Tainacan e Omeka: proposta de análise comparativa de softwares para gestão de coleções digitais a partir do esforço tecnológico para uso e implantação

Dalton Lopes Martins, Daniela Lucas da Silva Lemos, Morgana Carneiro de Andrade

Resumo


Objetivo: apresentar um estudo comparativo entre softwares para gestão de coleções digitais à luz do esforço tecnológico para uso e implantação.
Metodologia: utilizou-se de pesquisa bibliográfica e documental, de natureza teórica e aplicada, qualiquantitativa, e de cunho exploratório e descritivo, envolvendo soluções tecnológicas livres e de código aberto endereçadas à organização e à gestão de coleções digitais. Para a realização do estudo comparativo, foi utilizado o Guia do Usuário do Omeka que orientou a definição de critérios funcionais e dimensões analíticas fundamentais ao procedimento de coleta, organização e análise dos dados.
Resultados: a partir do somatório da pontuação dada a cada critério organizado em dimensões analíticas, foi possível aferir que o software Omeka exige do usuário 25% de esforço a mais de conhecimento de tecnologia em comparação com o software Tainacan.
Conclusões: a proposta de análise comparativa mostrou a sua relevância para estudos de viabilidade que buscam um software para gestão de coleções digitais que exija menos esforço tecnológico por parte dos usuários e que seja mais acessível à realidade das instituições de cultura brasileiras.

Palavras-chave


Instituições de cultura; Softwares para gestão de coleções digitais; Repositórios digitais; Acervos digitais; Esforço tecnológico

Texto completo:

PDF

Referências


ABBAS, J. Structures for organizing knowledge: exploring taxonomies, ontologies, and other schema. New York: Neal-Schuman Publishers, 2010.

ALLAN, R. Virtual research environments: from portals to science gateways. Cambridge: Woodhead, 2009.

ANDRO, M.; ASSELIN, E.; MAISONNEUVE, M. Digital libraries: comparison of 10 software. Library Collections Acquisitions and Technical Services, New York, v. 36, n. 3-4, p. 79-83, 2012.

ARARIPE, F. M. A. Do patrimônio cultural e seus significados. Transinformação, Campinas, v. 16, n. 2, p. 111-122, ago. 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0103-37862004000200001&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 mar. 2021.

SÃO PAULO. Arquivo histórico digital de São Roque. Disponível em: https://www.arquivosaoroque.com.br/acervo/. Acesso em: 10 mar. 2021.

BARBERA, M.; CORTESE, C.; ZITAROSA, R.; GROPPO, E. Building a semantic digital library for the municipality of Milan. Rethinking electronic publishing: innovation in communication paradigms and technologies. Proceedings of the 13th international conference on electronic publishing, Milano, p. 133-154, 2009. Disponível em: https://elpub.architexturez.net/doc/oai-elpub-id-156-elpub2009. Acesso em: 10 mar. 2021.

BARRETO, A. Bases de dados, repositórios de informação, bibliotecas digitais e virtuais. Aldobarreto’s Blog. 21 abr. 2010. Disponível em: https://aldobarreto.wordpress.com/2010/04/21/bases-de-dados-e-repositoriosde-informacao/. Acesso em: 10 mar. 2021.

BEKAERT, J.; VAN DE SOMPEL, H. Access interfaces for Open Archival Information Systems based on the OAI-PMH and the OpenURL framework for contexto-sensitive services, 2005. Disponível em: https://arxiv.org/ftp/cs/papers/0509/0509090.pdf. Acesso em: 10 mar. 2021.

BIZER, C.; HEATH, T.; BERNERS-LEE, T. Linked Data the story so far.International Journal on Semantic Web and Information Systems, v. 5, n. 3, p. 1-22, 2009. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/225070216_Linked_Data_The_Story_so_Far. Acesso em: 10 mar. 2021.

BOTELHO, I.; PIESCO, J. Novas tecnologias e as mudanças que elas provocam no mundo social: o impacto das TIC nas práticas culturais dos indivíduos. In: NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E COORDENAÇÃO DO PONTO BR - NIC.br. Cultura e tecnologias no Brasil: um estudo sobre as práticas culturais da população e o uso das tecnologias de informação e comunicação. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2017. Disponível em: https://nic.br/media/docs/publicacoes/7/cultura-e-tecnologiasno-brasil.pdf. Acesso em: 10 mar. 2021.

BRASIL. Ministério do Turismo. Instituto Brasileiro de Museus. Ibram: Projeto Tainacan. Diário Oficial, 19 nov. 2021. Disponível em: https://www.museus.gov.br/acoes-eprogramas/projeto-tainacan/. Acesso em: 10 mar. 2021.

CLOBRIDGE, A. Building a digital repository program with limited resources. Cambridge: Woodhead, 2010.

CURADORIA ENAP. Espaço para o desenvolvimento de exposições de conteúdos com temas relevantes para a administração pública e para a sociedade. Disponível em: https://exposicao.enap.gov.br/. Acesso em: 10 mar. 2021.

DARBY, R. M.; JONES, C. M.; GILBERT, L. D.; LAMBERT, S. C. Increasing the productivity of interactions between subject and institutional repositories. New Review of Information Networking, London, v. 14, n. 2, p. 117–135, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1080/13614570903359381. Acesso em: 10 mar. 2021.

FOSKETT, A.C. A abordagem temática da informação. Tradução: Antônio Agenor Briquet de Lemos. São Paulo: Polígono; Brasília: Ed.UnB, 1973.

FUNDAÇÃO NACIONAL DE ARTES . Acervo. Disponível em: https://www.funarte.gov.br/colecoes/. Acesso em: 10 mar. 2021.

GILLILAND, A. J. Setting the Stage. In: BACA, M. Introduction to metadata. 3. ed. Los Angeles: Getty Research Institute, 2016.

HEERY, R.; ANDERSON, S. Digital repositories review. Bath: Joint Information Committee. University of Bath, 2005. Disponível em: https://purehost.bath.ac.uk/ws/portalfiles/portal/498122/digital-repositoriesreview-2005.pdf. Acesso em: 10 mar. 2021.

HUNTER, Jane. Collaborative semantic tagging and annotation systems. Annual review of information science and technology, v. 43, n. 1, p. 1-84, 2009. Disponível em: https://asistdl.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/aris.2009.1440430111. Acesso em: 10 mar. 2021.

INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Ibict apresenta Omeka na Casa de Rui Barbosa, 23 ago. 2019. Disponível em: http://www.ibict.br/sala-de-imprensa/noticias/item/607-ibict-apresentaomeka-na-casa-de-rui-barbosa. Acesso em: 10 mar. 2021.

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISA DA AMAZÔNIA. Acervo digital da biblioteca do INPA. Disponível em: https://omeka.inpa.gov.br/. Acesso em: 10 mar. 2021.

JOUDREY, D. N.; TAYLOR, A. G.; MILLER, D. P. Introduction to cataloging and classification. Eleventh Edition. ABC-CLIO, 2015.

KUMAR, V. V.; MAJEED, K.C.A. The use of WordPress plugins on library websites: a case study. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON“ENHANCEMENT OF TECHNOLOGY AND INNOVATIONS IN CONTEMPORARY LIBRARIES, 2019, Karaikudy. Proceedings […]. Karaikudy: ICETICL, 2019. p. 154-157. Disponível em: http://hdl.handle.net/10760/38944. Acesso em: 10 mar. 2021.

LEMOS, D.L. S.; SOUZA, R. R. Organização de Recursos Bibliográficos e Multimídia na Web: Contribuições Interdisciplinares. Informação & Informação, v.23, n.2, p.98-126, maio/ago. 2018. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/34500. Acesso em: 10 mar. 2021.

LEMOS, D.L. S.; SOUZA, R. R. Representação de recursos multimídia na web: uso e reuso de padrões de anotação. Perspectivas em Ciência da Informação, v.25, número especial, p. 202-232. 2020. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/4305. Acesso em: 10 mar. 2021.

MACHADO, L. M. O.; SOUZA, R. R.; SIMÕES, M. G. Semantic Web or Web of Data? A Diachronic Study (1999 to 2017) of the Publications of Tim BernersLee and World Wide Web Consortium. Journal of the Association for Information Science and Technology, v.70, n.7, p. 701–714, 2019. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/326415631_Semantic_Web_or_Web_of_Data_A_Diachronic_Study_1999_to_2017_of_the_Publications_of_Tim_Berners-Lee_and_the_World_Wide_Web_Consortium. Acesso em: 10 mar. 2021.

MARTINS, D. L.; SILVA, M. F.; SEGUNDO, J. E. S.; SIQUEIRA, J. Repositório digital com o software livre Tainacan: revisão da ferramenta e exemplo de implantação na área cultural com a Revista Filme Cultura. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 18., 2017, Marília. Anais […] Marília: UNESP, 2017. p. 1-21. Disponível em: http://enancib.marilia.unesp.br/index.php/XVIII_ENANCIB/ENANCIB/paper/viewFile/472/838. Acesso em: 10 mar. 2021.

MARTINS, D. L.; SILVA, M. F. Critérios de avaliação para sistemas de bibliotecas digitais: uma proposta de novas dimensões analíticas. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 8, n. 1, p. 100-121, 2017. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/125678. Acesso em: 10 mar. 2021.

MARTINS, D. L.; SILVA, M. F.; SIQUEIRA, J. Comparação entre sistemas para criação de acervos digitais: análise dos softwares livres DSpace, EPrints, Fedora, Greenstone e Islandora a partir de novas dimensões analíticas. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 9, n. 1, p. 52-71, 2018. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/134333. Acesso em: 10 mar. 2021.

MOREIRO GONZÁLEZ, J. A. Linguagens documentárias e vocabulários semânticos para a web: elementos conceituais. Salvador: EDUFBA, 2011. p.128.

MUSEU DE ARTE DE SANTA CATARINA. Acervo. Disponível em: https://aplicacoes.fcc.sc.gov.br/wpmasc/. Acesso em: 10 mar. 2021.

MUSEU DO ÍNDIO. Tainacan Museu do Índio. Disponível em: http://tainacan.museudoindio.gov.br/. Acesso em: 10 mar. 2021.

National Information Standards Organization. Understanding metadata. Bethesda: NISO Press, 2004. Disponível em: https://www.niso.org/publications/understanding-metadata. Acesso em: 10 mar. 2021.

NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E COORDENAÇÃO DO PONTO BR. Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nos equipamentos culturais brasileiros. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2019. Disponível em: https://cetic.br/media/docs/publicacoes/1/tic_cultura_2018_livro_eletronico.pdf. Acesso em: 10 mar. 2021.

OMEKA. Project. Disponível em: https://omeka.org/about/project/. Acesso em: 10 mar. 2021.

POTENZIANI M. et al. Publishing and Consuming 3D Content on the Web, A Survey. Foundations and Trends® in Computer Graphics and Vision, v. 10, n.4, p. 244-333. 2018. Disponível em: http://vcg.isti.cnr.it/Publications/2018/PCDS18. Acesso em: 10 mar. 2021.

SANCHEZ, F. A.; VIDOTTI, S. A. B. G.; VECHIATO, F. L. A contribuição da curadoria digital em repositórios digitais. Revista Informação na Sociedade Contemporânea, v. 1, p. 1-17, 11 jun. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/12280. Acesso em: 10 mar. 2021.

SEMPLE, N. Digital repositories. 16 July 2015. Disponível em: https://www.dcc.ac.uk/sites/default/files/documents/resource/briefingpapers/digital-repositories.pdf. Acesso em: 10 mar. 2021.

SHINTAKU, M.; GOMES, R. F.; BRITO, R. F.; BRITO, R. F.; RODRIGUES, L.; PEREIRA, V. C.; RODRIGUES, L.; PEREIRA, V. C.; OLIVEIRA, K. S. Guia do usuário do Omeka. Brasília: Ibict, 2018.

TAINACAN. Uma plataforma de repositório flexível e potente para WordPress. Disponível em: https://tainacan.org/. Acesso em: 10 mar. 2021.

TAYLOR, A. G. The organization of the information. 2 ed. Westport: Libraries Unlimited, 2004. p. 417.

VECHIATO, F.; MARQUES, C. A. G.; KOSHIYAMA, D. C. A. G.; MOURA, E. A.; TORINO, E.; MAIA, M. A. Q.; MARQUES, T. M. S.M. Repositórios digitais: teoria e prática. Curitiba: EDUTFPR, 2017.

XIE, I.; MATUSIAK, K. K. Discover digital libraries: theory and practice. New York: Elsevier, 2015. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/book/9780124171121/discover-digital-libraries. Acesso em: 10 mar. 2021.

ZENG, M. L. Interoperability. Knowledge Organization, v.46, n. 2, p. 122-146, 2019. Disponível em: https://www.isko.org/cyclo/interoperability. Acesso em: 10 mar. 2021.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2021v26n2p569

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional