Comportamento infocomunicacional: um diagnóstico entre estudantes para a promoção de competências infocomunicacionais

Gleise da Silva Brandão, Jaires Oliveira Santos, Jussara Borges

Resumo


Introdução: O comportamento infocomunicacional reflete a forma como as pessoas relacionam-se com o conteúdo (a informação) e com outras pessoas (a comunicação). Objetivo: Pretende-se, neste artigo, conhecer o comportamento infocomunicacional de um grupo como diagnóstico necessário antes de ofertar um curso de competências infocomunicacionais. Metodologia: Nesse sentido, adota-se a abordagem quantiqualitativa, na perspectiva de quantificar os dados, mas também oferecer interpretações e inferências qualitativas. A coleta de dados deu-se a partir da aplicação de um questionário, respondido por 15 estudantes de Arquivologia e Biblioteconomia sobre seu comportamento perante a informação e a comunicação. Portanto, trata-se da percepção dos próprios estudantes a partir de questões de múltipla escolha. Resultados: Os resultados indicaram que os sujeitos investigados buscam informações sobre temas gerais para sanar necessidades corriqueiras, utilizando estratégias de busca; confrontam e avaliam as informações, especialmente quanto à atualização e ao contexto para que seja possível identificar manipulação, distinguindo, sobretudo, fatos de opiniões. No aspecto comunicacional, utilizam aplicativos de mensagens instantâneas e correio eletrônico como ferramentas de comunicação e também as redes sociais para se manterem informados e compartilhar conteúdos. Preocupam-se com a confiabilidade da informação, porém possuem limitações relacionadas à interação efetiva nesses espaços. Conclusões: Conclui-se que o delineamento de um perfil infocomunicacional é determinante para o sucesso de ações e estratégias que favoreçam a promoção de competências infocomunicacionais.

Palavras-chave


Comportamento Infocomunicacional; Competências Infocomunicacionais; Comportamento Informacional; Comportamento Comunicacional

Texto completo:

PDF

Referências


BARRETO, Aldo de Albuquerque. Mediações digitais. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, João Pessoa, v.10, n.4, 2009.

BERRÍO-ZAPATA, Cristian et al. El paradigma de Comportamiento Informacional como alternativa para comprender los fenómenos informacionales en América Latina. Revista Interamericana de Bibliotecología, v. 39, n. 2, p. 133-147, 2016.

BORGES, Jussara; BRANDÃO, Gleise. Evolução contexto-conceitual das competências infocomunicacionais. Logeion Filosofia da Informação, v. 3, p. 75-86, 2017.

BORGES, Jussara. Competências infocomunicacionais: estrutura conceitual e indicadores de avaliação. Informação & Sociedade (UFPB. ONLINE), v. 28, p. 123-140, 2018.

BRANDÃO, Gleise. LIMA, Jussara. Emprego da competência em informação por estudantes de arquivologia da Universidade Federal da Bahia. Agora (Florianopolis), v. 24, p. 277-310, 2014.

BRANDÃO, Gleise. LIMA, Jussara. A contribuição das competências infocomunicacionais na atuação do arquivista enquanto mediador. Em Questão, Porto Alegre, v. 24, n. 3, p. 38-67, set./dez. 2018.

COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL. Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nos domicílios brasileiros: TIC domicílios 2018 [livro eletrônico]. São Paulo: Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, 2019.

FARIAS, Maria Giovanna. Mediação e competência em informação: proposições para a construção de um perfil de bibliotecário protagonista. R. Ci. Inf. e Doc., Ribeirão Preto, v. 6, n. 2, p. 106-125, set. 2015/fev. 2016.

FURTADO, Renata Lira; ALCARÁ, Adriana Rosecler. Modelos de comportamento informacional: uma análise de suas características. In: Seminário científico de Arquivologia e Biblioteconomia–do outro lado da informação, 2015, Marília. Anais [...]. Marília: Unesp, 2015, p. 1-10.

GASQUE, Kelley Cristine. COSTA, Sely Maria. Evolução teórico-metodológica dos estudos de comportamento informacional de usuários. Ci. Inf., Brasília, DF, v. 39 n. 1, p.21-32, jan./abr., 2010.

OCDE. Habilidades y competencias del siglo XXI para los aprendices del neuvo milenio en los países de la OCDE. España. Ministerio de Educación, Cultura y Deporte. Instituto de Tecnologías Educativas. 2006. Disponível em: http://recursostic.educacion.es/blogs/europa/media/blogs/europa/informes/Habilidades_y_competencias_siglo21_OCDE.pdf. Acesso em: 08 jun 2020.

OTTONICAR, Selma Leticia Capinzaiki; BASSETTO, Clemilton Luis; DO NASCIMENTO, Natália Marinho. O comportamento informacional e a competência em informação: uma abordagem para geração de inovação em micro e pequenas empresas. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 23, n. 52, p. 18-33, 2018.

PASSARELLI, Brasilina et al. Identidade conceitual e cruzamentos disciplinares. In: PASSARELLI, Brasilina; SILVA, Armando M.; RAMOS Fernando (Orgs.). E-infocomunicação: estratégias e aplicações. São Paulo: Senac São Paulo, 2014.

SANTOS, Jaires Oliveira; BARREIRA, Maria Isabel de Jesus Sousa. O bibliotecário do Nordeste Brasileiro: elucubrações do processo de aprendizagem e da competência em informação. RBBD. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, v. 15, n. 2, p. 237-250, 2019.

SANTOS, Jaires Oliveira. Competência em Informação dos egressos do curso de Biblioteconomia: uma análise na região Nordeste do Brasil. 2015. 142f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Instituto de Ciência da Informação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015.

SILVEIRA, Martha. ODDONE, Nanci. Necessidades e comportamento informacional: conceituação e modelos. Ci. Inf., Brasília, v. 36, n. 2, p. 118-127, maio/ago. 2007.

SHENTON, Andrew K.; HAY-GIBSON, Naomi V. Information behaviour and information literacy: The ultimate in transdisciplinary phenomena?. Journal of Librarianship and Information Science, v. 43, n. 3, p. 166-175, 2011.

TUOMINEN, Kimmo; SAVOLAINEN, Reijo; TALJA, Sanna. Information literacy as a sociotechnical practice. The Library Quarterly, v. 75, n. 3, p. 329-345, 2005.

WILSON,Thomas. Human Information Behavior. Informing Science, v.3, n. 2, 2000. Disponível em: http://www.inform.nu/Articles/Vol3/v3n2p49-56.pdf . Acesso em: 03 jun 2020.

WOLTON, Dominique. É preciso salvar a comunicação. Casal de Cambra: Caleidoscópio, 2006.

WOLTON, Dominique. Informar não é comunicar. Porto Alegre: Sulina, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n4p670

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional