Notas sobre a criminalização dos movimentos sociais na América Latina: exemplos do Brasil e do México

Simone da Silva Ribeiro Gomes, Roxana Cavalcanti, Carlos de Jesús Gómez Abarca

Resumo


Este artigo examina a relação entre Estados e movimentos sociais, com o foco na criminalização dos protestos no Brasil e no México. A criminalização dos protestos é um processo polissêmico, que pode ser observado nos últimos anos nos dois países, por meio de estratégias de controle implantadas pela mídia e por instituições estatais, incluindo – ainda que não exclusivamente – o sistema de justiça criminal. Este artigo lança luz sobre a perseguição de jovens manifestantes, que ganharam visibilidade nos movimentos recentes da América Latina como atores de movimentos estudantis e de movimentos sem foco geracional. O artigo analisa os protestos como eventos, enfocando a relação entre movimentos sociais, regimes democráticos e violência, que se sustenta na utilização recorrente de métodos de criminalização dos movimentos sociais em ambos os países. Esse fenômeno, concluímos, expressa a persistência de características dos regimes coloniais, ditatoriais e autoritários.

Palavras-chave


Criminalização; Repressão; Controle social; ação coletiva; estado; Violência; Movimentos sociais; Jovens

Texto completo:

PDF (English)

Referências


ANOS de junho de 2013. Artigo 19, São Paulo, 2018. Disponível em: https://artigo19.org/wp-content/blogs.dir/24/files/2019/04/5-Anos-de-2013.pdf. Acesso em: 30 out. 2021.

AGAMBEN, Giorgio. Agamben: o flerte do Ocidente com o totalitarismo. Outras Palavras, São Paulo, 4 jan 2016. disponível em: http://outraspalavras.net/posts/agamben-o-flerte-do-ocidente-com-o-totalitarismo/. Acesso em: 19 mar. 2020.

AGOZINO, Biko. Counter-Colonial Criminology: a critique of imperialist reason, Pluto Press: London, 2003.

AGOZINO, Biko. Humanifesto of the decolonization of criminology and justice. Decolonization of Criminology and Justice, Auckland, v. 1, n. 1, p. 5-28, 2019. DOI: https://doi.org/10.24135/dcj.v1i1.5

ALEXANDER, Michelle. The new Jim Crow: mass incarceration in the age of color blindness. New York: The New Press, 2010.

ALMEIDA, Frederico de, MONTEIRO, Filipe J.; SMIDERLE, Afonso. A criminalização dos protestos do movimento passe livre em São Paulo (2013-2015). Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 35, n. 102, p. 1-24, 2020.

ALMEIDA, Paul D. Waves of Protest: Popular Struggle in El Salvador, 1925–2005. Minneapolis: Universityof Minnesota Press, 2008.

ARELLANO, Cesar et al. Tras chocar con policías cerca del aeropuerto, manifestantes van al Zócalo. La Jornada, [s. l.], 20 nov. 2014. Disponível em: http://www.jornada.unam.mx/ultimas/2014/11/20/cobertura-al-minuto-marchas-al-aeropuerto-del-df-146.html. Acesso em: 19 mar. 2021.

AS RUAS sob ataque: Protestos 2014 e 2015. Article 19, São Paulo, 10 set. 2015. Disponível em: https://artigo19.org/2015/09/10/as-ruas-sob-ataque-protestos-2014-e-2015/. Acesso em: 30 out. 2021.

BRASIL. Lei nº 13.260, de 16 de março de 2016. Regulamenta o disposto no inciso XLIII do art. 5º da Constituição Federal, disciplinando o terrorismo, tratando de disposições investigatórias e processuais e reformulando o conceito de organização terrorista; e altera as Leis n º 7.960, de 21 de dezembro de 1989, e 12.850, de 2 de agosto de 2013. Brasília, DF: Presidência da República, 2016. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/l13260.htm. Acesso em: 20 mar. 2020.

BRASIL. Proyecto de ley del senado n. 499, del 2013. Proyecto del Ley Antiterrorismo. Brasília, DF: Assembléia Legislativa, 2013. Disponível em: http://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/115549. Acesso em: 19 Mar. 2016.

BRINGEL, Breno; PLEYERS, Geoffrey. Junho de 2013… dois anos depois. Polarização, impactos e reconfiguração do ativismo no Brasil. Revista Nueva Sociedad, Buenos Aires, nov. 2015.

BUHL, Kathrin; KOROL, Claudia (org.). Criminalização dos protestos e movimentos sociais. São Paulo: Instituto Rosa Luxemburg Stiftung, 2008.

CAMACHO, Fernanda; CASTILLO, Gustavo. Detienen por unas horas a activista de la UNAM. La Jornada, [s. l.], 29 sep. 2014.

CORTEZ, Edgar M. Criminalización de la protesta social en México. El Cotidiano, Ciudad de México, v. 23, n. 150, p. 73-76, jul./ago. 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2021v26n3p519

Direitos autorais 2022 Simone da Silva Ribeiro Gomes, Roxana Cavalcanti, Carlos de Jesús Gómez Abarca

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International