Perfil de Aplicação para Resumos Estruturados (PARE)

Paula Regina Ventura Amorim Gonçalez, Brigida Maria Nogueira Cervantes

Resumo


Introdução: O resumo representa a versão precisa, sintética e seletiva do texto do documento, portanto, nele devem estar os elementos de maior importância. Assim, é necessário que o resumo seja feito de maneira itemizada, em que o conjunto de elementos traduza claramente e com fidedignidade o conteúdo do artigo. Objetivo: Propor um perfil de aplicação de metadados para a descrição de elementos do resumo estruturado no domínio dos artigos científicos publicados em periódicos científicos eletrônicos. Metodologia: Análise exploratória com abordagem qualitativa. A pesquisa foi realizada na literatura da área de Medicina Geral e na área de Ciência da Informação. Na literatura da área médica, que já utiliza os resumos estruturados, foram pesquisados artigos nas bases de dados Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS). Na área da Ciência da Informação, a pesquisa documental foi feita a partir do levantamento dos periódicos qualificados pela Capes, quadriênio 2013-2016, tendo como amostra 72 títulos na área da Ciência da Informação e os 15 primeiros títulos apresentados no ranking InCites Journal Citation Reports (JCR) e estratificados pela Capes. Como instrumentos de pesquisa utilizou-se: Extrato Capes para periódicos na área da Ciência da Informação e a ferramenta InCites Journal Citation Reports (JCR) para periódicos na área de Medicina Geral. Resultados: Apresenta a Proposição do Perfil de Aplicação para Resumos Estruturados (PARE). Conclusão: O resumo deve ser o espelho das informações contidas nos artigos e deve ser sistematicamente construído para que os leitores possam: identificar pontos relevantes de seu interesse que estejam cientificamente fundamentados; contar com uma estrutura que lhes apresente de forma concisa os resultados das pesquisas; e pesquisar por motores de busca mais precisos.


Palavras-chave


Resumos estruturados. Recuperação da informação. Periódico científico eletrônico.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAKAKI, F. A. Metadados administrativos e a proveniência dos dados: modelo baseado na família PROV. 2019. 139 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2019.

ARRAIZA, P. M.; GONÇALEZ, P. R. V. A.; VIDOTTI, S. A. B. G. Recomendações para a integração de publicações ampliadas em repositórios digitais confiáveis. Encontros Bibli, Florianópolis, v. 24, n. 55, p. 1-23, maio 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2019.e58556 Acesso em: 8 fev. 2020

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TECNICAS. NBR 6028: Informação e documentação: Resumo: Apresentação. Rio de Janeiro. 2003

BORKO, H. Information science: what is it? American Documentation, v. 19, n. 1, p. 3-5, 1968.

BRITO, R. F. Guia do usuário OJS 3. Brasília: IBICT, 2018. Disponível em: https://remgads.uerr.edu.br/public/site/Manual_OJS_IBICT_OJS_3_2018.pdf > Acesso em: 7 fev. 2020.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES) . Disponível em: http://cotic.ufrrj.br/acesso-aos-periodicos-da-capes/ Acesso em: 16 dez. 2020.

CUNHA, M. B.; CAVALCANTI, C. R. O. Dicionário de Biblioteconomia e Arquiovologia. Brasília. Briquet de Lemos, 2008.

DUBLIN CORE METADATA INITIATIVE. DCMI grammatical principles. 2012a. Disponível em: https://www.dublincore.org/specifications/dublin-core/grammatical-principles/. Acesso em: 13 nov. 2019.

DUBLIN CORE METADATA INICIATIVE. DCMI metadata terms. 2012b. Disponível em: http://dublincore.org/documents/dcmi-terms Acesso em: 5 jan. 2020.

DUBLIN CORE METADATA INICIATIVE. The Singapore Framework for Dublin Core Aplication Profiles. Disponível em: https://www.dublincore.org/specifications/dublin-core/singapore-framework/ Acesso em: 5 jan. 2020.

ENDRES-NIGGEMEYER, B. Summarizing information. Berlin. Springer, 1988. Disponível em: https://link.springer.com/content/pdf/10.1007%2F978-3-642-72025-3.pdf . Acesso em: 12 nov. 2019.

GARVEY, W. D., GRIFFITH, B. C. Communication and information process within scientific disciplines, empirical findings for psychology. In: GARVEY, W. D. Communication: the essence of science; facilitating information among librarians, scientists, engineers and students. Oxford: Pergamon, 1979. 332 p. Appendix A, p.127-147.

GUIMARÃES, C. A. Structured abstracts: narrative review. Acta Cir. Bras., São Paulo, v. 21, n. 4, p. 263-268, Aug. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-86502006000400014 Acesso em: 5 maio 2019.

HEERY, R.; PATEL, M. Application profiles: mixing and matching metadata schemas. Ariadne. Loughborough, ed. 25, 27–31, 2000. Disponível em: http://www.ariadne.ac.uk/issue/25/ Acesso em: 10 out. 2019.

INFORMAÇÃO & INFORMAÇÃO. Londrina. UEL, 1996-. Disponível em http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao. Acesso em: 3 abr. 2020.

JOUDREY, D. N.; TAYLOR, A. G.; WISSER, K. M. The organization of information. 4. ed. Santa Barbara, California: Libraries Unlimited, 2018. (Library and information science text series).

