Fontes de informação especializadas em marcas: um olhar biblioteconômico

Mylena Cristhina Araujo de Oliveira, Nysia Oliveira de Sá, Evanildo Vieira dos Santos

Resumo


Introdução: A disponibilização e a organização da informação na base de dados de marcas do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) são singulares, se comparadas às fontes de informação tradicionalmente conhecidas, no esquema de metadados Dublin Core (DC). Objetivo: Analisar se a estrutura de armazenamento de dados das fontes de informação específicas de marcas do INPI possibilita, de forma eficiente e eficaz, o acesso e a recuperação da informação, tais como recomendados pelo esquema de metadados DC. Metodologia: Adota-se abordagem qualitativa, tendo como técnica análise comparativa dos elementos do padrão Dublin Core com os campos e subcampos do Sistema de Marcas do INPI. Resultados: As descrições de dados especializados em marcas não se adequam aos padrões recomendados para a descrição de objetos digitais. Conclusão: É exequível a adequação do Sistema de Marcas ao esquema de metadados Dublin Core, desde que, previamente, sejam realizados estudos para identificar as necessidades informacionais dos usuários e treinar bibliotecários em Propriedade Industrial, possibilitando criar condições para facilitar o acesso, a busca e a recuperação da informação.   


Palavras-chave


Marcas. Propriedade Industrial. Fonte de Informação. Dublin Core. Metadados

Texto completo:

PDF

Referências


ALBRECHT, Rogéria F.; OHIRA, Maria Lourdes B. Base de dados: metodologia para seleção e coleta de documentos. ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 5, n. 5, p. 131-144, 2000. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/347/411. Acesso em: 18 mar. 2019.

BARBOSA, Denis B. Uma introdução à propriedade intelectual. 2. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2003. Disponível em: http://www.denisbarbosa.addr.com/arquivos/livros/umaintro2.pdf. Acesso em: 09 mar. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial, Brasília, DF, 15 maio. 1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9279.htm. Acesso em: 01 nov. 2019.

CAMPELLO, Bernadete S.; CENDÓN, Beatriz V.; KREMER, Jeanette M. Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: UFMG, 2000. Disponível em: https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=GbPc-E5WQHAC&oi=fnd&pg=PA21&dq=usu%C3%A1rios+de+fontes+de+informa%C3%A7%C3%A3o&ots=oyttcRiCkX&sig=WSyFMylZMmI32ac8c1S4LGxyIWE#v=onepage&q=usu%C3%A1rios%20de%20fontes%20de%20informa%C3%A7%C3%A3o&f=false. Acesso em: 06 mar. 2019.

CUNHA, Murilo B. da. Metodologias para estudo dos usuários de informação científica e tecnológica. Revista de Biblioteconomia de Brasília, Brasília, DF, v. 10, n. 2, p. 5-19, 1982. Disponível em: https://s3.amazonaws.com/academia.edu.documents/30984118/CUNHA_1982.pdf?response-content-disposition=inline%3B%20filename%3DMetodologias_para_estudo_dos_usuarios_de.pdf&X-Amz-Algorithm=AWS4-HMAC-SHA256&X-Amz-Credential=AKIAIWOWYYGZ2Y53UL3A%2F20191110%2Fus-east-1%2Fs3%2Faws4_request&X-Amz-Date=20191110T153115Z&X-Amz-Expires=3600&X-Amz-SignedHeaders=host&X-Amz-Signature=b04d2baba42eefc9697eae1a7a31392322c61b2ada697eae8bc1b5e75c45322a. Acesso em: 10 nov. 2019.

CUNHA, Murilo B. da. Para saber mais: fontes de informação em ciência e tecnologia. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2001. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/15121/3/LIVRO_ParaSaberMais.pdf. Acesso em: 07 mar. 2019.

DCMI. Dublin core metadata elemento set. Disponível em: http://www.dublincore.org/specifications/dublin-core/dces/. Acesso em: 22 maio 2019.

GARCIA, Joana Coeli R.; CHACON, Francisca Justino F. O ensino da Classificação Internacional de Patentes (CPI) nos cursos de Biblioteconomia brasileiros. Informação e Informação, Londrina, v.13, n.2, p. 15-33, jul./dez. 2008. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1809/1685. Acesso em: 10 nov. 2019.

GILLILAND, A. J. Setting the Stage. In: BACA, Murtha (Ed.). Introduction to Metadata. 3. ed. Los Angeles: Getty Research Institute, 2016. Cap. 5. p. 8-25. Disponível em: http://www.getty.edu/publications/intrometadata/setting-the-stage/. Acesso em: 22 maio 2019.

GRACIO, José Carlos A. Metadados para a descrição de recursos da Internet: o padrão Dublin Core, aplicações e a questão da interoperabilidade. 2002. 127 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2002. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/gracio_jca_dr_mar.pdf. Acesso em: 22 maio 2019.

INPI. Classificação de produtos e serviços. Disponível em: http://www.inpi.gov.br/menu-servicos/marcas/classificacao. Acesso em: 07 jan. 2020.

INPI. Introdução à Propriedade Intelectual. In: Curso geral da Propriedade Intelectual. Rio de Janeiro: INPI, 2016. cap. 2, p 1-14.

INPI. Marcas. In: Curso geral de Propriedade Intelectual. Rio de Janeiro: INPI, 2016. cap. 4, p. 1-22.

INPI. Galera Record. Disponível em: https://gru.inpi.gov.br/pePI/servlet/MarcasServletController?Action=detail&CodPedido=2893600. Acesso em: 16 nov. 2019.

INPI. Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Disponível em: http://www.inpi.gov.br/sobre/estrutura. Acesso em: 10 nov. 2019.

INPI. Manual de marcas. Disponível em: http://manualdemarcas.inpi.gov.br/projects/manual/wiki/02_O_que_%C3%A9_marca#24-Princ%C3%ADpios-legais. Acesso em: 02 mar. 2019.

INPI. Rocco. Disponível em: https://gru.inpi.gov.br/pePI/servlet/MarcasServletController?Action=detail&CodPedido=1117918. Acesso em: 16 nov.2019.

LIESEN, Maurício. Communicatio: communio: koinonia. Questões Transversais: revista de epistemologias da comunicação, São Leopoldo, v. 2, n. 4, p. 89-97, jul./dez. 2014. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/questoes/article/view/9624. Acesso em: 19 jun. 2019.

MORIGI, Valdir J; BONOTTO, Marta E. K. Kling. A narrativa musical, memória e fonte de informação afetiva. Em Questão, Porto Alegre, v. 10, n.1, p.143-161, jan./jun. 2004. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/88/47. Acesso em: 06 mar. 2019.

NAÇÕES UNIDAS BRASIL. Organização Mundial da Propriedade Intelectual. Disponível em: https://nacoesunidas.org/agencia/ompi/. Acesso em: 09 mar. 2019.

PINHO, J. B. O poder das marcas. 3.ed. São Paulo: Summus Editorial, 1996. Disponível em: https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=xg5xXtXBrBsC&oi=fnd&pg=PA11&dq=o+registro+das+marcas&ots=kplw4a5Z5S&sig=Tc8yxEV_luFAzFOVIP4M_Y5w_sM#v=onepage&q=o%20registro%20das%20marcas&f=false. Acesso em: 07 mar. 2019.

REITZ, Joan M. ODLIS: Online Dictionary of Library and Information Science. Danbury: CSU, 2001. Disponível em: http://vlado.fmf.uni-lj.si/pub/networks/data/dic/odlis/odlis.pdf. Acesso em: 06 mar. 2019.

SOUZA, Marcia Izabel F.; VENDRUSCULO, Laurimar G.; MELO, Geane Cristina. Metadados para a descrição de recursos de informação eletrônica: utilização do padrão Dublin Core. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 29, n. 1, p. 93-102, 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-19652000000100010&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 20 jun. 2019.

TORQUATO, Gaudêncio. Cultura, poder, comunicação e imagem: fundamentos da nova empresa. 1. ed. São Paulo: Pioneira, 1991.

VALLEGROS, Paula L. Valor da marca: como agregar valor à marca na indústria farmacêutica, Rio de Janeiro/RJ. 2011. 39 f. dissertação (Pós-graduação em Especialização de Gestão Estratégica de Vendas e Negociação) – Faculdade de Gestão Estratégica de Vendas, Universidade Cândido Mendes, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: http://www.avm.edu.br/docpdf/monografias_publicadas/B002138.pdf. Acesso em: 04 abr. 2019.

VÁSQUEZ, Ruth P. Identidade de marca, gestão e comunicação. Organicom, São Paulo, ano 4, n. 7, p. 201-211, segundo semestre de 2007. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/138952. Acesso em: 03 mar. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2021v26n1p391

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional