Análise de conteúdo da produção científica da Organização do Conhecimento em sua dimensão política e social no Brasil

Luciane Paula Vital, Bianca Ferreira Hernandez, Andreia dos Santos

Resumo


Introdução: Dentre as temáticas atualmente estudadas na Organização do Conhecimento, aquelas relativas à sua dimensão política e social despertam especial interesse na comunidade científica especializada. Objetivo: Visando identificar como se caracteriza essa produção científica, este estudo objetiva analisar o enfoque das pesquisas publicadas no capítulo ISKO Brasil na dimensão política e social. Metodologia: Desenvolveu-se a partir de uma metodologia qualitativa, exploratória e indutiva. Procedeu-se à Análise de Conteúdo de Bardin como método para a coleta e análise dos dados. Resultados: Foram analisados 43 trabalhos publicados no Eixo 3 do capítulo ISKO Brasil e instituídas seis categorias de análise: Análise de Domínio e Representação em Domínio Específico, Dimensão cultural, social e política em Organização do Conhecimento, Aspectos éticos, Representação do conhecimento, Formação docente e Comportamento informacional. As duas primeiras categorias foram as que tiveram o maior número de trabalhos. As pesquisas enfocam o estudo de domínios ou os sistemas de representação já existentes e questões teóricas da Análise de Domínio. Conclusões: Observa-se uma predominância investigativa relacionada aos aspectos da representação terminológica e a criação e utilização de instrumentos que atentem quanto a manifestação da diversidade cultural. Destaca-se que o capítulo ISKO Brasil tem dado destaque à temática e propiciado que as pesquisas em torno da relação entre OC e as questões sociais, políticas e culturais sejam inseridas na área.


Palavras-chave


Organização do Conhecimento; Dimensão Política e Social; ISKO Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

DAHLBERG, I. Knowledge Organization: A New Science?. Knowledge Organization, [s. l.], v. 33, n. 1, p.11-19, 2006.

DODEBEI, V.; GUIMARÃES, J. A. C. Introdução. In: DODEDEI, V.; GUIMARÃES, J. A. C. (Orgs.). Complexidade e organização do conhecimento: desafios de nosso século. Rio de Janeiro: ISKO-Brasil; Marília : FUNDEPE, 2013. p. 13-15. (Série: Estudos Avançados em Organização do Conhecimento, v. 2)

FUJITA, M. S. L. A importância teórica e prática da indexação na fundamentação científica da organização e representação do conhecimento. In: DODEDEI, V.; GUIMARÃES, J. A. C. (Orgs.). Complexidade e organização do conhecimento: desafios de nosso século. Rio de Janeiro: ISKO-Brasil; Marília : FUNDEPE, 2013. p. 147-159. (Série: Estudos Avançados em Organização do Conhecimento, v. 2)

GOMES, H. E. Marcos históricos e teóricos da organização do conhecimento. Informação & Informação, Londrina, v. 22, n. 2, p.33-66, 2017.

GOMES et al. A Dimensão Cultural da Organização do Conhecimento: Análise das Comunidades Epistêmicas a partir dos Congressos da ISKO-Brasil. In: PINHO, F. A.; GUIMARÃES, J. A. C. (Orgs.). Memória, tecnologia e cultura na organização do conhecimento. Recife: Ed. UFPE, 2017, p. 351-360. (Série: Estudos Avançados em Organização do Conhecimento, v. 4)

GUIMARÃES, J. A. C. Organização do conhecimento: passado, presente e futuro em um contexto de diversidade cultural. In: GUIMARÃES, J. A. C.; DODEDEI, V. (Orgs.). Organização do Conhecimento e diversidade cultural. Marília (SP): FUNDEPE, 2015. p. 461-468. (Série: Estudos Avançados em Organização do Conhecimento, v. 3)

GUIMARÃES, J. A. C. Organização do conhecimento: passado, presente e futuro sob a perspectiva da ISKO. Informação & Informação, Londrina, v. 22, n. 2, p. 84-98, 2017.

GUIMARÃES, J. A. C.; DODEBEI, V. Introdução. In: GUIMARÃES, J. A. C.; DODEBEI, Vera (Orgs.). Desafios e perspectivas científicas para a organização e representação do conhecimento na atualidade. Marília: Fundepe, 2012. p. 12-20. (Série: Estudos Avançados em Organização do Conhecimento, v. 1)

GUIMARÃES, J. A. C.; et al. Análise de domínio em Ciência da Informação: uma análise da produção científica internacional. Scire, [s. l], v. 23, n. 2, p.37-43, 2017.

GUIMARÃES, J. A. C.; PINHO, F. A. Aspectos éticos em organização e representação do conhecimento (O.R.C.). In: ENANCIB, 7., 2006, Marília. Anais [...]. Marília: ENANCIB, 2006. p. 1 – 14.

HJØRLAND, B. Domain analysis in information science - Eleven approaches - traditional as well as innovative. Journal of Documentation, [s. l.], v. 58, n. 4, p. 422–462, 2002.

HJØRLAND, B. Domain Analysis. Knowledge Organization, [s. l.] v. 44, n.6, p. 436 - 464, 2017.

HJØRLAND B., ALBRECHTSEN, H. Toward a new horizon in information science: domain-analysis. Journal of the American Society for Information Science, [s. l.], v. 46, n. 6, p.400-425, 1995.

MILANI, S. O. Estudos éticos em representação do conhecimento: uma análise da questão feminina em linguagens documentais brasileiras. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Curso de Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2010.

PINHO, F. A. Aspectos éticos em representação do conhecimento: em busca do diálogo entre Antonio García Gutiérrez, Michèle Hudon e Clare Beghtol. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2006.

PINHO, F. A. Aspectos éticos em representação do conhecimento em temáticas relativas à homossexualidade masculina: uma análise da precisão em linguagens de indexação brasileiras. 2010. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2010.

SANTOS, A.; HERNANDEZ, B. F.; VITAL, L. P.. Mapeamento da produção científica da Organização do Conhecimento em sua dimensão política e social no Brasil. In: BARROS, T. H. B. B; TOGNOLI, N. B. (Orgs.). Organização do Conhecimento responsável: promovendo sociedades democráticas e inclusivas. Belém: Ed.da UFPA, 2019, p.477-484. (Série: Estudos Avançados em Organização do Conhecimento; 5)

TALJA, S.; TUOMINEN, K.; SAVOLAINEN, R. “Isms” in information science: constructivism, collectivism and constructionism. Journal of Documentation, [S,l.], vol. 61 n. 1, p. 79-101, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2019v24n3p1

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional