Um olhar dos estudantes do curso de Biblioteconomia acerca do que são dados, informações e conhecimentos

Cristiano Moreira, Joana Carlos Beira, Marlene Oliveira

Resumo


Introdução: Toda área do conhecimento possui seus termos e conceitos que são empregados para definir determinada ocorrência de um fato ou objeto específico. Devido à proximidade da Ciência da informação, Gestão do conhecimento e Biblioteconomia, alguns termos podem ter definições diferentes para descreverem o mesmo objeto. Objetivo: Sob essa ótica, buscou-se, no presente estudo, elucidar a seguinte inquietação: Quais as percepções dos discentes do curso de Biblioteconomia sobre o que é dado, informação e conhecimento? Metodologia: Para obter resposta a essa indagação, foi realizada uma pesquisa qualitativa, que se classifica como descritiva, em que se fez uso de um estudo bibliográfico acerca dos assuntos que norteiam essa temática, bem como da aplicação de um survey a discentes brasileiros e moçambicanos do curso de Biblioteconomia. Resultados: Foram obtidas 58 respostas válidas e, por meio das análises, foi possível verificar que não existe um consenso sobre as definições fornecidas, visto que os entrevistados acreditam que a inexistência de concordância pode vir a prejudicar o desenvolvimento profissional e acadêmico na área. Conclusão: Levando em consideração o quantitativo de respostas, se conclui que existe a necessidade de se realizar uma harmonização sobre alguns termos e conceitos adotados na C.I.


Palavras-chave


Dado; Informação; Conhecimento; Biblioteconomia; Ciência da Informação

Texto completo:

PDF

Referências


AHARONY, N. The librarian and the information scientist: different perceptions among Israeli information science students. Library & Information Science Research, v. 28, n. 2, p. 235-248, 2006. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0740818806000235. Acesso em: 17 jun. 2018.

ANGELONI, M. T. Elementos intervenientes na tomada de decisão. Ciência da informação, Brasilia, v. 32, n. 1, p. 17-22, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0100-19652003000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 13 jun. 2018.

BORGHOFF, U.; PARESCHI, R. Information technology for knowledge management. Germany: Berlin Springer, 1998.

CAJUEIRO, J. L. G.; SICSU, A. B.; RIBEIRO, A. R. B. Elementos preliminares para a construção de modelos: a contribuição da gestão do conhecimento para instituições de ensino superior. Revista Gestão Industrial, Ponta Grossa, v. 5, n. 3, p. 219-234, 2009.

CHOO, C. W. The knowing organization: how organizations use information to construct meaning, create knowledge and make decisions. International journal of information management, Nova Iorque, v. 16, n. 5, p. 329-340, 1996.

DAVENPORT, A. T.; PRUSAK, L. Ecologia da informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998a.

DAVENPORT, A. T.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998b.

DAVID, P. A.; FORAY, D. Economic fundamentals of the knowledge society. Policy Futures in Education, v. 1, n. 1, p. 20-49, 2003. Disponível em: http://journals.sagepub.com/doi/10.2304/pfie.2003.1.1.7. Acesso em: 01 maio 2018.

HUSAIN, S.; NAZIM, M. Concepts of knowledge management among library & information science professionals. International Journal of Information Dissemination and Technology, v. 3, n. 4, p. 263-269, 2013. Disponível em: http://eprints.rclis.org/31229/. Acesso em: 04 maio 2018.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. The knowledge-creating company: how japanese companies create the dynamics of innovation. Oxford university press, 1995.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. 3 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

OLIVEIRA, M. (org). Ciência da informação e biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. 2 ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

POLANYI, M. The Tacit Dimension. London: Routledge & Kegan Paul, 1967.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C.. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2 ed. Novo Hamburgo: Editora Feevale, 2013.

RAUPP, F. M.; BEUREN, I. M. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade. Teoria e prática, v. 3, 2006.

RODRIGUES, L. C.; MACCARI, É. A. Gestão do conhecimento em instituições de ensino superior. Revista de Negócios, Blumenau, v. 8, n. 2, 2003. Disponível em: http://proxy.furb.br/ojs/index.php/rn/article/view/318. Acesso em: 01 mar. 2018.

SARACEVIC, T. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, 1996. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/235. Acesso em: 18 fev. 2018.

SETZER, V. W. Dado, informação, conhecimento e competência. DataGramaZero, Rio de Janeiro, n. 0, 1999. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/article/view/0000009680. Acesso em: 01 jun. 2020.

SOMASUNDARAM, G.; SHRIVASTAVA, A. Armazenamento e gerenciamento de informações: como armazenar, gerenciar e proteger informações digitais. [s. l.]: Bookman Editora, 2011.

SVEIBY, K. E. A nova riqueza das organizações: gerenciando e avaliando patrimónios do conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

TARAPANOFF, K. Inteligência, informação e conhecimento em corporações. Brasília: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), 2006.

WITTGENSTEIN, L. Tractatus Logico-Philosophicus. (Versão em inglês) Estocolmo: Orion, 1962.

ZINS, C. Conceptual approaches for defining 'data', 'information', and 'knowledge'. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 58, n. 4, p. 479-493, 2007(a). Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1002/asi.20508. Acesso em: 15 jun. 2018.

ZINS, C. Conceptions of Information Science. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 58, n. 3, p. 335-350, 2007(b). Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/220434422_Conceptions_of_information_science. Acesso em: 01 jun. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n2p484

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional