Blaise Cronin e a Ciência da Informação na perspectiva social

Jobson Louis Santos de Almeida, Gustavo Henrique de Araújo Freire, Henry Poncio Cruz de Oliveira

Resumo


Introdução: Discute o lado social da Ciência da Informação, perpassando por uma reflexão sobre a influência social que há neste campo, a compreensão da percepção de Blaise Cronin sobre a informação enquanto recurso estratégico organizacional, e a identificação das temáticas tratadas por este pesquisador ao longo de sua carreira, o que nos permite conhecer a influência deste nos pressupostos teóricos do campo científico. Objetivo: O objetivo do artigo é apresentar para a comunidade científica brasileira uma reflexão acerca da trajetória histórico-evolutiva do pensamento e das contribuições teóricas do cientista Blaise Cronin na e para a Ciência da Informação. Metodologia: Foram utilizadas as técnicas de pesquisa bibliográfica e de análise de conteúdo para o estudo dos artigos de autoria de Blaise Cronin recuperados pelo Portal de Periódicos da CAPES. Resultados: O estudo apresenta que Blaise Cronin ao longo de 34 anos de carreira, realizou investigações com ênfase em marketing e gestão, indústria da informação, bibliometria e comunicação científica. Evidencia o potencial de contribuição deste cientista para os estudos contemporâneos sobre Política e Economia da Informação, apontando possibilidades de novas pesquisas, a partir do seu legado científico. Conclusão: Após um período de doze meses estudando oitenta e um artigos científicos de Blaise Cronin, concluímos o estudo cientes da contribuição responsável que ele traz para o campo científico no Brasil ao evidenciar que o pensamento do Professor Cronin é contemporâneo, relevante e necessário tanto para o campo científico, quanto para a atuação profissional dos bibliotecários.


Palavras-chave


Ciência da Informação; Ciência Social; Epistemologia da Ciência da Informação; Economia da Informação; Blaise Cronin

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, S. A. do. Marketing: abordagem em unidades de informação. Brasília: Thesaurus, 1998.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BEBBINGTON, L.; CRONIN, B. Courtship and Competition on Campus: the convergence of university libraries and computing centres. Library Review, v. 38, n. 2, p. 7-17, 1989. Disponível em: https://doi.org/10.1108/00242539410134147. Acesso em: 02 ago. 2018.

BOURDIEU, P. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

BOURDIEU, P. A reprodução. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

BOURDIEU, P. O senso prático. Petrópolis: Vozes, 2011.

BOURDIEU, P. (Org.). A miséria do mundo. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

BOURDIEU, P. [Coletânea de textos]. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio (Org.). Escritos de Educação. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. 8. ed. atualizada. São Paulo: Paz e Terra, 1999. 1v.

CRONIN, B. Esquemas conceituais e estratégicos para a gerência da informação. R. Esc. Biblioteconomia UFMG, Belo Horizonte, v. 19, n. 2, p. 195-220, set. 1990. Disponível em: http://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/70793. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. From paradigm to practice: the logic of promotion, Aslib Proceedings, v. 33, n. 10, p. 383-392, 1981. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb050814. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. Holding the center while prospecting at the periphery: domain identity and coherence in North American information studies education, Education for information, v. 20, n. 1, p. 3-10, 2002. Disponível em: https://content.iospress.com/journals/education-for-information/20/1. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. Information science in the international arena: an educator's perspective, Aslib Proceedings, v. 44, n. 4, p. 195-202, 1992. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb051271. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. New technology and marketing—the challenge for librarians, Aslib Proceedings, v. 34, n. 9, p. 377-393, 1982a. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb050853. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. Taking the measure of service, Aslib Proceedings, v. 34, n. 6, p. 273-294, 1982b. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb050848. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. The marketing of Public Library Services in the United Kingdom: he Rationale for a Marketing Approach, European Journal of Marketing, v. 18, n. 2, p. 33-44, 1984. Disponível em: https://doi.org/10.1108/EUM0000000004767. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. CAB abstracts: a global view. Aslib Proceedings, v. 32, n. 11, p. 425-437, 1980. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb050763. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. The information society. Aslib Proceedings, v. 38, n. 4, p. 121-129, 1986. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb051006. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. Excellence under the microscope. Aslib Proceedings, v. 39, n. 1, p. 17-31, 1987. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb051036. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. The eletronic academy revisited. Aslib Proceedings, v. 50, n. 9, p. 241-254, 1998. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb051502. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B. The sociological turn in information science. Journal of Information Science, v. 34, n. 4, p. 465-475, 2008. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0165551508088944. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B.; CRAWFORD, R. Information Warfare: its application in military and civilian contexts. The Information Society, v. 15, p. 257-263, 1999. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/019722499128420. Acesso em: 02 ago. 2018.

CRONIN, B.; MCKENZIE, G. The trajectory of rejection. Journal of Documentation, v. 48, n. 3, p. 310-317, 1992. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb026900. Acesso em: 02 ago. 2018.

DAVENPORT, L.; CRONIN, B. Vertical integration: corporate strategy in the information industry, Online Review, v. 10, n. 4, p. 237-247, 1986. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb024219. Acesso em: 02 ago. 2018.

ELO, S.; KYNGAS, H. The Qualitative Content Analysis Process. The Qualitative Content Analysis Process. Journal of Advanced Nursing, v. 62, n. 1, p. 107-115, abril 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb051114. Acesso em: 02 ago. 2018.

GARFINKEL, Harold. Studies in ethnomethodology. New Jersey: Prentice Hall, 1967.

GIDDENS, A. As consequências da modernidade. São Paulo: Edusp, 1991.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2002.

LATOUR, B. Reagregando o social: uma introdução à teoria do Ator-Rede. Salvador-Bauru: EDUFBA/EDUSC, 2012.

MERTON, R. K. The Sociology of Science. University of Chicago Press, 1973.

MERTON, R. K. Sociologia, Teoria e Estrutura. São Paulo, Mestre Jou, 1970.

RAFFERTY, P.; CRONIN, B.; DAVENPORT,L. The rhetoric of promise: advertising in the information industry. Aslib Proceedings, v. 40, n. 11/12, p. 295-301, 1988. Disponível em: https://doi.org/10.1108/eb051036. Acesso em: 02 ago. 2018.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

SILVA, J. L. C.; FREIRE, G. H. de A. Um olhar sobre a origem da Ciência da Informação: indícios embrionários para sua caracterização identitária. Encontros Bibli, v. 17, n. 33, p. 1-29, jan./abr., 2012.

VERGARA, S. C. Métodos de pesquisa em administração. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2019v24n3p230

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional