Museu histórico de Itajaí: lugar de educação e memória

Carlos Eduardo Ignácio, Julíbio David Ardigo, Tânia Regina da Rocha Unglaub

Resumo


Objetivo: o estudo pesquisou o público que vivenciou este lugar de educação e memória, nos últimos três anos, por meio da coleta de dados do livro de visitantes como fonte de pesquisa e reportagens disponibilizadas no site oficial da prefeitura de Itajaí. Metodologia: o estudo guiou-se pelos pressupostos da abordagem qualiquantitativa cunhada por Creswell e Clark (2013), para pesquisar o público que vivenciou este lugar de educação e memória. Consideramos a fundamentação teórica de D’Ávila (2018) e Konder (2012) para compreender a história de Itajaí; Le Goff (2013) e Nora (1993) ancoram as reflexões de história e memória; Carvalho (2016) que aborda a temática do museu como referencial na formação cultural da sociedade. Resultado: o livro de visitas do museu contém o registro de mais de cinquenta mil pessoas que visitaram o museu entre os anos de 2017 a 2019. Muitos dos visitantes registraram, no livro de visitas, suas memórias vividas naquele lugar. Conclusão: o estudo realça um recorte da realidade da população que visita museus e de escolas que acreditam neste lugar como propulsor de sentidos, um arcabouço de histórias, memórias e informações.


Palavras-chave


Patrimônio Cultural; Ações Educativas; Memória; Informação; Museu Histórico de Itajaí

Texto completo:

PDF

Referências


BARBETTA, P. A. Estatística aplicada às ciências sociais. 7. ed. Florianópolis: UFSC, 2011.

BARROS, J. D’A. Memória e história: entre o tempo e o espaço. In: ALVES, Gracilda; HOFFMANN, Raquel (orgs.). Memória: questões historiográficas e metodológicas. Rio de Janeiro: Autografia, 2019. p. 258-308.

BÉDARIDA, F. Tempo presente e presença da história. In: FERREIRA, Marieta de Moraes.; AMADO, Janaína (orgs.). Usos & abusos da história oral. 8. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006. p. 222-232.

BRASIL. Ministério de Educação. Secretaria de Ensino Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: história e geografia. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CARVALHO, C. Quando a escola vai ao museu. Campinas: Papirus, 2016.

CRESWELL, J. W.; CLARK, V. L. Plano. Pesquisa de métodos mistos. 2. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

D’ÁVILA, E. Pequena história de Itajaí. 2. ed. Florianópolis: IHGSC, 2018.

DEÓLLA, L. Itajaí imagens & memória. 2. ed. Blumenau: Nova Letra, 2016.

DUARTE JÚNIOR, J. F. O sentido dos sentidos: a educação (do) sensível. 5. ed. Curitiba: Criar, 2010.

GONÇALVES, J. Pierre Nora e o tempo presente: entre a memória e o patrimônio cultural. Históriae, Rio Grande, v. 3, n. 3, p. 27-45, jul. 2012. Disponível em: https://periodicos.furg.br/hist/article/view/3260. Acesso em: 15 set. 2019.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2006.

JEUDY, H. Espelho das cidades. Rio de Janeiro: Casa das Palavras, 2005.

JORNAL DO POVO. Itajaí, 05 de fevereiro de 1977. p. 5.

ITAJAÍ. Lei nº 1515, de 01 de dezembro de 1976. Institui a Fundação Genésio Miranda Lins e dá outras providências. Itajaí: Câmara Municipal, [2007]. Disponível em https://leismunicipais.com.br/a2/sc/i/itajai/lei- ordinaria/1976/152/1515/lei-ordinaria-n-1515-1976-institui-a-fundacao-genesio- miranda-lins-e-da-outras-providencias. Acesso em: 20 out. 2019.

ITAJAÍ. Lei nº 451, de 15 de agosto de 1962. Denomina Palácio Prefeito Marcos Konder o prédio onde funciona a Prefeitura, Câmara Municipal e suas repartições. Itajaí: Câmara Municipal, [1962]. Disponível em: https://leismunicipais.com.br/a2/sc/i/itajai/lei-ordinaria/1962/46/451/lei-ordinaria- n-451-1962-denomina-palacio-prefeito-marcos-konder-o-predio-onde-funciona- a-prefeitura-camara-municipal-e-suas-reparticoes?q=451. Acesso em: 30 set. 2019.

ITAJAÍ. Decreto nº 5758, de 17 de dezembro de 1998. Homologa Tombamento do Palácio Marcos Konder. Itajaí: Câmara Municipal, [1998]. Disponível em: https://leismunicipais.com.br/a2/sc/i/itajai/decreto/1998/576/5758/decreto-n-5758-1998-homologa-tombamento-do-palacio-marcos-konder?q=5758. Acesso em: 20 set. 2019.

KONDER, M. A pequena pátria. Navegantes: Papa Terra, 2012. Edição comemorativa.

LE GOFF, J. História & memória. 7. ed. rev. Campinas: Unicamp, 2013.

MACHADO, A. B. de S. F. de A. (org.). Identificação do acervo cultural: Cidade de Itajaí. Itajaí: Fundação Cultural de Itajaí. Depto de Patrimônio Histórico e Cultural. [s. n.], 2001.

MENDONÇA, R. S. de; PINHO, F. A. Memória institucional por meio da organização documental de fotografias. Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 7, n. 1, p. 90-110, mar./ago. 2016.

Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/90094/111650. Acesso em: 22 out. 2019.

NORA, P. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo, n.10, p. 7-28, dez. 1993. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/viewFile/12101/8763. Acesso em: 17 set. 2019.

OLIVEIRA, L. L. Cultura é patrimônio: um guia. Rio de janeiro: FGV, 2008.

OLIVEIRA, D. L. de. Itajaí do curato à globalização, [s.l.: s. n.], 2011.

PESAVENTO, S. J. História & história cultural. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

PESAVENTO, S. J. Muito além do espaço: por uma história cultural do urbano. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 8, n. 16, p. 279-290, jul./dez. 1995. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/issue/view/282. Acesso em: 15 set. 2019.

POLLAK, M. Memória e identidade social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, jul./dez. 1992. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/1941/1080. Acesso em: 20 set. 2019.

PREFEITURA DE ITAJAÍ. Notícias. Mais de oito mil pessoas visitaram o Museu Histórico de Itajaí no primeiro semestre deste ano, 2018. Itajái: Câmara Municipal, [2018]. Disponível em: https://itajai.sc.gov.br/noticia/20957/mais-de-oito-mil-pessoas-visitaram-o- museu-historico-de-itajai-no-primeiro-semestre-deste-ano#.XZo_bUZKjIU. Acesso em: 30 set. 2019.

PREFEITURA DE ITAJAÍ. Notícias. Mais de 17 mil pessoas visitaram o Museu Histórico de Itajaí em 2018, 2019. Itajaí: Câmara Municipal, [2019]. Disponível em: https://itajai.sc.gov.br/noticia/22393/mais-de-17-mil-pessoas-visitaram-o-museu-historico-de-itajai-em-2018#.XZo-dkZKjIU. Acesso em: 30 set. 2019.

PREFEITURA DE ITAJAÍ. Notícias. Museu Histórico registra crescimento nas visitações em 2019: Mais de oito mil pessoas passaram pelo espaço público nos primeiros seis meses do ano, 2019. Itajaí: Câmara Municipal, [2019]. Disponível em: https://itajai.sc.gov.br/noticia/23398/museu-historico- registra-crescimento-nas-visitacoes-em-2019#.XZo_LUZKjIU. Acesso: 30 set. 2019.

RAMOS, F. R. L. A danação do objeto: o museu no ensino de história. Chapeco: Argos, 2004.

ROTHBARTH, M. D. da S. Itajaí em crônicas. Blumenau: Nova Letra, 2010.

SANTA CATARINA. Decreto nº 3460, de 23 de novembro de 2001. Homologa Tombamentos de Imóveis. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, [2001]. Disponível em: http://www.leisestaduais.com.br/sc/decreto-n-3460-2001-santa-catarina- homologa-tombamento-de-imoveis. Acesso em: 30 set. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2021v26n2p180

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional