A evolução do mercado de capitais brasileiro e o perfil do acionista minoritário no Brasil

Ana Carolina Rodrigues

Resumo


O presente trabalho parte da descrição da formação eevolução do mercado de valores mobiliários brasileiro, e a partirdaí, analisa sua relação com a cultura de investimentos do país,bem como, com o perfil do acionista minoritário no Brasil. Entreoutras coisas, identificamos um mercado de valores mobiliáriosrecente, desenvolvido a partir da década de 1960, pensado apartir da realidade norte-americana e com um histórico de gravesfragilidades. Eventos como o chamado “crash de 1971”, o famoso“caso Nahas” ocorrido em 1989, e o advento da Lei n. 9.457/97,que suprimiu diversos direitos dos acionistas minoritários comvistas a agilizar os processos de privatizações, são retomadosde modo a evidenciar algumas das razões pelas quais o pequenoinvestidor, não raramente, tende a preferir investimentos emrenda fixa ou no mercado imobiliário, por exemplo.

Palavras-chave


Mercado de Capitais; Acionistas Minoritários; Cultura de Investimentos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2178-8189.2012v16n2p107

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Scientia Iuris

ISSN (eletrônico) 2178-8189

 

E-mail: revistamdireito@uel.br



 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.