Re-design do atom para curadoria digital em ambientes e comunicação museológica

Lucineia da Silva Batista, Maria José Vicentini Jorente

Resumo


Objective: This research aims to study the possibility of using AtoM for a description and representation of museum objects, specifically in historical museums.
Methodology: The research has a participatory theoretical and exploratory characteristic with the conduction of a theoretical research on Digital Curation and museological description in the dialogic space of Information Science, and with a comparison of the descriptive forms of the AtoM with the descriptive model of the CIDOC Information Guidelines for Museums from 1995.
Results: As a result, the AtoM represented the historical collection in a satisfactory manner and presented many functionalities, which allows adapting it to certain emerging problems.
Conclusions: The research, whose results are now shown, revealed the answer to the presented question, and verified that the need for more indepth research into museological norms as they can contribute to a possible customization of the AtoM, capable of meeting the more complex needs of museum institutions and they favor democratization and access to cultural heritage, both in inperson and digital environments, for present and future generations.


Palavras-chave


Curadoria Digital; Design da Informação; Acervos Museológicos; AtoM

Texto completo:

PDF

Referências


ARCHIVEMATICA. Home, 2021. Disponível em: https://www.archivematica.org/pt-br/. Acesso em: 25 jul. 2021.

ATOM. Metadados do depósito físico, 2021c. Disponível em: https://demo.accesstomemory.org/kathleen-munnfonds/object/editPhysicalObjects. Acesso em: 25 jul. 2021.

ATOM. Modelo descrito da ISAD(G) no AtoM, 2021b. Disponível: https://demo.accesstomemory.org/informationobject/add. Acesso em: 25 jul. 2021.

ATOM. Ponto de Acesso de autoridade no AtoM, 2021d. Disponível em: https://demo.accesstomemory.org/actor/add. Acesso em: 25 jul. 2021.

ATOM. Registro de ingresso, 2021a. Disponível em: https://demo.accesstomemory.org/accession/add. Acesso em: 25 jul. 2021.

BATISTA, L. 2018. O redesign do sistema Access to Memory (AtoM) para a curadoria digital de acervos museológicos heterogêneos. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadula Paulista, Marília, 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/154326. Acesso em: 25 jul. 2021.

INTERNATIONAL DOCUMENTATION COMMITTEE. International guidelines for museum object information: the CIDOC information categories. Berlin: ICOM, 1995. Disponível em: http://cidoc.mini.icom.museum/wpcontent/uploads/sites/6/2018/12/guidelines1995.pdf. Acesso em: 25 jul. 2021.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Diretrizes para a implementação de repositórios arquivisticos digitais confiáveis - RDCArq. Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: https://www.gov.br/conarq/ptbr/centrais-deconteudo/publicacoes/conarq_diretrizes_rdc_arq_resolucao_43.pdf. Acesso em: 25 jul. 2021.

COMITÊ INTERNACIONAL DE DOCUMENTAÇÃO. Declaração dos princípios de documentação em museus e diretrizes internacionais de informação sobre objetos: categorias de informação do CIDOC. São Paulo: Associação de Amigos do Museu do Café; Pinacoteca do Estado de São Paulo, 2014.

DÍAZ BALERDI, I. La memoria fragmentada: el museo y sus paradojas. Espanha: Ediciones Trea, 2008. Digital Curation Centre (dcc). What is Curator. Edinburgh, 2004. Disponível em: https://www.dcc.ac.uk/about/digital-curation. Acesso em: 25 jul. 2021.

HIGGINS, S. Digital Curation: the emergence of a new discipline. The International Journal of Digital Curation, v. 6, n. 2, p. 78-88, 2011. Disponível em: http://www.ijdc.net/article/view/184/251. Acesso em: 25 jul. 2021.

HIGGINS, S. The DCC Curation Lifecycle Model. The International Journal of Digital Curation, v. 3, n. 1, p. 134-140, 2008. Disponível: http://www.ijdc.net/article/view/184/. Acesso em: 25 jul. 2021.

LADRI. Acervo revisitado: intersecções e convergências no redesign de uma coleção díspare. Marília, 2019. Disponível em: https://newsstand.joomag.com/pt-BR/acervo-revisitado/0519703001576182534. Acesso em: 25 jul. 2021.

LAMPERT, S. R. Os repositórios DSpace e archivematica para documentos arquivísticos digitais. Acervo, Rio de Janeiro, v. 29, n. 2, p. 143-154, jul./dez. 2016. Disponível em: http://revista.arquivonacional.gov.br/index.php/revistaacervo/article/view/718. Acesso em: 25 jul. 2021.

MARÍN TORRES, M. T. Historia de la documentación museológica: la gestión de la memoria artística. Gijón/Asturias: Trea, 2002.

SABHARWAL, A. Digital curation in the digital humanities: preserving and promoting archival and special collections. Waltham: Elsevier, 2015.

SAYÃO, L. F. Uma outra face dos metadados: informações para a gestão da preservação digital. Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 15, n. 30, p. 1-31, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2010v15n30p1. Acesso em: 25 jul. 2021.

ZUBIAUR CARREÑO, F. Curso de Museologia. Espanha: Ediciones Trea, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2021v26n4p450

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional