Catalogação Descritiva: necessidade de revisão em suas bases teórico-conceituais?

Fabiano Ferreira de Castro

Resumo


Introdução: Na Ciência da Informação e na Biblioteconomia, uma de suas disciplinas, a Catalogação Descritiva, passa por um momento importante de reflexão, de (re) dimensionamento de sua identidade e conta com a colaboração de profissionais de áreas afins, num processo de discussão inter e transdisciplinar. Considerando a Catalogação Descritiva como um dos pilares para a representação documental e atrelada ao contexto tecnológico vigente busca-se busca refletir de que maneira os conceitos e as bases teóricas e aplicadas da Catalogação Descritiva podem e devem ser repensados, para o fortalecimento do referencial teórico-epistemológico para novas discussões e pesquisas conjuntas, a partir da investigação das teses e das dissertações sobre o tema Catalogação Descritiva defendidas nos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCIs), no cenário brasileiro.
Objetivo: Como objetivos esse estudo visa: a) identificar o conceito de Catalogação Descritiva nas pesquisas desenvolvidas; b) identificar a bibliografia utilizada em cada trabalho; c) identificar as instituições que abrigam as pesquisas; e d) propor a unificação do conceito.
Metodologia: Adotou-se a Revisão Sistemática da Literatura como método de pesquisa, que propiciou o mapeamento da produção científica, a discussão e o desenvolvimento de um corpus teórico, que permitiu a unificação do conceito Catalogação Descritiva.
Resultados: Foram identificadas 48 (quarenta e oito) dissertações de mestrado e 16 (dezesseis) teses de doutorado que abordam a Catalogação Descritiva e seus temas potenciais e emergentes relacionados ao contexto tecnológico vigente. Como resultados são apresentados o mapeamento dos conceitos utilizados no domínio da Catalogação Descritiva; as instituições que produziram os trabalhos acadêmico-científicos, a bibliografia utilizada para subsidiar a concepção epistemológica do tema e a proposta de unificação do conceito.
Conclusões: O mapa do conhecimento construído acerca da Catalogação Descritiva revela que a temática vem sendo abordada timidamente, desde a criação dos primeiros Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Dessa forma, há um caminho a ser percorrido para que os estudos em Catalogação Descritiva desenvolvidos nos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação tenham mais visibilidade e ocupe efetivamente seu lugar na agenda das discussões acadêmicas e científicas referentes à produção de conhecimento nesse domínio, no panorama da Ciência da Informação brasileira.


Palavras-chave


Catalogação Descritiva; Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação; Teses e dissertações; Revisão Sistemática da Literatura

Texto completo:

PDF

Referências


AHMAD, F.; SUMNER, T.; DEVAUL, H. Cataloging and metadata: definitions. In: AHMAD, F.; SUMNER, T.; DEVAUL, H. Handbook of Research on Digital Libraries: Design, Development, and Impact. Hershey, Pennsylvania: IGI Global, 2009. p. 649. Disponível em: https://www.igi-global.com/chapter/new-roles-digital-libraries/19917. Acesso em: 15 jul. 2020.

ALVES, R. C. V. Web Semântica: uma análise focada no uso de metadados. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2005.

BACA, M. Introduction to metadata 3.0. 2. ed. Los Angeles: The Getty Research Institute, 2008. Disponível em: http://www.getty.edu/research/conducting_research/standards/intrometadata/pdf.html. Acesso em: 20 maio 2020.

BERNERS-LEE, T. Linked data, 2006. Disponível em: https://www.w3.org/DesignIssues/LinkedData.html. Acesso em: 15 jul. 2020.

BRINER, R. B.; DENYER, D. Systematic review and evidence synthesis as a practice and scholarship tool. In: ROUSSEAU, D. M. Handbook of evidence-based management: companies, classrooms, and research. New York: Oxford University Press, 2012. p. 328-374.

CABONERO, D. A.; DOLENDO, R. B. Cataloging and classification skills of Library and Information Science Practitioners in their Workplaces: a case analysis. Library Philosophy and Practice, Lincoln, V. 960, 2013. Disponível em: http://digitalcommons.unl.edu/libphilprac/index.6.html#year_2013. Acesso em: 10 ago. 2020.

CALHOUN, K. The changing nature of the catalog and its integration with other discovery tools. Cornell University Library, Ithaca, NY, March 17, 2006. Disponível em: https://www.loc.gov/catdir/calhoun-report-final.pdf. Acesso em: 09 abr. 2020.

CASTRO, F. F.; SANTOS, P. L. V. A. C. Os metadados como instrumentos tecnológicos na padronização e potencialização dos recursos informacionais no âmbito das bibliotecas digitais na era da web semântica. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 17, n. 2, p. 13-19, maio/ago. 2007.

CASTRO, F. F. Padrões de representação e descrição de recursos informacionais em bibliotecas digitais na perspectiva da ciência da informação: uma abordagem do MarcOnt initiative na era da web semântica. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Estadual Paulista – UNESP, Marília, 2008.

CASTRO, F. F.; SANTOS, P. L. V. A. C. Catalogação e metadados: interlocuções nos ambientes informacionais digitais. In: ARELLANO, F. F. M. Memoria del IV encuentro de catalogación y metadatos. México: Centro Universitario de Investigaciones Bibliotecológicas de la Univ. Nacional Autónoma de México, 2010. v. 4, p. 301-318.

CASTRO, F. F. Elementos de interoperabilidade na catalogação descritiva: configurações contemporâneas para a modelagem de ambientes informacionais digitais. 2012. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Estadual Paulista, Marília, 2012.

CASTRO, F. F. de; SALES, A. R. S.; SIMIONATO, A. C. Recomendações teóricas e práticas para o ensino da catalogação no Brasil. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 21, n. 46, p.19-32, mai./ago., 2016.

CERRAO, N. G.; CASTRO, F. F. Aplicações de metadados baseadas em FRBR e RDA em repositórios institucionais digitais: uma revisão sistemática da literatura. Transinformação, Campinas, v. 32, e190080, 2020.

COLEMAN, A. S. From cataloging to metadata: Dublin Core records for the library catalog. In: SMIRAGLIA, R. P. Metadata: a cataloger´s primer. New York: Haworth, 2005. p. 153-181.

DANSKIN, A. Cataloging. In: ZUMER, M. National bibliographies in the digital age: guidance and new directions. Munchen: K. G. Saur, 2009. (IFLA Series on Bibliographic Control, v. 39.)

GALVÃO, M. C. B.; RICARTE, I. L. M. Revisão sistemática da literatura: conceituação, produção e publicação. LOGEION: Filosofia da Informação, Rio de Janeiro, v. 6 n. 1, p. 57-73, set. 2019/fev. 2020.

GARRIDO ARRILLA, M. R. Teoría e historia de la catalogación de documentos. Madrid: Sínteses, 1996.

GORMAN, M. Bibliographic description: past, present & future. IFLA COUNCIL AND GENERAL CONFERENCE, 58. Brighton, 1987. Programme and Proceedings [...]. Brighton: International Federation of Library Associations and Institutions, 1987.

GORMAN, M. Descriptive cataloging. In: GORMAN, M. Technical services today and tomorrow. Englewood: Libraries Unlimited, 1990. p. 63-73.

GUIMARÃES, J. A. C. A dimensão teórica do tratamento temático da informação no universo científico da International Society for Knowledge Organization – ISKO. Marília, 2007.

IFLA. INTERNATIONAL FEDERATION OF LIBRARY ASSOCIATIONS AND INSTITUTIONS. Statement of international cataloguing principles. Den Haag: IFLA, 2009. Disponível em: http://www.ifla.org/files/cataloguing/icp/icp_2009-en.pdf. Acesso em: 24 set. 2020.

IFLA Study Group on the Functional Requirements for Bibliographic Records. Functional requirements for bibliographic records: final report. UBCIM Publications - New Series, v. 19. München: K. G. Saur, 1998. Disponível em: http://www.ifla.org/VII/s13/frbr/frbr.pdf. Acesso em: 18 out. 2020.

JESUS, A. F.; CASTRO, F. F. Dados bibliográficos para o linked data: uma revisão sistemática de literatura. Brazilian Journal of Information Studies: Research Trends, Marília, v. 13, n.1, p. 45-55, 2019.

JOUDREY, D. N.; MCGINNIS, R. Graduate education for information oganization, cataloging, and metadata, Cataloging & Classification Quarterly, v. 52, n.5, p. 506-550, 2014.

LE BOEUF, P. Functional requirements for Bibliographic records (FRBR): hype or cure-all? New York: The Haworth Information Press, 2005. p.316 .

MARCONDES, C. H. Representação e economia da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 1, p. 61-70, jan./abr. 2001.

MARCONDES, C. H. Interoperabilidade entre acervos digitais de arquivos, bibliotecas e museus: potencialidades das tecnologias de dados abertos interligados. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 21, n. 2, p. 61-83, 2016.

MARTÍNEZ ARELLANO, F. F. BIBFRAME: Un modelo de metadatos para la web semântica. In: RODRÍGUEZ GARCÍA, A. A. La revolución de los datos bibliográficos, científicos y culturales. México: UNAM; Instituto de Investigaciones Bibliotecológicas y de la Información, 2020. p. 17-32.

MEY, E. S. A. Catalogação e descrição bibliográfica: contribuições a uma teoria. Brasília: Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal, 1987.

MEY, E. S. A. Introdução à catalogação. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 1995.

MEY, E. S. A.; SILVEIRA, N. C. Catalogação no plural. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2009.

MEY, E. S. A; MORENO, F. Desafios do ensino de catalogação no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE CATALOGAÇÃO- ENACAT. III EEPC,1;3; 2012, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Jnairo, 2012. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/109279226/Desafios-do-ensino-de-catalogacaonoBrasil. Acesso em: 25 jan. 2020.

MILSTEAD, J.; FELDMAN, S. Metadata: cataloging by any other name. Online, [S. l.], January 1999. Disponível em: http://www.online.com/online/ol1999/milstead1.html. Acesso em: 22 mar. 2020.

PEREIRA, A. M. Inquietações sobre o ensino de catalogação. In: ENCONTRO NACIONAL DE CATALOGAÇÃO, 2., Rio de Janeiro, 2013. Anais [...]. Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: http://www.enacat.ufscar.br/index.php/eicenacat/eicenacat/paper/viewFile/60/29. Acesso em: 1 fev. 2020.

RAYWARD, W.B. Librarianship in the new world and the old some points of contact. Library Trends, v. 25. n.1, p. 209-226, jul. 1976.

REITZ, J. M. Cataloging. In: Online Dictionary for Library and Information Science. Santa Barbara, CA: ABC-CLIO Corporate; ABC-CLIO Solutions; Libraries Unlimited, 2017. Disponível em: http://www.abcclio.com/ODLIS/odlis_c.aspx. Acesso em: 10 jul. 2020.

RIVA, P.; BŒUF, P.; ŽUMER, M. IFLA library reference model: a conceptual model for bibliographic information. IFLA, 2017. Disponível em: https://www.ifla.org/files/assets/cataloguing/frbr-lrm/ifla-lrm-august-2017.pdf. Acesso em: 06 jul. 2020.

SAMPLES, J; BIGELOW, I. MARC to BIBFRAME: converting the PCC to linked data. Cataloging & Classification Quarterly, v. 58, n. 3-4, pp. 403-417, 19 Apr. 2020.

SANTOS, P. L. V. A. da C. Redes informacionais como ambientes colaborativos e de empoderamento: a catalogação em foco. In: GUIMARÃES, J. A. C.; FUJITA, M. S. L. Ensino e pesquisa em biblioteconomia no Brasil: a emergência de um novo olhar. Marília: Cultura acadêmica, 2008. p. 155-171.

SANTOS, P. L. V. A. da C. Catalogação revisitada: sua história e contemporaneidade. 2010. Tese (Livre-docência) - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2010.

SANTOS, P. L. V. A. C.; PEREIRA, A. M. Catalogação: breve história e contemporaneidade. Niterói: Intertexto, 2014. 222 p.

SIDDAWAY, A. P.; WOOD, A. M.; HEDGES, L. V. How to do a systematic review: a best practice guide for conducting and reporting narrative reviews, meta-analyses, and meta-syntheses. Annual Review of Psychology, v. 70, n. 1, p. 747–770, 2019.

SVENONIUS, E. Bibliographic objectives. In: SVENONIUS, E. The intellectual foundation of information organization. Cambridge: MIT Press, 2000. p. 15-30.

STROUT, R. F. The development of the catalog and cataloging codes. The Library Quarterly, V. 26, No. 4, p. 254–275, oct. 1956.

TAYLOR, A. Understanding FRBR: what it is and how it will affect our retrieval tools. London: Libraries Unlimited, 2007. p. 186.

TAYLOR, A. G.; JOUDREY, D. N. The organization of information. 3. nd. Westport: Libraries Unlimited, 2009. p.512 . (Library and Information Science Text Series).

TENNANT, R. A bibliographic metadata infrastructure for the 21st Century. Library Hi Tech, v. 22, n. 2, p. 175-181, 2004.

TILLETT, B. FRBR and RDA: resource description and access. In: TAYLOR, A. G. Understanding FRBR: what it is and how it will affect our retrieval tools. Westport: Greenwood Publishing Group, 2007. p. 87-95.

TILLETT, B. Designation of roles in RDA. Memorandum to the Joint Steering Committee for Development of RDA, Feb. 5, 2008. Disponível em: http://www.rdaonline.org/constituencyreview/Phase1AppI_10_27_08.pdf. Acesso em: 29 jul. 2020.

TOLENTINO, V. S. O binômio teoria e prática no ensino de catalogação. In: ENCONTRO NACIONAL DE CATALOGADORES, III ENCONTRO DE ESTUDO E PESQUISA EM CATALOGAÇÃO, 1., 2., 2012, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos [....]. Rio de Janeiro, 2012. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/109280085/O-binomio-teoria-epratica-no-ensino-decatalogacao. Acesso em: 1 fev. 2020.

URRA GONZÁLEZ, P. Estrategia para la integración de catálogos de fichas impresas de tres Bibliotecas Cubanas al espacio de datos enlazados abiertos. Library Trends, v. 67, n. 4, p. 729-744, Spring 2019.

ZENG, M. L.; QIN, J. Metadata. New York: Neal-Schuman Publishers, 2008. p.365.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n3p107

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional