Imprensa, movimento de mulheres, feminismo e violência de gênero no oeste do Paraná nas décadas de 1970 e 1980

Tânia Regina Zimmermann

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar algumas representações sobre o movimento de mulheres, feminismo e violência de gênero em diversos jornais impressos que circulavam na região Oeste do Paraná nas décadas de 1970 e 1980. Em relação a estes temas, esses veículos de comunicação entrecruzavam as relações de gênero e formas de violência contra e de mulheres. Os discursos em relação ao feminismo, em grande parte, eram ambíguos e relutavam entre o movimento da história e as mudanças nas relações de gênero. Assim, algumas permanências eram representadas como a submissão, resignação e bondade na construção do feminino, a violência como exclusividade masculina, além da aceitação da honra para justificar a violência contra as mulheres, presente em edições regionais sobre o caso Doca Street.

 

 


Palavras-chave


Imprensa. Feminismo. Violência. Relações de gênero.

Texto completo:

PDF

Referências


ADLER, Freda. Sisters in crime: the rise of the new female criminal. New York: Mc Graw-Hill, 1975.

_____. A feminist perspective on women and crime. In: Kelta Advanced

Learning, 2003.

AZEVEDO. Maria Amélia. Mulheres espancadas: a violência denunciada. São

Paulo: Cortez, 1985.

BLAY, Eva Altman. Violência contra a mulher e políticas públicas. Estudos

Avançados, São Paulo, n. 17 (49), 2003, p. 87-98.

CORRÊA, Mariza. Morte em família. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

_____. Crimes da paixão. São Paulo: Brasiliense, 1981.

GAVRON, Eva. Dramas e danos: estudo de crimes sexuais na região de Florianópolis (1964-1985). Tese em História Cultural, Universidade Federal de Santa Catarina, 2008.

GROSSI, Miriam Pillar. De Ângela Diniz a Daniela Perez: a trajetória da impunidade. Revista de Estudos Feministas, Rio de Janeiro, n. 1, 1993, p. 156-168.

HIRATA, Helena; KERGOAT, Danièle. Novas configurações da divisão sexual do trabalho. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, vol. 37, n. 132, set/dez 2007, p. 595- 609.

HOBSBAWM, Eric. Era dos Extremos: o breve século XX 1914-1991. São Paulo : Companhia das Letras. 1995.

KELTA ADVANCE LEARNING. A feminist perspective on women and crime.

PEDRO, Joana Maria. Traduzindo o debate: o uso da categoria gênero na pesquisa histórica. Revista História, São Paulo, vol. 24, n.1, 2005, p. 77-98.

PERROT. Michelle. Minha história das mulheres. São Paulo: Contexto, 2007.

PINTO, Celi Regina Jardim. Uma história do feminismo no Brasil. São Paulo: Perseu Abramo, 2003.

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero, patriarcado e violência. São Paulo: Perseu Abramo, 2004.

SOYKA, Michael. Wenn Frauen töten. New York, Stuttgart: Schattauer, 2005.

SOIHET, Rachel. Condição feminina e formas de violência. Rio de Janeiro:

Forense Universitária, 1989.

SUÁREZ, Mireya; BANDEIRA, Lourdes. Violência, gênero e crime no Distrito Federal. Brasília: UnB, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2009v14n2p162

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International