Da TV à segunda tela: análise comparativa das estratégias empregadas pelos candidatos a prefeito de Curitiba no horário eleitoral e nos websites em 2012

Camilla Quesada Tavares, Michele Goulart Massuchin

Resumo


O artigo tem como objetivo verificar se existem proximidades ou diferenças no conteúdo disponibilizado em dois espaços distintos de campanha eleitoral: nos websites de candidatos e no Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE). Para o desenvolvimento da pesquisa, optou-se por fazer um estudo de caso sobre as eleições municipais de Curitiba, em 2012. A metodologia empregada é a análise quantitativa de conteúdo e parte-se da hipótese de que os conteúdos disponibilizados nos dois espaços são distintos, o que dá a ideia de independência entre os diferentes meios de campanha. Os resultados mostraram que parte da hipótese se confirma, mas que existem pontos de aproximação entre os dois espaços, como deixar de lado a formação da imagem do candidato e procurar abordar o cenário da campanha.

Palavras-chave


Eleições; Horário eleitoral; Internet; Estratégias de campanha

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Afonso. Aqui você vê a verdade na tevê: A propaganda política na televisão. Niterói: MCII, 1999.

ALBUQUERQUE, Afonso; DIAS, Márcia. A propaganda política e a construção partidária no Brasil. Civitas - Revista de Ciências Sociais, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 309-326, 2002.

ALDÉ, Alessandra; CHAGAS, Viktor; SANTOS, João G. Teses e dissertações defendidas no Brasil (1992-2012): um mapa da pesquisa em comunicação e política 2013. Revista Compolítica, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 7-43, jul-dez. 2013.

BLUMLER, Jay; KAVANAGH, Dennis. The Third Age of Political Communication: Influences and Features. Political Communication, v. 16, p. 209-230, 1999.

BORBA, Felipe, Propaganda Negativa Nas Eleições Presidenciais Brasileiras. 2009. Dissertação. (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual do Rio de Janeiro,Rio de Janeiro, 2009.

BORBA, Felipe, A Propaganda Negativa Estratégia e Voto nas Eleições Brasileiras. 2012. Tese de Doutorado, Ciência Política, Rio de Janeiro, Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, 2012.

BORBA, Felipe. Propaganda negativa nas eleições presidenciais brasileiras em Opinião Pública, Campinas, v. 21, n. 2, p 268-295 2015.

BORBA, Felipe; VASCONCELLOS, Fábio. A propaganda negativa nas eleições municipais do Rio de Janeiro e de São Paulo. In: LAVAREDA, Antonio; TELLES, Helcimara (Orgs.). A lógica das eleições municipais. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2016.

BRAGA, Sérgio; NICOLÁS, Maria. O que a internet agrega às eleições? Um balanço inicial do uso da internet pelos candidatos aos governos estaduais e ao senado federal nas eleições brasileiras de outubro de 2010.

BRAGATTO, Raquel; SAMPAIO, Rafael; NICOLÁS, Maria A. Inovadora e democrática. Mas e aí? Uma análise da primeira fase da consulta online sobre o Marco Civil da Internet. Política & Sociedade, Florianópolis, v. 14, p. 125-150, 2015.

CERVI, Emerson U.; MASSUCHIN, Michele G. HGPE e a formação da opinião pública no Brasil: análise das estratégias dos principais candidatos à presidência da república em 2010.

CUNHA, Isabel; FILGUEIRAS, Rita. Eleições e Comunicação Política nas democracias ocidentais. In: CUNHA, Isabel; CABRERA, Ana; SOUSA, Jorge (Org.). Pesquisa em Media e Jornalismo: homenagem a Nelson Traquina. Corvilhã: LabCom, 2012.

DADER, J. Ciberpolítica en los websites de partidos políticos: la experiencia de las elecciones de 2008 en España ante las tendencias transnacionales. Revista de Sociologia e Política, v. 17, n. 34, p. 45-62, 2009.

DADER, J.; AYUO, I. Las webs de partidos españoles 2004-2005: Una investigación preliminar y de comparación europea, con una propuesta metodológica. In: CANEL, M.; GURRIONERO, M. (Org.). Estudios de Comunicación Política. Madrid, 2008.

DIAS, M. Projeção da imagem partidária nas estratégias de campanha na televisão: uma análise do HGPE de 2002. DADOS: Revista de Ciências Sociais,Rio de Janeiro v. 48, n. 5, p. 149-187, 2005.

FIGUEIREDO, M. et al. Estratégias de Persuasão em Eleições Majoritárias: uma proposta metodológica para o estudo da propaganda eleitoral. Rio de Janeiro: Série Estudos, 1998.

GIBSON, R.; WARD, S. A proposed methodology for studying the function and effectiveness of party and candidate web sites. Social Science Computer Review, n. 18, Durham, p. 301-319, 2008.

GOMES, N. Formas persuasivas de comunicação política. 2. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.

LAVAREDA, A. Emoções Ocultas e Estratégias Eleitorais. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

MANCINI, P.; SWANSON, D. Politics, Media and Modern Democracy: an Introduction. In: SWANSON, D.; MANCINI, P. (Eds). Politics, Media and Modern Democracy: an International Study of Innovations in Electoral Campaigning and their Consequences. Westport, London: Praeger, 1996.

MARQUES, F.; MONTALVERNE, C. Twitter, Eleições e Poder Local: Um estudo sobre os vereadores de Fortaleza. Contemporanea (UFBA. Online), v. 11, p. 322-347, 2013.

MASSUCHIN, M. Campanha eleitoral e internet no Brasil: uma análise comparada do conteúdo informativo dos websites nas disputas majoritárias de 2012 e 2014. 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2015.

MAZZOLENI, G. La comunicación política. Alianza Editorial. Madrid, 2010.

MIGUEL, L. Televisão e construção da agenda eleitoral no Brasil. Diálogos Latinoamericanos, n. 10, p. 140-154, 2005.

NEWELL, J. Italian political parties on the web. The Harvard International Journal of Press/Politics, n. 6, p. 60–87, 2001.

NICOLÁS, M.; FRANÇA, A.; BRAGA, S. Mecanismos de participação nos websites dos candidatos a prefeito nas eleições de 2008 no Brasil.

NORRIS, P. Digital divide; Civic Engagement, Information Poverty, and the Internet Worldwide. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.

NORRIS, P.. Preaching to the Converted? Pluralism, Participation and Party Websites. Party Politics, v. 9, n. 1, 2003.

SAMPEDRO, V.; POLLETI, M. Cibercampañas, sociedad y cultura tecnopolíticas. Perfiles de usuários de las TIC en las EG 2008. In: BLANCO, V. (Coord.). Cibercampaña. Cauces y diques para la participación. Las elecciones generales de 2008 y su proyección tecnopolítica. Madrid, 2011.

PANKE, L.; CERVI, E. Análise da comunicação eleitoral: uma proposta metodológica para os estudos do HGPE. Revista Contemporânea - Comunicação e Cultura, Salvador, v. 9, n. 3, p. 390-404, 2011.

PANKE, L.; CERVI, E..; et al. O que os candidatos à Presidência do Brasil falaram nos programas do HGPE, nas últimas eleições? Disponível em: http://www.compolitica.org/home/wpcontent/uploads/2011/03/Luciana-Panke.pdf. Acesso em: 13 ago. 2012.

SOUZA, N.; CERVI, E.; SANTOS, S. Mídia e eleições em Curitiba: estratégias discursivas do PT e PSDB em 2004 e 2008. Disponível em: http://portal.anpocs.org/portal/index.php?option=com_docman&task=doc_view&gid=1887&Itemid=229. Acesso em: 27 set. 2016.

TAVARES, C. Patrono x personalidade política: como estes personagens aparecem no Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral televisivo dos partidos PT e PSDB nas eleições presidenciais de 2002, 2006 e 2010 no Brasil. Agenda Política, São Carlos, v. 2, n. 1, 2014, p. 10-45.

VACCARI, C. Italian Parties’ Websites in the 2006 Elections. European Journal of Communication, v. 23, n. 1, p. 69-77, 2008.

VERGEER, M. Politics, elections and online campaigning: Past, presente… and a peek into the future. New Media & Society, v. 15, n. 9, p. 9-17, 2013.

WEBER, M. Comunicação e espetáculos da política. Porto Alegre: Editora da Universidade, 2000.

WRING, D. Power as well as Persuasion: Political Communication and Party Development. In: BARTLE, J.; GRIFFITHS, D. (Orgs.). Political Communications Transformed: From Morrison to Mandelson. New York: Palgrave, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2017v22n2p448

Direitos autorais 2017 Camilla Quesada Tavares, Michele Goulart Massuchin

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International