A experiência da pesquisa para a iniciação científica

Clarissa Menna Barreto, João Pedro Quaresma, Juliana Tonin

Resumo


Introdução: O presente artigo apresenta um panorama geral da Iniciação Científica (IC) e Iniciação Científica Júnior (ICJ) no Brasil e da sua contribuição tanto para o bolsista quanto para a sociedade do país. Ademais, contém reflexões, baseadas na experiência dos autores, acerca da trajetória percorrida pelo estudante que decide participar do programa de IC ou ICJ. Objetivo: Promover conhecimento e reflexão sobre a participação da Iniciação Científica na estruturação e evolução das pesquisas científicas, além do próprio aprimoramento das faculdades críticas e do discernimento científico dos estudantes bolsistas. Metodologia: A reflexão proposta foi realizada a partir de um relato de experiência da atuação de Clarissa Menna Barreto, bolsista de Iniciação Científica, e João Pedro Quaresma, bolsista de Iniciação Científica Júnior, na pesquisa Comunicação e Infância, sob coordenação da pesquisadora Profª. Drª. Juliana Tonin. Resultados: A experiência da Iniciação Científica, por oferecer ao estudante a oportunidade de realizar um primeiro contato com o universo da pesquisa e da pós-graduação e de protagonizar o fazer-ciência, possibilita ao bolsista o desenvolvimento de um perfil crítico-investigativo próprio de um pesquisador e, por extensão, fomenta o interesse e a preocupação pela educação e pela ciência no país. Conclusão: A Iniciação Científica representa tanto uma experiência valiosa em âmbito pessoal quanto um elemento importante para a sociedade como um todo, ao auxiliar na construção de um país mais comprometido com a ciência e a educação.


Descritores: Iniciação Científica. Experiência. Pesquisa.


Palavras-chave


Iniciação Científica. Experiência. Pesquisa.

Texto completo:

PDF

Referências


BAZIN, Maurice Jacques. O que é a iniciação científica. Revista de Ensino de Física, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 81-88, jun. 1983.

CABRERO, Rodrigo de Castro. Formação de pesquisadores na UFSCar e na área de Educação Especial: impacto do programa de iniciação científica do CNPq. 2007. 276 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2007.

CNPQ suspende 4.500 bolsas por falta de orçamento. O Globo, Rio de Janeiro, 15 de ago. 2019. Disponível em: https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/cnpq-suspende-4500-bolsas-por-falta-de-orcamento-23880009. Acesso em: 11 jan. 2020.

MASSI, Luciana; QUEIROZ, Salete Linhares. Estudos sobre iniciação científica no Brasil: uma revisão. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 139, p. 173-197, abr. 2010. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742010000100009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742010000100009&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 06 jan. 2020.

MASSI, Luciana; QUEIROZ, Salete Linhares. Iniciação científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. São Paulo: Ed. da Unesp digital, 2015. Disponível em: http://books.scielo.org/id/s3ny4. Acesso em: 11 jan. 2020.

PUCRS. 20º SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Porto Alegre, 2019. Disponível em: http://www.pucrs.br/eventos/inst/salaoic/. Acesso em: 21 jan. 2020.

OLIVEIRA, Adriano de; BIANCHETTI, Lucídio. Iniciação Científica Júnior: desafios à materialização de um círculo virtuoso. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 26, n. 98, p. 133-162, 2018. DOI:

http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362018002600952. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40362018000100133

Acesso em: 10 jan. 2020.

ORTEGA, Anna. Vivência sobre Iniciação Científica Júnior: Depoimento. [Entrevista cedida pessoalmente a] Clarissa Menna Barreto. Porto Alegre, jan. 2020.

SANTOS, Silvia Alves dos. Mudanças na graduação na universidade pública: a nova prática da iniciação científica. 2013. 126 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2021v26n1p703

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional