A utilização da recuperação da informação nas teses da base de teses e dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT

Adilson Luiz Pinto, Cléber da Silva André, Ana Cristina de Albuquerque

Resumo


Introdução: Na atual conjuntura da sociedade a informação adquiriu grande valor, levando a necessidade de ferramentas que permitam a recuperação de informações relevantes a todo tipo de usuário. Considerando os Sistemas de Recuperação da Informação no meio acadêmico e sua importância na busca eficiente e eficaz de informações relevantes, questiona-se como averiguar a utilização nas teses doutorais? Objetivo: O artigo apresenta como Objetivo Geral a análise da incidência dos termos Recuperação de Informação nas teses encontradas na Base de Teses e Dissertações do IBICT. No decorrer da pesquisa conceituam-se alguns modelos e técnicas de Recuperação da Informação como forma demonstrar aplicações e teorias citadas nas teses que fazem parte do corpus da pesquisa. Metodologia: A pesquisa, quanto aos objetivos, apresenta caráter descritivo e exploratório, e documental quanto aos seus procedimentos. Também são abordados conceitos de estudos métricos da informação para verificar a incidência dos termos de Recuperação da Informação nos títulos, resumos e palavras-chave das teses para chegar aos objetivos propostos. Resultados: Com os dados levantados, apresenta-se a relação entre a citação do termo Recuperação nos títulos e palavras-chave e resumos. Conclusões: Com os resultados alcançados verifica-se a grande incidência de termos relacionados à Recuperação da Informação nas teses doutorais, reforçando sua aplicabilidade acadêmica e sua pluralidade teórica.

 


Palavras-chave


Recuperação da Informação; Análise de Teses; Análise de Dados

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, C. A. Á. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 11-32, jan./jun. 2006. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2016.

BAEZA-YATES, R.; RIBEIRO-NETO, B. Modern Information Retrieval. New York: Addison Wesley, 1999.

BELKIN, N. J.; CROFT, W. B. Retrieval tecniques. Annual Review of Information Science and Tecnology, [S.l], v. 22, p. 112-119, 1987.

CRESTANI, F.; PASI, G. Soft Information Retrieval: Applications of Fuzzy Set Theory and Neural Networks. In: NeuroFuzzy Techniques for Intelligent Information Systems. Publisher: Physica Verlag (Springer Verlag), 1999.

FERNEDA, E. Redes neurais e sua aplicação em sistemas de recuperação de informação. Ciência da Informação, v. 35, n. 1, p. 25-30, jan./abr. 2006.

GREENGRASS, E. Information Retrieval: A Survey, 2000.

INGWERSEN, P. The Traditional IR Research Approach. In: Information Retrieval Interaction. London: Taylor Graham, 1992. p. 72-78.

LANCASTER, F. W. Information retrieval systems: charactistics, testing and evaluation. 2. ed. New York: Wiley, 1978.

MACIAS-CHAPULA, C. A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, v. 27, n. 2, p. 134-140, maio/ago. 1998. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2016.

MANNING, C. D.; RAGHAVAN, P.; SCHUTZE, H. An introduction to information retrieval. Cambridge: Cambridge University Press, 2008.

MARQUES, A. de A. A bibliometria: reflexões para comunicação científica na Ciência da Comunicação e Ciência da Informação. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 33., 2010, Caxias do Sul. Anais eletrônicos... Amazonas: UFAM, 2010. p. 1-10. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2016.

MUGNAINI, R. A bibliometria na exploração de base de dados: a importância da Linguística. Transinformação, Campinas, v. 15, n. 1, p. 45-52, jan./abr. 2003. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2016.

RIJSBERGER, C. J. Information retrieval. University of Gasgow, 1995.

ROBREDO, J. Documentação de hoje e de amanhã: uma abordagem revisitada e contemporânea da Ciência da Informação e de suas aplicações biblioteconômicas, documentárias, arquivísticas e museológicas. 4. ed. Brasília, 2005. 409 p.

SHARMA, A. Intelligent Information Retrieval System: A Survey. Advance in Electronic and Electric Engineering, v. 3, n. 1, p. 2231-1297, 2013.

SOUZA, R. R. Sistemas de Recuperação de Informações e Mecanismos de Busca na web: panorama atual e tendências. Perspectiva em ciência da informação, Belo Horizonte, v. 11 n. 2, p. 161 -173, maio/ago. 2006. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2016.

URBIZAGÁSTEGUI-ALVARADO, R. A bibliometria no Brasil. Ciência da Informação, Brasília, v. 13, n. 2, p. 91-105, jul./dez. 1984. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2016.

WORMELL, I. Informetria: explorando bases de dados como instrumentos de análise. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p. 210-216, maio/ago. 1998. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2016.

XIE, I. Interactive Information Retrieval in Digital Environments. New York: IGI Publishing, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n3p390

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional