Análise da representação da informação na Web of Science: um estudo a partir do domínio de nutrição

Elisângela Vilela dos Santos, Fábio Mascarenhas Silva

Resumo


Introdução: A motivação do estudo é entender se as palavras-chave e as keywords plus dos artigos da área de Nutrição, indexados na Web of Science, recebem tratamento temático adequado que favoreça a Visualização da Informação.
Objetivo:  avaliar a qualidade da representação da informação na Base de dados Web of Science (WoS) por meio da análise dos campos palavras-chave de autor e keywords plus dos artigos da área de Nutrição em Saúde Pública, buscando observar o uso desses termos no contexto da visualização da informação.
Metodologia: Trata-se de um estudo exploratório, que busca compreender a dinâmica da representação da informação do domínio de Nutrição na base de dados WoS. O corpus é composto por um conjunto de vinte artigos com alto índice de citação, publicados no período de 2006 a 2016. A análise se deu em duas etapas: na primeira, aplicou os critérios de avaliação da indexação ao conjunto de termos da referida base e, na segunda, utilizou como parâmetro o vocabulário DeCS (Descritores de Ciências da Saúde) para encontrar pontos de intersecção entre esse vocabulário e a representação da informação na WoS. Tal análise teve como ponto central a garantia literária.
Resultados:  tanto as palavras-chave de autor quanto as keywords plus do corpus analisado conseguiram atender a critérios de indexação, todavia foram observados aspectos da representação temática que comprometem a visualização da informação.
Conclusões: Quanto à garantia literária, o resultado mostrou que não existe uma linguagem comum entre o DeCS e os termos da WoS.

Palavras-chave


Representação da informação; Visualização da informação; Indexação de assuntos; Nutrição em Saúde pública; Web of Science

Texto completo:

PDF

Referências


ABRIL, G. Prólogo. In: GARCÍA GUTIÉRREZ, A. Otra memoria es posible: estrategias descolonizadoras del archivo mundial. Buenos Aires: La Crujía, 2004.

AGUILAR, A. G.; PINTO, A.; SEMELER, A.; SOARES, A. P. Visualização de dados, informação e conhecimento. Florianópolis: Ed. UFSC, 2017.

ALVARENGA, L. Representação do conhecimento na perspectiva da ciência da informação em tempo e espaço digitais. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florinópolis, n. 15, 2003. Disponível em:https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2003v8n15p18/5233. Acesso em: 30 set. 2016.

ALVARENGA, L. Organização da informação nas bibliotecas digitais. In: NAVES, M. M. L.; KURAMOTO, H. Organização da informação: princípios e tendências. Brasília: Briquet de Lemos, 2006.

ANDALIA, R. C.; CHAPMAN, M. C. S. Elementos sobre indización y búsqueda de la información por medio de vocabularios controlados en bases de datos biomédicas. Revista Cubana de ACIMED, La Habana, v. 22, n. 2, p. 142-154, 2011. Disponível em: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1024-94352011000200005. Acesso em: 30 set. 2016.

ANIZIO, J. L. A.; NASCIMENTO, G. F. C. L. Avaliação do processo de indexação na biblioteca da assessoria jurídica do banco do brasil. Biblionline, número especializado, 2012. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/100286. Acesso em: 18 set. 2017.

ARAUJO JUNIOR, R. H. Precisão no processo de busca e recuperação da informação. Brasília: Thesaurus, 2007.

BRASCHER, M.; CAFÉ, L. Organização da informação ou organização do conhecimento? In: ENCONTRO NACIONAL EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 9., 2008, São Paulo, Anais [...]. São Paulo: ANCIB, 2008. Disponível em: http://repositorios.questoesemrede.uff.br/repositorios/handle/123456789/809.

BORGES, G. S. B.; LIMA, G. A. Desenvolvimento de software de indexação automática: breve avaliação dos principais critérios. Informação & Tecnologia, Marília/João Pessoa, v. 2, n. 2, p. 49-70, jul./dec., 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/itec/article/view/33926. Acesso em: 15 nov. 2017.

BUFREM, L. S.; FREITAS, J. L. Interdomínios na literatura periódica científica da ciência da informação. DataGramaZero, [S.l.], v. 16, n. 6, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/8295. Acesso em: 30 set. 2016.

CHAUMIER, J. Indexação: conceito, etapas e instrumentos. Trad. José Augusto Chaves Guimarães. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 21, n. 1/2, p. 63-79, jan./jun. 1988. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/article/download/19202.

CHEN, C. Information visualization: beyond the horizon. [S.I.]: Springer, 2006.

DAHLBERG, I. Teoria do Conceito. Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 7, n. 2, p. 102 – 107, 1978. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/115/115. Acesso: 24 ago. 2017.

DeCS. Descritores em Ciências da Saúde, 2017. Disponível em: http://decs.bvsalud.org. Acesso em 22 de abr. 2017.

DIAS, C. L. C. O. A análise de domínio, as comunidades discursivas, a garantia de literatura e outras garantias. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 25, n. 2, p. 7-17, 2015. Disponível em: http://www.brapci.inf.br/v/a/18418. Acesso em: 30 set. 2017.

DIAS, E. W.; NAVES, M. L. Análise de assunto: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2007.

FUJITA, M. S. L.; GIL-LEIVA, I. Avaliação da indexação por meio da recuperação da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 41, n. 1, p. 50-66, jan./abr. 2014. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1418.

GIL-LEIVA, I. Manual de indización: Teoría y práctica. Gijón: Trea, 2008.

HJORLAND, B. Concept theory. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 60, n. 8, p. 1519–1536, 2009. DOI: https://doi.org/10.1002/asi.21082.

LANCASTER, F. W. Indexação e resumos: teoria e prática. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 1993.

LAPA, R. C. Indexação automática no Brasil no âmbito da Ciência da Informação (1973-2012). 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2014.

MIGUÉS, A.; NEVES, B. Uma abordagem à linguagem de indexação dos artigos científicos depositados no repositório científico da Universidade de Coimbra. PontodeAcesso. Salvador, v. 7, n. 1, p. 116-131, abr. 2013. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/8045/5810. Acesso em: 20 abr. 2017.

PACKER, A. L. Os periódicos brasileiros e a comunicação da pesquisa nacional. Revista USP, [S. l.], n. 89, p. 26-61, 2011. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/13868. Acesso em: 20 nov. 2016.

SLYPE, G. Los lenguages de indización: concepción, construcción y utalización en los sistemas documentales. Madrid: Fundación German Sánchez Ruipérez, 1991. (Biblioteca del livro).

STRHEL, L. Avaliação da consistência da indexação realizada em uma biblioteca universitária de artes. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 3, p. 329-35, set./dez. 1998. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/787/816> Acesso em: 20 nov. 2016.

SVENONIUS, E. The intellectual foundations of information organization. Cambridge: The MIT Press, 2000. p. 255.

TAYLOR, A. G. The organization of information. 2. ed. London: Westport Connecticut, 2004.

VIEIRA, J. M. L. A contribuição da organização e da visualização da informação para os sistemas de recuperação de informação. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2014.

VIEIRA, J. M. L.; CORRÊA, R. F. Visualização da Informação na construção de interfaces amigáveis para Sistemas de Recuperação de Informação. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, v. 16, n. 32, p. 73-93, jul./dez. 2011. DOI: 10.5007/15182924.2011v16n32p73

ZENG, M. L. Knowledge organization systems (KOS). Knowledge Organization: international journal devoted to concept theory, classification, indexing, and knowledge representation, Frankfurt, v. 35, n. 2-3, p. 160-182, 2008. Disponível em: https://www.nomos-elibrary.de/10.5771/0943-7444-2008-2-3-160/knowledge-organization-systems-kos-jahrgang-35-2008-heft-2-3. Acesso em: 10 de maio de 2017.

ZHANG, J.; YU, Q.; ZHENG, F.; LONG, C.; LU, Z.; DUAN, Z. Comparing keywords plus of WOS and author keywords: A case study of patient adherence research. Journal of the Association for Information Science and Technology, [S.l.], v. 67, n. 4, p. 967–972, 2016. DOI: https://doi.org/10.1002/asi.23437. Acesso em: 15 abr. de 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n4p477

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional