A fotografia como documento: com a palavra Otlet e Briet

Izângela Maria Sansoni Tonello, Telma Campanha de Carvalho Madio

Resumo


Introdução: A quantidade e variedade de informações que veiculam em diferentes suportes e meios incitam uma preocupação, em especial, em relação aos documentos fotográficos, já que se constituem atualmente foco de interesse da área da Ciência da Informação. Nesse contexto, destacam-se as fotografias como fontes de informações geradoras de conhecimento e também como importante subsídio para pesquisa nas diferentes áreas. Objetivo: Pesquisar os conceitos e definições que embasam a fotografia como documento em unidades de informação. Metodologia: Pesquisa bibliográfica e documental. Resultados: Pode-se afirmar mediante os significados acerca do termo documento, discorridas na literatura pelos autores pesquisados, que a fotografia corresponde aos pressupostos necessários para consubstanciar documento e fotografia em documento fotográfico. Conclusões: Entende-se que esse estudo esclarece algumas questões relacionadas à fotografia como documento, no entanto, essa proposição suscita reflexões a respeito da importância do contexto de produção assim como sua relação imprescindível com os demais documentos, para que ela se consolide indiscutivelmente como documento fotográfico


Palavras-chave


Documento; Fotografia; Fotografia como Documento

Texto completo:

PDF

Referências


AMAR, P. J. História da fotografia. Lisboa: Edições 70, 2007.

BARRETO, A. A. A estrutura do texto e a transferência da informação. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v.6, n.3, jun. 2005. Disponível em: . Acesso 07 mar. 2017.

BELLOTTO, H. L. Arquivos permanentes: tratamento documental. 2. ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004.

______. Documento significação na trajetória epistemológica e da Ciência da Informação. In: FREITAS, L. S. de; MARCONDES, C. H.; RODRIGUES,A.C. (Orgs) Da gênese à função: o documento de arquivo como informação e testemunho. Niterói: EdUFF, 2010. p. 161-174.

BENJAMIN, W. Pequena história da fotografia. In: ______. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. 7. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 91-107. (Obras Escolhidas, v.1).

BOCCATO, V. R. C.; FUJITA, M. S. L. Discutindo a Análise Documental de Fotografias: uma síntese bibliográfica. Cadernos de Biblioteconomia Arquivística e Documentação. Lisboa, n. 02, p. 84 – 100, 2006.

BUSSELLE, M. Tudo sobre fotografia. 8. ed. São Paulo: Pioneira, 1998.

BRIET, S. Qu’est-ce que la documentation? Paris: Éditions Documentaires Industriales et Techniques, 1951. 48p. Disponível em: Acesso em: 07 maio 2017.

BUCKLAND, M. What is a « document »? Journal of the American Society of Information Science, vol. 48, n.9, p.804-809, 1997. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2017.

BUSSELLE, M. Tudo sobre fotografia. 8. ed. São Paulo: Pioneira, 1998.

JOLY, M. Introdução à análise da imagem. Campinas: Papirus, 1996.

GURAN, M. Linguagem fotográfica. In: GURAN, M. Linguagem fotográfica e informação. Rio de Janeiro: Rio Fundo, 1992. p. 15 – 22.

KOSSOY, B. Realidades e ficções na trama fotográfica. 3. ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2002.

______. Os tempos da fotografia. São Paulo: Ateliê, 2007.

LE GOFF, J. História e memória. 5. ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 2003.

LARA, M. L. G. de. Documento significação na trajetória epistemológica e da Ciência da Informação. In: FREITAS, L. S. de; MARCONDES, C. H.; RODRIGUES, A.C. (Orgs) Documento gênese e contexto de uso. Niterói: EdUFF, 2010. p. 35-56

LOPEZ, A. P. A. Organização arquivística de documentos imagéticos e pesquisa histórica. Cadernos de Metodologia e Técnica de Pesquisa, Maringá (PR), 7 (1996) 189-198.

LOPEZ YEPES, J. Notas acerca del concepto y evolución del documento contemporâneo.In: VII Jornadas Científicas sobre Documentación Contemporánea. Madrid, Departamento de Ciencias y técnicas historiográficas, UCM, 2008, p. 273-279. < Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 17.

______. Reflexiones sobre el concepto de documento ante la revolución de la información: ¿un nuevo profesional del documento? Scire: representación y organización del conocimiento. Zaragoza: 1997, v. 3, n. 1. Disponível em: Acesso em: 15 jul. 2017.

MCGARRY, K. O contexto dinâmico da informação. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 1999.

MADIO, T. C. de C.; FUJITA. M. S. L. Importância da gênese documental para identificação de acervos fotográficos. Revista de sistema de información y documentación. Zaragoza: 2008, v. 2. p. 251-261. Disponível em: Acesso em: 08 jun.2017.

MANINI, M. P. A fotografia como registro e como documento de arquivo. In: MANINI, M. P.; MARQUES, O. G.; MUNIZ, N. C. (orgs). Imagem, memória e informação. Brasília: Ícone Editora e Gráfica, 2010, p. 11 – 31.

______. Análise Documentária de fotografias: um referencial de leitura de imagens fotográficas para fins documentários. 2002. 231f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

______. Análise Documentária de imagens. Inf. & Soc.: Est. João Pessoa, v. 11, n. 1, p. 128 – 135, 2001.

MONTILLA PEÑA, L.J. El tratado de documentación de Paul Otlet: una exposición metacientifica. Disponível em https://biblios.pitt.edu/ojs/index.php/biblios/article/view/93/166. Acesso em: 15 jul. 2107.

NOVELLINO, M. S. F. A linguagem como meio de representação ou de comunicação da informação. Perspectiva em Ciência da Informação. Belo Horizonte, v. 3, n. 1, p. 137 – 146, jul./dez., 1998.

OTLET, P. (1934). Traité de documentation: le livre sur le livre: théorie et pratique. Bruxelles: Mundaneum Disponível em: Acesso em: 2 maio 2017.

SONTAG, S. Sobre fotografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n1p77

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional