, sob o enfoque analítico da teoria da estruturação, as dicotomias presentes nos discursos que visam promover a sustentabilidade relacionando-as às tomadas de decisões por parte dos agricultores. Por último, por meio de um estudo de caso serão analisadas as transformações ocorridas no assentamento Santa Carmem, programa piloto do projeto, durante o período 1998-2000. Através de pesquisas qualitativas tentar-se-a compreender as relações desencadeadas no âmbito das individualidades dos atores participantes, e como examinar estas se relacionam com o cenário macroestrutural, contribuindo para a construção e análise de novos paradigmas. Ao analisar-se o processo de implementação do Programa, buscar-se-á, especialmente, apreender como determinados conflitos / impasses operacionais acabaram convertidos em estratégias de resistências dos assentados ao programa estatal.


Palavras-chave


Assentamentos rurais; Pontal do Paranapanema; Devastação ambiental.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTÔNIO, A. P. Movimento social e organização do espaço rural nos assentamentos populacionais dirigidos pelo estado: os exemplos da Alta Sorocabana no período 1960-1990. Tese (doutorado em Geografia) - Departamento de Geografia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE TERRAS DE SÃO PAULO "JOSÉ GOMES DA SILVA. Pontal Verde : Plano de Recuperação Ambiental nos Assentamentos do Pontal do Paranapanema. São Paulo : Itesp. 1998. V.1.

GIDDENS, A. As conseqüências da modernidade. São Paulo: Unesp, 1998.

GUIVANT, J. Uso de agrotóxicos e os problemas de sua legitimação: um estudo de Sociologia Ambiental no município de Santo Amaro da Imperatriz. 1992. Tese (Doutorado em Sociologia) - Departamento de Sociologia, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

GUIVANT, J. Heterogeneidade de conhecimentos no desenvolvimento rural sustentável. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v.14, n.3 , p.411-447, 1997.

LEITE, J. F. A ocupação do Pontal do Paranapanema. São Paulo: Hucitec, 1998.

LONG, N.; VILLAREAL, M. Exploring development interfaces: from lhe transfer of knowledge to the transformation of meaning. In: BOOTH, D. Rethinking social development: theory, research and pratice. London: Longman, 1994.

REIJNTIES, C. et aI. Agricultura e Sustentabilidade. In: REIJNTJES, C.; HAVEKORT, B.; WATERS-BAYER, A. Agricultura para o futuro: uma introdução à agricultura sustentável e de baixo uso de insumos externos. Rio de Janeiro: AS-PTA, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2003v8n2p27

Direitos autorais 2022 José Luiz Fernandes Cerveira Filho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International