LANCASTER, F. W. Indexação e resumos: teoria e prática. 2. ed. Brasilia, Briquet de Lemos, 2004.

LYNCH, E.The Z39.50 Information Retrivial Standar. part I: A strategic View of the past, present and future. D-Lib Magazine, v. 11, n. 9. 1997.

MALTA, M. C.; BAPTISTA, A. A. The development process of a metadata application profile for the social and solidarity economy. In: MALTA, M. C.; BAPTISTA, A. A.; WALK, P. (org.). Developing metadata application profiles. Hershey: IGI Global, 2017.

MALTA, M. C.; BAPTISTA, A. A. Me4DCAP V0. 1: a method for the development of Dublin Core Application Profiles. Information Services & Use, V.Guimarães – Portugal, v. 33, n. 2, p. 161-171, 2013.

MALTA, M. C. Contributo metodológico para o desenvolvimento de perfis de aplicação no contexto da Web Semãntica. 2014. 398 f. Tese (Doutorado em Tecnologias e Sistema de Informação) – Universidade do Minho, Braga, 2014.

MANDL, T.; WOMSER-HACKER, C. Curriculos da ciência da informação na Alemanha. 2001. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/242433122_Curriculos_da_Ciencia_da_Informacao_na_Alemanha Acesso em: 5 fev. 2020.

MARCONDES, C. H. Representação e economia da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 31, n. , p. 61-70, jan./abr. 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ci/v30n1/a08v30n1 Acesso em: 15 jan. 2021

MÁRDERO ARELLANO, M. A.; SANTOS, R.; FONSECA, R. SEER: Disseminação de um sistema eletrônico para editoração de revistas científicas no Brasil. Arquivística.net, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 75-82, jul./dez. 2005. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/11889732.pdf. Acesso em: 21 jan. 2019.

MARTÍNEZ RÍDER, R. M.; RENDÓN ROJAS, M. A. Algunas propuestas latinoamericanas de objetos de estudio para la investigación bibliotecológica. Revista Ineramericana de Bibliotecología, Medellín, v. 17, n. 1, p. 13 - 44, 2004.

MENSH, B.; KORDING, K. Ten simple rules for structuring papers. PLoS Comput Biol, San Francisco, v. 13, n. 9, p. 1- 9, 2017. Disponível em: https://journals.plos.org/ploscompbiol/article/file?id=10.1371/journal.pcbi.1005619&type=printable. Acesso em: 2 out. 2019.

MUELLER, S. P. M. O círculo vicioso que prende os periódicos nacionais. DataGramaZero: Revista da Ciência da Informação, dez.1999. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/985 . Acesso em 16 dez. 2020.

MULROW, C. D.; THACKER, S. B; PUGH, J. A. A proposal for more informative abstract of review articles. An Intern Med. Filadélfia, v. 108, p. 613 - 615, 1988. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/3348568. Acesso em: 6 maio 2019.

NATIONAL INFORMATION STANDARDS ORGANIZATION. Understanding metadata: what is metadata, and what is it for? Baltimore: NISO, 2017. Disponível em: https://groups.niso.org/apps/group_public/download.php/17446/Understanding%20Metadata.pdf . Acesso em: 16 dez. 2020.

PEREIRA, M. G. O resumo de um artigo científico. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 22, n. 4, p. 707-708, dez. 2013 . Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742013000400017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Acesso em: 13 dez. 2019

SALES, D. P. Critérios de avaliação da produção científica em ciências sociais aplicadas: inquirindo as bases de dados. 2013. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-26052015-122438/pt-br.php. Acesso em: 16 dez. 2020.

SANTOS, P. L. V. A. C.; SANTANA, R. C. G. Dado e granularidade na perspectiva da informação e tecnologia: uma interpretação pela Ciência da Informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 42, n. 2, p. 199-209, 2013. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1382. Acesso em: 3 abr. 2020.

SIMIONATO, A. C.; CONEGLIAN, C. S.; GONÇALEZ, P. R. V. A.; SANTAREM SEGUNDO, J. E. Audiovisuais e Linked data: um estudo das bases DBpedia e LMDB. Em Questão, Porto Alegre, v. 24, n. 3, set./dez. 2018. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/78206 . Acesso em: 7 fev. 2020.

SOLLACI, L. B.; PEREIRA, M. G. A introdução, métodos, resultados e estrutura de discussão (IMRAD): uma pesquisa de cinquenta anos.J Med Libr Assoc. Rockville. v. 92, n. 3, p. 364-371, 2004. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC442179/#i0025-7338-092-03-0364-b1. Acesso em: 23 jun. 2019.

WANG, L.; WU, G. Attribute reduction and information granularity. Journal of Systemics, Cybernetics and Informatics. International Institute of Informatics and Cybernetics, v. 1, n.1, p. 32-37. 2003. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/0f35/c6ff5f790ad7431ccc810c6f55b0bf2e07a8.pdf Acesso em: 3 abr. 2019.

W3C. RDF Vocabulary description language 1.0: RDF Schema. 2004. Disponível em: https://www.w3.org/TR/rdf-schema/. Acesso em: 23 jun. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2021v26n1p483

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional