Acesso aos serviços e produtos da biblioteca em tempos de pandemia da COVID-19: possibilidades de uso do Facebook

Bruna Lessa

Resumo


Objetivo: Este artigo pretende apresentar recursos do site de rede social Facebook que podem ser utilizados por bibliotecas para a disponibilização de seus serviços, sobretudo, no contexto pandêmico.  Metodologia: Por meio da revisão de literatura sistemática sobre o tema em questão a partir da recuperação de artigos na Base de Dados em Ciência da Informação, bem como da adoção da técnica da observação direta dos recursos disponíveis no Facebook, buscou-se relacioná-los ao uso das ações desempenhadas pelas bibliotecas. Resultados: O Facebook é o site de rede social mais utilizado no mundo. Possui vários recursos que o caracterizam como espaço virtual de interação, possibilitando o diálogo e facilitando a realização de atividades de informação por bibliotecas. Conclusões: O uso do Facebook pode ampliar a interlocução entre bibliotecas e usuários no contexto da Covid-19. Importante considerar a necessidade de atualização constante das competências em informação e comunicação dos profissionais atuantes em bibliotecas a fim de expandir com maior qualidade a disponibilização dos seus produtos e serviços, criando espaços de estímulo ao diálogo com e entre seus usuários.


Palavras-chave


Serviços – Bibliotecas; Facebook; Covid-19

Texto completo:

PDF

Referências


ACCART, Jean-Philippe. Serviço de referência: do presencial ao virtual. Tradução de Antônio Briquet de Lemos. Brasília: Briquet de Lemos, 2012.

BOYD, Danah M.; ELLISON, Nicole B. Social Network Sites: definition, history, and scholarship. Journal of Computer-Mediated Communication. v. 13, n. 1 , 2008, p. 210–230. Disponível em: http://jcmc.indiana.edu/vol13/issue1/boyd.ellison.html. Acesso em: 2 abr. 2020.

BRASIL. Governo do Brasil. Parceria entre governo brasileiro e Facebook vai ampliar inclusão digital no País. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/governo/2015/04/dilma-e-zuckerberg-conversam-sobre-inclusao-digital-e-conectividade-no-panama. Acesso em: 30 mar. 2020.

CASTELLS, Manuel. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

DEBRAY, Régis. Transmitir: o segredo e a força das ideias. Tradução de Guilherme João de Freitas Teixeira. Petrópolis: Vozes, 2000.

GARCIA GIMÉNEZ, Daniel. Redes sociales: posibilidades de Facebook para las bibliotecas públicas. BiD: textos universitaris de biblioteconomia i documentació, Barcelona, n. 24., [não paginado], jun. 2010. Disponível em: http://www.ub.edu/bid/24/garcia2.htm. Acesso em: 10 mar. 2020.

GCI.br. IX.br reaches mark of 10 Tb/s of peak Internet traffic. Disponível em: https://www.cgi.br/noticia/releases/ix-br-reaches-mark-of-10-tb-s-of-peak-internet-traffic/. Acesso em: 5 abr.2020.

GONZÁLEZ DE GOMEZ, Maria Nélida. A representação do conhecimento e o conhecimento da representação: algumas questões epistemológicas. Ci. Inf., Brasília, v. 22, n. 3, p. 217-222, set./dez. 1993. Disponível em: http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/view/1128. Acesso em: 10 abr. 2020.

IFLA. COVID-19 e o Setor Global de Bibliotecas. Disponível em: https://www.ifla.org/ES/node/92983#reasignacion. Acesso em: 20 mar.2020.

MANESS, J. M. Teoria da biblioteca 2.0: web 2.0 e suas implicações para as bibliotecas. Informação e Sociedade, João Pessoa, v. 17, n. 1, p. 43-51, jan./abr. 2007. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/.../1464. Acesso em: 30 mar. 2020.

MARGAIX ARNAL, D. Conceptos de web 2.0 y biblioteca 2.0: origen, deficiones y retos para las bibliotecas actuales. El profesional de la información, Barcelona, v. 16, n. 2, p. 95-106, mar./abr. 2007. Disponível em: http://eprints.rclis.org/9521/1/kx5j65q110j51203.pdf . Acesso em: 4 mar. 2021.

NOVELLI, V. A. M.; HOFFMANN, W. A. M.; GRACIOSO, Luciana de Souza. Ferramentas colaborativas para mediação de fontes de informação: avaliação sobre seus usos em bibliotecas universitárias nacionais e internacionais. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 17., Gramado, 2012. Anais[...]... Rio Grande do Sul: UFRGS, 2012. Disponível em: http://www.snbu2012.com.br/anais/pdf/4REW.pdf. Acesso em: 25 abr. 2020.

O’REILLY, Tim. What is Web 2.0?: design patterns and business models for the next generation of software, 2005. Disponível em: http://www.oreillynet.com/pub/a/oreilly/tim/news/2005/09/30/what-is-web-20.html. Acesso em: 3 mar. 2020.

PERROTTI, Edmir; PIERUCCINI, Ivete. Infoeducação: saberes e fazeres da contemporaneidade. São Paulo: Infoeducação USP, 2008. Disponível em: http://infoeducacaousp.blogspot.com.br/. Acesso em: 22 mar. 2020.

ROSA, G. A. M. e; SANTOS, B. R. dos. Facebook e as nossas identidades virtuais: a negociação de identidades nas redes sociais, o medo de se expor e a subjetividade do homem contemporâneo. Brasília: Thesaurus, 2013.

WE ARE SOCIAL. Digital in 2020. Disponível em: https://wearesocial.com/digital-2020. Acesso em: 12 mai. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2021v26n2p333

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional